Livros de Pierre Corneille

A tua virtude põe a tua glória acima do teu crime.

Sobre o Autor

Pierre Corneille

Pierre Corneille (6 de junho de 1606 - 1 de outubro de 1684) foi um dramaturgo de de tragédias francês; foi um dos três maiores produtores de dramas na França, durante o século XVII, ao lado de Molière e Racine.

Melhores Livros de Pierre Corneille

Mais frases de Pierre Corneille

Um mentiroso é sempre pródigo em juramentos.

A maneira de dar vale mais que o que se dá.

Nunca um invejoso perdoa ao mérito.

Um verdadeiro rei não é marido nem pai.

Ao vencermos sem perigo, triunfamos sem glória.

O inimigo que lisonjeia é o mais perigoso.

Não ter temor da morte, é não temer-se ameaças.

A tua virtude põe a tua glória acima do teu crime.

A liberdade não é nada quando todo o mundo é livre.

O amor é um grande mestre, ensina de uma só vez.

Antes de vos pertencer, pertenço ao meu país.

À força de ser justo, é-se muitas vezes culpado.

Evitai um inimigo que está a par dos vossos defeitos.

Aquele que quer morrer ou vencer raramente é vencido.

Quem se expõe ao perigo procura a sua perda.

É possível doar muito sem criar obrigações: / a maneira de dar vale muito mais do que o donativo.

Quem perdoa facilmente suscita ofensa.

O amor não passa de um prazer. A honra é um dever.

Voltaria a fazê-lo se o tivesse de fazer.

Cada um vê os males dos outros com olhos diferentes dos com que vê os seus.

Para quem sabe amar bem, nada é impossível.

É indispensável boa memória após se haver mentido.

Você fala como soldado, eu tenho que agir como rei.

Ó raiva! Ó desespero! Ó velhice inimiga!

Damos, muitas vezes, nomes diferentes às coisas: O que para mim são espinhos, vós chamais-lhe rosas.

Os mentirosos são sempre pródigos em juras.

Os nossos êxitos mais felizes, têm uma mistura de tristeza.

Quantas vezes, ao contá-los, aliviamos os males.

Sou novo é verdade; mas, para os espíritos bem nascidos. O valor não fica à espera da soma dos anos vividos.

A razão e o amor são eternos inimigos.

Quem de seus males fala, alívio já desfruta.