Livros de Ovídio

Sobre o Autor

Ovídio

Ovídio foi um célebre poeta latino. Entre suas obras, "Metamorfoses" se destaca como a mais conhecida. Foi condenado ao exílio pelo imperador Augusto, onde permaneceu até sua morte.

Melhores Livros de Ovídio

Vai,portanto,não hesites. Procura conquistar todas as mulheres. Em mil,haverá talvez uma para te resistir. E quer cedam,quer resistam,todas gostam de ser cortejadas. Mesmo se fores derrotado,a derrota será sem perigo. Mas por que serias repelido,já que toda volúpia nova parece mais gostosa e somos mais seduzidos por aquilo que não nos pertence? A colheita é sempre mais abundante no campo alheiro,e o rebanho do vizinho tem as tetas mais grossas.

É lícito aprender mesmo do inimigo.

O pudor só é útil se é fingido; o verdadeiro é quase sempre prejudicial.

Tudo quanto avança nos anos perde seu valor e pelo tempo e destruido.

O sucesso e o amor preferem o corajoso.

A melhor ajuda para a mente é romper com os grilhões que iludem o coração

A sorte afeta tudo. Deixe o seu anzol sempre lançado. No riacho onde menos esperar, haverá um peixe.

Não se pode fazer voltar a água que passou nem a hora que transcorreu.

Nós buscamos o proibido.

Se queres prolongar o amor não permitas que a desconfiança te domine em relação à pessoa amada.

Com a mesma mão com que venceres, protege o vencido.

A força do hábito desenvolve o amor - O amor, ainda jovem é pouco seguro de si, se fortifica com o uso; alimente-o bem, e, com o tempo, ele se tornará sólido.

Poucos rios, surgem de grandes nascentes, mas muitos crescem recolhendo filetes de água.

Quem tem muito dinheiro pode ser burro o quanto quiser.

Ama,caso queira ser amado.

Sei o que é bom para mim, mas faço o que é ruim para mim.

Devemos desconfiar do amor que nasce antes de criar raízes: o fogo incipiente apaga-se com pouca água.

Renunciar ao que se deseja é frequentemente uma virtude.

Um cavalo nunca corre tão rápido quanto corre quando tem outros para acompanhar e superar.

Terminei, enfim, esta obra, que nem a ira de Júpiter, nem o fogo, / nem o ferro, nem o tempo devorador poderão destruir. / Quando aquele dia, que dispõe apenas do meu corpo, quiser, / poderá pôr fim ao tempo da minha incerta vida; / mas com a melhor parte de mim me elevarei imortal / sobre as estrelas, e o meu nome não perecerá.

Para onde quer que me volte, Só vejo a imagem da morte.

Os anos aproximam-se silenciosamente.

Quem põe ponto final numa paixão com o ódio, ou ainda ama, ou não consegue deixar de sofrer.

A poesia nasce simples de uma mente serena.

Odiarei, se puder, caso contrário amarei, contra a minha vontade.

Nada é mais forte que o hábito.

O amor cede diante dos negócios. Se queres sair / do amor, entra nos negócios: estarás seguro.

Esforçamo-nos sempre para alcançar o proibido e desejamos o que nos é negado.

A abundância tornou-me pobre.

A beleza é um bem frágil.