O casamento faz de duas pessoas uma só, difícil é determinar qual será.

Sobre o Autor

William Shakespeare

Dramaturgo e poeta inglês, William Shakespeare é reconhecido como o maior dramaturgo de todos os tempos.

Mais frases de William Shakespeare

A suspeita sempre persegue a consciência culpada; o ladrão vê em cada sombra um policial

Aquele que gosta de ser adulado é digno do adulador.

Choramos ao nascer porque chegamos a este imenso cen√°rio de dementes.

Conservar algo que possa recordar-te seria admitir que eu pudesse esquecer-te.

√Č mais f√°cil obter o que se deseja com um sorriso do que √† ponta da espada.

Em tempo de paz convém ao homem serenidade e humildade; mas quando estoura a guerra deve agir como um tigre!

Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.

Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o que, com freq√ľ√™ncia, poder√≠amos ganhar, por simples medo de arriscar.

√ď beleza! Onde est√° tua verdade?

Os miseráveis não têm outro Remédio a não ser a esperança.

Quando fala o amor, a voz de todos os deuses deixa o céu embriagado de harmonia.

Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente.

√Č um p√©ssimo cozinheiro aquele que n√£o pode lamber os pr√≥prios dedos.

Ser grande, é abraçar uma grande causa.

O diabo pode citar as Escrituras quando isso lhe convém.

Esta consciência, que faz de todos nós covardes.

Os homens de poucas palavras s√£o os melhores.

A cólera é um cavalo fogoso; se lhe largamos o freio, o seu ardor exagerado em breve a deixa esgotada.

Combater e morrer, é pela morte derrotar a morte, mas temer e morrer é fazer-lhe homenagem com um sopro servil.

√Č prefer√≠vel suportar os males que temos do que voar para aqueles que n√£o conhecemos.

√ď do√ßura da vida: Agonizar a toda a hora sob a pena da morte, em vez de morrer de um s√≥ golpe.

A paix√£o aumenta em fun√ß√£o dos obst√°culos que se lhe op√Ķe.

A alegria evita mil males e prolonga a vida.

Se fiz alguma coisa boa em toda a minha vida, dela me arrependo do fundo do coração.

A gratid√£o √© o √ļnico tesouro dos humildes.

Ser ou n√£o ser: eis a quest√£o.

O amor é como a criança: deseja tudo o que vê.

Só os mendigos conseguem contar as suas riquezas.

Quantas vezes a simples vis√£o de meios para fazer o mal / Faz com que o mal seja feito!

O mal da grandeza é quando ela separa a consciência do poder.

As palavras s√£o como os patifes desde o momento em que as promessas os desonraram. Elas tornaram-se de tal maneira impostoras que me repugna servir-me delas para provar que tenho raz√£o.

Considero o mundo por aquilo que ele é, Graciano: / Um palco em que cada um deve recitar um papel, / e o meu é um papel triste.

Lamentar uma dor passada, no presente, / é criar outra dor e sofrer novamente.

A minha consciência tem milhares de vozes, / E cada voz traz-me milhares de histórias, / E de cada história sou o vilão condenado.

Chorar sobre as desgraças passadas é a maneira mais segura de atrair outras.

Todas as graças da mente e do coração se escapam quando o propósito não é firme.

Pelas roupas rasgadas mostram-se os vícios menores: / as vestes de cerimónia e as peles escondem todos eles.

O rosto enganador deve ocultar o que o falso coração sabe.

As ideias das pessoas são pedaços da sua felicidade.

O que n√£o d√° prazer n√£o d√° proveito. Em resumo, senhor, estude apenas o que lhe agradar.

Fragilidade, o teu nome é mulher!

Sábio é o pai que conhece o seu próprio filho.

O mal que os homens praticam sobrevive a eles; o bem quase sempre é sepultado com eles.

A vida é uma simples sombra que passa (...); é uma história contada por um idiota, cheia de ruído e de furor e que nada significa.

Um fogo devora um outro fogo. Uma dor de ang√ļstia cura-se com outra.

O pensamento é escravo da vida, e a vida é o bobo do tempo.

Para o trabalho que gostamos levantamo-nos cedo e fazemo-lo com alegria.

Pois a coragem cresce com a ocasi√£o.

Se fazer fosse tão fácil quanto saber o que seria bom fazer, as capelas seriam igrejas, e as choupanas dos pobres, palácios de príncipes.

Não acredites nem nos que pedem emprestado, nem nos que emprestam; porque muitas vezes, perde-se o dinheiro e o amigo...e o empréstimo.

O que é que há, pois, num nome? Aquilo a que chamamos rosa, mesmo com outro nome, cheiraria igualmente bem.

√Č um amor pobre aquele que se pode medir.

O verdadeiro nome do amor é cativeiro.

Não existe o bom ou o mau; é o pensamento que os faz assim.

Há mais coisas no céu e na terra, Horácio, do que sonha a tua filosofia.

A mágoa profunda tem menos poder para atingir / O homem que dela faz troça, e não a carrega como um fardo.

Pois a cal√ļnia vive por transmiss√£o, / Alojada para sempre onde encontra terreno.

Bem pago est√° quem por satisfeito se d√°.

O casamento faz de duas pessoas uma só, difícil é determinar qual será.

O horror visível tem menos poder sobre a alma do que o horror imaginado.

Não peças emprestado nem emprestes.

Se os homens fossem constantes seriam perfeitos.

Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, n√£o parecerem o que n√£o s√£o.

Chorar é diminuir a profundidade da dor.

N√£o julgueis; somos todos pecadores.

Poucos gostam de ouvir falar das faltas / Que com prazer praticam.

Eu sei de que maneira pródiga a alma empresta / Juramentos à língua quando o sangue arde.

Nunca houve um filósofo / que conseguisse suportar pacientemente uma dor de dentes.

Consciência é uma palavras usada pelos covardes, para incutir medo aos fortes.

Sofremos muito com o pouco que nos falta e gozamos pouco o muito que temos.

√Č uma infelicidade da √©poca, que os doidos guiem os cegos.

O louco, o amoroso e o poeta estão recheados de imaginação.

A esperança de gozar cede apenas em prazer à esperança realizada.

Aceita o conselho dos outros, mas nunca desistas da tua própria opinião.

A beleza provoca o ladr√£o mais do que o ouro.

O mundo inteiro é um palco, / e todos os homens e todas as mulheres são apenas actores.

A m√°goa altera as esta√ß√Ķes e as horas de repouso, fazendo da noite dia e do dia noite.

O meu corpo é um jardim, a minha vontade o seu jardineiro.

Alguns elevam-se pelo pecado, outros caem pela virtude.

√Č muito melhor viver sem felicidade do que sem amor.

O passado e o futuro parecem-nos sempre melhores; o presente, sempre pior.

As falhas dos homens eternizam-se no bronze, / As suas virtudes escrevemos na √°gua.

Muito embora seja honesto, não é aconselhável / trazer más notícias.

Mostre-me um homem que n√£o seja escravo das suas paix√Ķes.

A necessidade faz-nos habituar a estranhos companheiros de leito.

Ter um filho ingrato é mais doloroso / do que a mordida de uma serpente!

Não há arauto mais perfeito da alegria do que o silêncio. Eu sentir-me-ia muito pouco feliz se me fosse possível dizer a que ponto o sou.

Algum desgosto prova muito amor, mas muito desgosto revela demasiada falta de espírito.

O que é a honra? Uma palavra. O que há nessa palavra honra? Vento.

Perde-se a vida quando a pretendemos resgatar √† custa de demasiadas preocupa√ß√Ķes.

Os que muito falam, pouco fazem de bom.

Temo a tua natureza; ela est√° demasiado cheia do leite da ternura humana para que seja capaz de seguir o caminho mais curto.

Em certos momentos, os homens são donos dos seus próprios destinos.

As juras mais fortes consomem-se no fogo da paix√£o como a mais simples palha.

As paix√Ķes ensinaram a raz√£o aos homens.

Quem cedo e bem aprende, tarde ou nunca esquece. Quem negligencia as manifesta√ß√Ķes de amizade, acaba por perder esse sentimento.

A vida é enfadonha como uma história contada duas vezes.

Nós somos do tecido de que são feitos os sonhos.

O Demónio não soube o que fez quando criou o homem político; enganou-se, por isso, a si próprio.

Sabemos o que somos, mas n√£o sabemos o que poderemos ser.

Os covardes morrem v√°rias vezes antes da sua morte, mas o homem corajoso experimenta a morte apenas uma vez.

De todas as paix√Ķes baixas, o medo √© a mais amaldi√ßoada.

Vivi muito tempo, e o caminho da minha vida perde-se nas folhas amarelas e secas.

Se todo o ano fosse de férias alegres, divertirmo-nos tornar-se-ia mais aborrecido do que trabalhar.

Quem me rouba a honra priva-me daquilo que n√£o o enriquece e faz-me verdadeiramente pobre.

O mundo est√° desarticulado.

O amor não se vê com os olhos mas com o coração.

O mau comportamento dos homens vive no bronze; as suas virtudes, / nós as escrevemos sobre a água.

Todos podemos controlar a dor excepto aquele que a sente.

O talento revela-se exactamente porque esconde a sua perfeição.

Assim que nascemos, choramos por nos vermos neste imenso palco de loucos.

O homem que n√£o tem a m√ļsica dentro de si e que n√£o se emociona com um concerto de doces acordes √© capaz de trai√ß√Ķes, de conjuras e de rapinas.

Uma coisa bela persuade por si mesma, sem necessidade de um orador.

Com o engodo de uma mentira, pesca-se uma carpa de verdade.

Algumas dores são passíveis de cura.

Se as paix√Ķes aconselham por vezes mais ousadamente do que a reflex√£o, isso deve-se a que elas d√£o mais for√ßa para executar.

Est√° bem pago quem est√° satisfeito.

N√£o basta apenas soerguer os fracos; devemos ampar√°-los depois.

Contrabalançar promessas com promessas é estar pesando o nada.

Entra no teu peito: bate, e pergunta a teu coração o que sabe ele.

Antes do matrimónio tende os olhos abertos, no matrimónio, depois, fechem-nos um pouco.

O tempo é muito lento para os que esperam Muito rápido para os que tem medo Muito longo para os que lamentam Muito curto para os que festejam Mas, para os que amam, o tempo é eterno.

Somos feitos da mesma matéria que nossos sonhos

A miséria habitua o homem a estranhos companheiros de cama.

Toda a gente é capaz de dominar uma dor, excepto quem a sente.

Aprendi que n√£o posso exigir o amor de ningu√©m... Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim... E ter paci√™ncia para que a vida fa√ßa o resto...

Só os mendigos conseguem contar sua riquezas.

Eu aprendi que para se crescer como pessoa e preciso me cercar de gente mais inteligente do que eu.

Eu aprendi que nao importa quanta seriedade a vida exija de voce, cada um de nos precisa de um amigo brincalhao para se divertir junto.

Tarde demais o conheci, por fim; cedo demais, sem conhecê-lo, amei-o.

O bobo se acha s√°bio, mas o s√°bio se acha bobo.

Vazias as veias,nosso sangue se arrefece,indispostos ficamos desde cedo,incapazes de dar e de perdoar.Mas quando enchemos...

O resto é silêncio.

Nada encoraja tanto ao pecador como o perd√£o.

Em nossas loucas tentativas, renunciamos ao que somos pelo que esperamos ser.

Fortes raz√Ķes, fazem fortes a√ß√Ķes.

Seja como for o que penses, creio que é melhor dizê-lo com boas palavras.

O passado é um prólogo.

Os velhos desconfiam da juventude porque foram jovens.

Guarda teu amigo sob a chave de tua própria vida.

O s√°bio n√£o se senta para lamentar-se, mas se p√Ķe alegremente em sua tarefa de consertar o dano feito.

O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos.

Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

Oh! que formosa aparência tem a falsidade!

Não basta levantar o fraco, é preciso ampará-lo depois.

O silêncio é o mais perfeito arauto da felicidade. Eu estaria pouco feliz se pudesse dizer o quanto.

N√£o, Tempo, n√£o zombar√°s de minhas mudan√ßas! As pir√Ęmides que novamente constru√≠ste N√£o me parecem novas, nem estranhas; Apenas as mesmas com novas vestimentas.

Que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais velha; Que quando você está amando dá na vista; Que ter uma criança adormecida em seus braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo.

SONETO LXX Se te censuram, n√£o √© teu defeito, Porque a inj√ļria os mais belos pretende; Da gra√ßa o ornamento √© v√£o, suspeito, Corvo a sujar o c√©u que mais esplende. Enquanto fores bom, a inj√ļria prova Que tens valor, que o tempo te venera, Pois o Verme na flor gozo renova, E em ti irrompe a mais pura primavera. Da inf√Ęncia os maus tempos pular soubeste, Vencendo o assalto ou do assalto distante; Mas n√£o penses achar vantagem neste Fado, que a inveja alarga, √© incessante. Se a ti nada demanda de suspeita, √Čs reino a que o cora√ß√£o se sujeita.

SONETO LXXXVIII Quando me tratas mau e, desprezado, Sinto que o meu valor vês com desdém, Lutando contra mim, fico a teu lado E, inda perjuro, provo que és um bem. Conhecendo melhor meus próprios erros, A te apoiar te ponho a par da história De ocultas faltas, onde estou enfermo; Então, ao me perder, tens toda a glória. Mas lucro também tiro desse ofício: Curvando sobre ti amor tamanho, Mal que me faço me traz benefício, Pois o que ganhas duas vezes ganho. Assim é o meu amor e a ti o reporto: Por ti todas as culpas eu suporto.

Duvida da luz dos astros, De que o sol tenha calor, Duvida até da verdade, Mas confia em meu amor.

O ouvido humano é surdo aos conselhos e agudo aos elogios

Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.

Não há vício tão simples que não afivele a aparência de virtude.

Aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...

√Č comum perder-se o bom por querer o melhor.

Tarde demais a conheci, por fim; cedo demais, sem conhecê-la, amei-a profundamente. [Adaptado]

O amor é muito jovem para saber o que é consciência.

A arte é o espelho e a crónica da sua época.

A paix√£o aumente em fun√ß√£o dos obst√°culos que se lhe op√Ķe

H√° mais perigo em teus olhos do que em vinte espadas!

O orgulho devora a si mesmo.

Chorar velhos amigos que perdemos n√£o √© t√£o proveitoso e saud√°vel como nos alegrarmos pelas novas aquisi√ß√Ķes de amigos.

O amor é cego, por isso os namorados nunca vêem as tolices que praticam.

Dê a todas pessoas seus ouvidos, mas a poucas a sua voz.

Não é digno de saborear o mel aquele que se afasta da colméia com medo das picadelas das abelhas.

Devagar! Quem mais corre, mais tropeça!

Aprendi que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos.

Aprendi que s√£o os pequenos acontecimentos di√°rios que tornam a vida espetacular.

SONETO CV N√£o chame o meu amor de Idolatria Nem de √ćdolo realce a quem eu amo, Pois todo o meu cantar a um s√≥ se alia, E de uma s√≥ maneira eu o proclamo. √Č hoje e sempre o meu amor galante, Inalter√°vel, em grande excel√™ncia; Por isso a minha rima √© t√£o constante A uma s√≥ coisa e exclui a diferen√ßa. Beleza, Bem, Verdade, eis o que exprimo; Beleza, Bem, Verdade, todo o acento; E em tal mudan√ßa est√° tudo o que primo, Em um, tr√™s temas, de amplo movimento. Beleza, Bem, Verdade s√≥s, outrora; Num mesmo ser vivem juntos agora.

SONETO LXV Se a morte predomina na bravura Do bronze, pedra, terra e imenso mar, Pode sobreviver a formosura, Tendo da flor a força a devastar? Como pode o aroma do verão Deter o forte assédio destes dias, Se portas de aço e duras rochas não Podem vencer do Tempo a tirania? Onde ocultar - meditação atroz - O ouro que o Tempo quer em sua arca? Que mão pode deter seu pé veloz, Ou que beleza o Tempo não demarca? Nenhuma! A menos que este meu amor Em negra tinta guarde o seu fulgor.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar. Portanto, plante seu jardim e decorre sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.

H√° quem diga que todas as noites s√£o de sonhos. Mas h√° tamb√©m quem garanta que nem todas, s√≥ as de ver√£o. No fundo, isto n√£o tem muita import√Ęncia. O que interessa mesmo n√£o √© a noite em si, s√£o os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as √©pocas do ano, dormindo ou acordado. (Sonho de uma Noite de Ver√£o)

Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa?

Ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa.

Aprendi que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu.

N√£o posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.

Uns venceram por seus crimes, outros fracassaram por suas virtudes.

O ouvido humano é surdo aos conselhos e agudo aos elogios

Sabemos o que somos, mas ingnoramos o que podemos nos tornar

Aquilo que pedimos aos céus na maioria das vezes se encontra em nossas mãos.

O poder da beleza transforma a honestidade em meretriz mais depressa do que a força da honestidade faz a beleza se assemelhar a ela.

A coragem cresce com a ocasi√£o.

Até hoje não houve filósofo que padecesse pacientemente uma dor de dente.

... O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores ...

Consiste a monstruosidade do amor... Em ser infinita a vontade, e limitados os desejos, e ato escravo do limite...

... O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores ...

Algumas quedas servem para que levantemos mais felizes.

O amor n√£o prospera em cora√ß√Ķes que se amedrontam com as sombras.

Se a rosa tivesse outro nome, ainda assim teria o mesmo perfume.

H√° certas horas, em que n√£o precisamos de um Amor... N√£o precisamos da paix√£o desmedida... N√£o queremos beijo na boca... E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama... H√° certas horas, que s√≥ queremos a m√£o no ombro, o abra√ßo apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado... Sem nada dizer... H√° certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presen√ßa amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir... Algu√©m que ria de nossas piadas sem gra√ßa... Que ache nossas tristezas as maiores do mundo... Que nos te√ßa elogios sem fim... E que apesar de todas essas mentiras √ļteis, nos seja de uma sinceridade inquestion√°vel... Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado... Algu√©m que nos possa dizer: Acho que voc√™ est√° errado, mas estou do seu lado... Ou algu√©m que apenas diga: Sou seu amor! E estou Aqui!

~ Soneto 17 ~ Se te comparo a um dia de ver√£o √Čs por certo mais belo e mais ameno O vento espalha as folhas pelo ch√£o E o tempo do ver√£o √© bem pequeno. √Ās vezes brilha o Sol em demasia Outras vezes desmaia com frieza; O que √© belo declina num s√≥ dia, Na terna muta√ß√£o da natureza. Mas em ti o ver√£o ser√° eterno, E a beleza que tens n√£o perder√°s; Nem chegar√°s da morte ao triste inverno: Nestas linhas com o tempo crescer√°s. E enquanto nesta terra houver um ser, Meus versos vivos te far√£o viver.

~ Soneto 23 ~ Como no palco o ator que √© imperfeito Faz mal o seu papel s√≥ por temor, Ou quem, por ter repleto de √≥dio o peito V√™ o cora√ß√£o quebrar-se num tremor, Em mim, por timidez, fica omitido O rito mais solene da paix√£o; E o meu amor eu vejo enfraquecido, Vergado pela pr√≥pria dimens√£o. Seja meu livro ent√£o minha eloq√ľ√™ncia, Arauto mudo do que diz meu peito, Que implora amor e busca recompensa Mais que a l√≠ngua que mais o tenha feito. Saiba ler o que escreve o amor calado: Ouvir com os olhos √© do amor o fado.

~ Soneto 53 ~ De que subst√Ęncia foste modelado, Se com mil vultos o teu vulto medes? Tantas sombras difundes, enfeixado Num ser que as prende, e a todas sobre excedes; Ad√īnis mesmo segue o teu modelo Em v√£, esmaecida imita√ß√£o; A face hel√™nica onde pousa o belo Ganhou em ti maior colora√ß√£o; A primavera √© c√≥pia desta forma, A plenitude √©s tu, em que consiste O ver que toda gra√ßa se transforma No teu reflexo em tudo quanto existe: Qualquer beleza externa te revela Que a alma fiel em ti acha mais bela.

~ Soneto 29 ~ Quando, malquisto da fortuna e do homem, Comigo a sós lamento o meu estado, E lanço aos céus os ais que me consomem, E olhando para mim maldigo o fado; Vendo outro ser mais rico de esperança, Invejando seu porte e os seus amigos; Se invejo de um a arte, outro a bonança, Descontente dos sonhos mais antigos; Se, desprezado e cheio de amargura, Penso um momento em vós logo, feliz, Como a ave que abre as asas para a altura, Esqueço a lama que o meu ser maldiz: Pois tão doce é lembrar o que valeis Que está sorte eu não troco nem com reis.

~ Soneto 30 ~ Quando à corte silente do pensar Eu convoco as lembranças do passado, Suspiro pelo que ontem fui buscar, Chorando o tempo já desperdiçado, Afogo olhar em lágrima, tão rara, Por amigos que a morte anoiteceu; Pranteio dor que o amor já superara, Deplorando o que desapareceu. Posso então lastimar o erro esquecido, E de tais penas recontar as sagas, Chorando o já chorado e já sofrido, Tornando a pagar contas todas pagas. Mas, amigo, se em ti penso um momento, Vão-se as perdas e acaba o sofrimento

~ Soneto 35 ~ N√£o chores mais o erro cometido; Na fonte, h√° lodo; a rosa tem espinho; O sol no eclipse √© sol obscurecido; Na flor tamb√©m o inseto faz seu ninho; Erram todos, eu mesmo errei j√° tanto, Que te sobram raz√Ķes de compensar Com essas faltas minhas tudo quanto N√£o ter√°s tu somente a resgatar; Os sentidos tra√≠ram-te, e meu senso De parte adversa √© mais teu defensor, Se contra mim te excuso, e me conven√ßo Na batalha do √≥dio com o amor: V√≠tima e c√ļmplice do criminoso, Dou-me ao ladr√£o amado e amoroso.

~ Soneto 92 ~ Faz teu pior pra mim te afastares, Enquanto eu viva tu és sempre meu, Não há mais vida se tu não ficares, Pois ela vive desse amor que é teu. Por que hei de temer grande traição Se tem fim minha vida com a menor; De vida abençoada eu sou, então, Por não estar preso ao teu cruel humor. Tua mente inconstante não me afeta, Minha vida é ligada à tua sorte; Como é feliz o fato que decreta Que sou feliz no amor, feliz na morte! Porém que graça escapa de temer? Podes ser falso e eu sequer saber.

Os ciumentos n√£o precisam de motivo para ter ci√ļme. S√£o ciumentos porque s√£o. O ci√ļme √© um monstro que a si mesmo se gera e de si mesmo nasce.

Ser ou n√£o ser: Eis a quest√£o!

O amor é muito jovem para saber o que é consciência.

As coisas mais mesquinhas enchem de orgulho os indivíduos baixos.

As mais belas jóias, sem defeito, com o uso o encanto perdem.

Um homem inteligente pode transformar-se num jo√£o-bobo, quando n√£o sabe valer-se de seus recursos naturais.

Pobre é o amor que pode ser descrito.

Tudo o que nasce deve morrer, passando pela natureza em direção à eternidade.

Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração.

Ninguém é perfeito, até que você se apaixone por essa pessoa.

Nossas d√ļvidas s√£o traidoras, e nos fazem perder o bem que sempre poder√≠amos ganhar, por medo de tentar.

Uma pessoa √© √ļnica ao estender a m√£o, e ao recolh√™-la inesperadamente torna-se mais uma. O ego√≠smo unifica os insignificantes.

Pisado, o menor verme se revira

Nossas d√ļvidas s√£o trai√ßoeiras e nos fazem perder o bem que poderiamos ganhar, se n√£o fosse o medo de tentar.

O poder é a escola do crime. (Macbeth)

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida.

Eu aprendi... ...que ignorar os fatos não os altera; Eu aprendi... ...que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você; Eu aprendi... ...que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas; Eu aprendi... ...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa; Eu aprendi... ...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda; Eu aprendi... ...que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu. Eu aprendi... ...que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar; Eu aprendi... ...que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito; Eu aprendi... ...que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a; Eu aprendi... ...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer. (Boa noite , Amor )

Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

Pois v√™ s√≥ qu√£o pouca considera√ß√£o tens por mim: est√°s querendo tocar-me, como instrumento, conhecer os meus registros, do mais alto ao mais baixo. H√° muita m√ļsica boa; aqui dentro, e mesmo assim n√£o sabes como tir√°-la deste pequeno √≥rg√£o. Est√°s pensando, por Deus, que eu seja mais f√°cil de ser manuseado que um p√≠faro? Podes dedilhar-me √° vontade, n√£o tirar√°s nota alguma de mim! - Hamlet, lll ato, cena 2.

Quando penso em voc√™ me sinto flutuar, me sinto alcan√ßar as nuvens, tocar as estrelas, morar no c√©u... Tento apenas superar a imensa saudade que me arrasa o cora√ß√£o, mas, que vem junto com as doces lembran√ßas do teu ser. Lembrando dos momentos em que juntos nosso amor se conjugava em uma s√≥ pessoa, n√≥s ... √Č atrav√©s desse tal sentimento, a saudade, que sobrevivo quando estou longe de voc√™. Ela √© o alimento do amor que encontra-se distante... A delicadeza de tuas palavras contrasta com a imensid√£o do teu sentimento. Meu ci√ļme se abranda com tuas juras e promessas de amor eterno. A longa dist√Ęncia apenas serve para unir o nosso amor. A saudade serve para me dar a absoluta certeza de que ficaremos para sempre unidos... E nesse momento de saudade, quando penso em voc√™, quando tudo est√° machucando o meu cora√ß√£o e acho que n√£o tenho mais for√ßas para continuar; eis que surge tua doce presen√ßa, com o esplendor de um anjo; e me envolvendo como uma suave brisa aconchegante... Tudo isso acontece porque amo e penso em voc√™...

Um dia a gente aprende que... Depois de algum tempo vc aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E vc aprende que amar n√£o significa apoiar-se, q companhia nem sempre significa seguran√ßa, e come√ßa a aprender que beijos √Ī s√£o contratos, e que presentes √Ī s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, c/ a gra√ßa de um adulto e √Ī c/ a tristeza de uma crian√ßa; aprende a construir tdas as suas estradas no hj, pq o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai fer√≠-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida; aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias, e o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida, e que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve compar√°-los com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde se est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo qualquer lugar serve. Aprende que ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou; aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha; aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens; poucas coisas s√£o t√£o humilhantes... e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando se est√° com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m; algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s, portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores, e voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. Descobre que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

De almas sinceras a uni√£o sincera Nada h√° que impe√ßa: amor n√£o √© amor Se quando encontra obst√°culos se altera, Ou se vacila ao m√≠nimo temor. Amor √© um marco eterno, dominante, Que encara a tempestade com bravura; √Č astro que norteia a vela errante, Cujo valor se ignora, l√° na altura. Amor n√£o teme o tempo, muito embora Seu alfange n√£o poupe a mocidade; Amor n√£o se transforma de hora em hora, Antes se afirma para a eternidade. Se isso √© falso, e que √© falso algu√©m provou, Eu n√£o sou poeta, e ningu√©m nunca amou.

Eu aprendi... ...que ter uma crian√ßa adormecida nos bra√ßos √© um dos momentos mais pac√≠ficos do mundo; Eu aprendi... ...que ser gentil √© mais importante do que estar certo; Eu aprendi... ...que nunca se deve negar um presente a uma crian√ßa; Eu aprendi... ...que eu sempre posso fazer uma prece por algu√©m quando n√£o tenho a for√ßa para ajud√°-lo de alguma outra forma; Eu aprendi... ...que n√£o importa quanta seriedade a vida exija de voc√™, cada um de n√≥s precisa de um amigo brincalh√£o para se divertir junto; Eu aprendi... ...que algumas vezes tudo o que precisamos √© de uma m√£o para segurar e um cora√ß√£o para nos entender; Eu aprendi... ...que os passeios simples com meu pai em volta do quarteir√£o nas noites de ver√£o quando eu era crian√ßa fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto; Eu aprendi... ...que dever√≠amos ser gratos a Deus por n√£o nos dar tudo que lhe pedimos; Eu aprendi... ...que dinheiro n√£o compra classe; Eu aprendi... ...que s√£o os pequenos acontecimentos di√°rios que tornam a vida espetacular; Eu aprendi... ...que debaixo da casca grossa existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada; Eu aprendi... ...que Deus n√£o fez tudo num s√≥ dia; o que me faz pensar que eu possa? Eu aprendi... ...que ignorar os fatos n√£o os altera; Eu aprendi... ...que quando voc√™ planeja se nivelar com algu√©m, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar voc√™; Eu aprendi... ...que o AMOR, e n√£o o TEMPO, √© que cura todas as feridas; Eu aprendi... ...que a maneira mais f√°cil para eu crescer como pessoa √© me cercar de gente mais inteligente do que eu; Eu aprendi... ...que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso; Eu aprendi... ...que ningu√©m √© perfeito at√© que voc√™ se apaixone por essa pessoa; Eu aprendi... ...que a vida √© dura, mas eu sou mais ainda; Eu aprendi... ...que as oportunidades nunca s√£o perdidas; algu√©m vai aproveitar as que voc√™ perdeu. Eu aprendi... ...que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar; Eu aprendi... ...que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanh√£ talvez tenhamos que engoli-las; Eu aprendi... ...que um sorriso √© a maneira mais barata de melhorar sua apar√™ncia; Eu aprendi... ...que n√£o posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito; Eu aprendi... ...que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando voc√™ esta escalando-a; Eu aprendi... ...que s√≥ se deve dar conselho em duas ocasi√Ķes: quando √© pedido ou quando √© caso de vida ou morte; Eu aprendi... ...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

Bastantes vezes a apar√™ncia externa carece de valor. Sempre enganado tem sido o mundo pelos ornamentos. Em direito, que causa t√£o corrupta e estragada, n√£o fica apresent√°vel por uma voz graciosa, que a apar√™ncia mal√©vola disfar√ßa? Que heresia poder√° haver em religi√£o, se alguma fronte austera a defende, e justifica com a cita√ß√£o de um texto, mascarando com bonito fraseado a enormidade? N√£o h√° vicio, por crasso, que n√£o possa revelar apar√™ncia de virtude. Quantos poltr√Ķes n√£o vemos, cujo peito resiste tanto como areia ao vento, que no queixo nos mostram barba de H√©rcules ou do sombrio Marte, e que por dentro f√≠gados como leite s√≥ possuem? Os bigodes s√≥ usam da coragem, para que possam parecer tem√≠veis. Mas se a beleza olh√°sseis, achar√≠eis que √© s√≥ comprada a peso, e que milagre realiza da natura, ocasionando mais leveza onde mais presente esteja. isso se d√° com esses cabelos louros de cachos enrolados como serpes, que saltitam ao vento, libertinos. cobrindo uma beleza s√≥ de empr√©stimo; conhecidos s√£o todos como d√°diva de uma cabe√ßa estranha: j√° no t√ļmulo se encontra o cr√Ęnio sobre que nasceram. Praia trai√ßoeira √© o ornato, por tudo isso, de um mar mui perigoso, linda charpa que esconde o rosto de uma bela indiana; em resumo: apar√™ncia da verdade, de que se vale o tempo experto, para colher at√© os mais s√°bios. Assim sendo, brilhante ouro, de Midas duro cibo, nada quero de ti, como n√£o quero tamb√©m de ti, intermedi√°rio p√°lido e vulgar entre os homens. Minha escolha recai em ti, em ti, modesto chumbo, que mais amea√ßas do que pr√™mio inculcas. Tua lhaneza √© a m√°xima eloq√ľ√™ncia. Seja pois alegria a conseq√ľ√™ncia

assim como me vedes neste momento, eu sou. Para mim pr√≥pria n√£o seria ambiciosa em meus desejos de querer ser muito melhor em tudo. Mas triplicar quisera vinte vezes, para v√≥s, o que sou, ser mais formosa mil vezes, dez mil vezes mais senhora de um rico patrim√īnio. Para em vosso conceito ser mais alta, desejara ter conta incalcul√°vel de virtudes, belezas, bens e amigos; suas a soma total de quanto valho √© soma negativa, que define, grosso modo, uma jovem sem preparo, talentos e experi√™ncia, que se julga feliz apenas por n√£o ser t√£o velha que n√£o possa aprender, e venturosa por n√£o ser t√£o obtusa de nascen√ßa que aprender n√£o consiga coisa alguma. Mas a suma ventura nisto tudo consiste em poder ela inteiramente vos confiar o esp√≠rito male√°vel, para que a dirijais, na qualidade de marido, senhor e soberano. Eu, com tudo o que tenho, desde agora passo a ser toda vossa. At√© h√° momentos, era eu senhora desta bela casa, dona dos meus criados, soberana de mim pr√≥pria; mas desde este momento a casa, a famulagem, minha pr√≥pria pessoa, meu senhor, a v√≥s pertence. Tudo vos dou com este anel. Se acaso vos separardes dele, ou se o perderdes, ou se presente a algu√©m dele fizerdes, ind√≠cio certo isso ser√° da morte de nosso amor e causa de queixar-me.

Dormir, dormir... talvez sonhar... ( Hamlet )

Existem mais coisas entre o céu e a terra so que sonha nossa vã filosofia. ( Hamler )

H√° algo de podre no reino da dinamarca. (Hamlet)

For parting is such a sweet sorrow, that I should say good bye till it be tomorrow. (RJ)

My only love sprung from my only hate! Too early seen unknown, and known too late! Prodigious birth of love it is to me That I must love a loathèd enemy.

Toda despedida é dor... tão doce todavia, que eu te diria boa noite até q amanhecesse o dia.

Faço o que todo homem faz. Não o seria se fizesse mais. ( Macbeth )

Duvida da luz dos astros, De que o sol tenha calor, Duvida até da verdade, Mas confia em meu amor. Eu me interesso....e digo: Te Amo !!!!!! e Até ...!!!!

Nós somos feitos do mesmo material dos sonhos.

Tarde demais a conheci, por fim; cedo demais, sem conhecê-la, amei-a

NosSAs D√ļViDaS S√ĘO TrAiDoRaS E NoS FaZeM PeRdER o BeM QuE pOdErIaMoS CoNqUiStAr Se N√Ęo FoSsE O MeDo De ErRaR...

Algumas dores são passíveis de cura. Vento...Leve,Ao Meu Amigo, O Amor...!!!Te Amo...!!!

Lembrar é facil pra quem tem memória,esquecer é dificil pra quem tem coração...

Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração.

As palavras estão cheias de falsidade ou de arte; o olhar é a linguagem do coração.

Duvides que as estrelas sejam fogo, duvides que o sol se mova, duvides que a verdade seja mentira, mas n√£o duvides jamais de que te amo.

N√£o pode haver coura√ßa mais potente, do que um cora√ß√£o limpo; est√° tr√™s vezes armado quem defende a causa justa; ao passo que est√° nu, ainda que de a√ßo revestido, o individuo de conci√™ncia manchada por ci√ļmes e injusti√ßas

Quando a hora dobra em triste e tardo toque E em noite horrenda vejo escoar-se o dia, Quando vejo esvair-se a violeta, ou que A prata a preta tempora assedia; Quando vejo sem folha o tronco antigo Que ao rebanho estendia a sobra franca E em feixe atado agora o vejo trigo Seguir o carro, a barba hirsuta e branca; Sobre tua beleza então questiono Que há de sofrer do Tempo a dura prova, Pois as graças do mundo em abandono Morrem ao ver nascer a graça nova. Contra a foice do tempo é vão combate Salvo a prole, que o enfrenta se te abate.

√Č r√°pido como uma sombra, curto com um sonho Breve como um rel√Ęmpago na noite fria Que com melancolia revela tanto o c√©u quanto a terra E antes que o homem consiga dizer Veja! Os dentes da noite o devoram. E assim, depressa, tudo o que √© luminoso Desaparece em meio √† perplexidade

Eu aprendi... ...que ignorar os fatos não os altera; Eu aprendi... ...que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas esta permitindo que essa pessoa continue a magoar você; Eu aprendi... ...que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas; Eu aprendi... ...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa; Eu aprendi... ...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda; Eu aprendi... ...que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu. Eu aprendi... ...que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar; Eu aprendi... ...que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito; Eu aprendi... ...que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a; Eu aprendi... ...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer

Ha quem diga que todas as noites s√£o sonhos Mas h√° tamb√©m quem diga nem todas, so as de ver√£o Mas no fundo isso nao tem muita import√Ęncia O que interessa mesmo n√£o sao as noites em si, s√£o os sonhos

SONETO LXXXVIII Quando me tratas mau e, desprezado, Sinto que o meu valor v√™s com desd√©m, Lutando contra mim, fico a teu lado E, inda perjuro, provo que √©s um bem. Conhecendo melhor meus pr√≥prios erros, A te apoiar te ponho a par da hist√≥ria De ocultas faltas, onde estou enfermo; Ent√£o, ao me perder, tens toda a gl√≥ria. Mas lucro tamb√©m tiro desse of√≠cio: Curvando sobre ti amor tamanho, Mal que me fa√ßo me traz benef√≠cio, Pois o que ganhas duas vezes ganho. Assim √© o meu amor e a ti o reporto: Por ti todas as culpas eu suporto. AMIGO, Qu√£o Nobre, Hoje Sei, o Sentimento que Em Ti Perdura H√° Tanto, Perdoa-Me Por N√£o Ter Confiado no QUILATE DESTE AMOR , J√° Que N√£o H√° Mais D√ļvidas, Sinto Muito Mas Ter√° Que Me Ouvir , Ainda Durante.... TE AMO...!!! TE AMO...!!!! TE AMO...!!! TE AMO...!!!!

De almas sinceras a uni√£o sincera Nada h√° que impe√ßa: amor n√£o √© amor Se quando encontra obst√°culos se altera, Ou se vacila ao m√≠nimo temor. Amor √© um marco eterno, dominante, Que encara a tempestade com bravura; √Č astro que norteia a vela errante, Cujo valor se ignora, l√° na altura. Amor n√£o teme o tempo, muito embora Seu alfange n√£o poupe a mocidade; Amor n√£o se transforma de hora em hora, Antes se afirma para a eternidade. Se isso √© falso, e que √© falso algu√©m provou, Eu n√£o sou poeta, e ningu√©m nunca amou. E, Por Sermos... Amores...Amados...Amantes...Amigos... Tudo Dito, √Č Verdadeiro E Por S√™-Lo, Devemos Seguir, Como Mandamentos, Imperioso √Ä felicidade...!!!!! Beijos...!!! Abra√ßos...!!! Um Cheiro...HHHUUUMMM...!!!!

Eu aprendi... ...que dinheiro não compra classe; Eu aprendi... ...que ser gentil é mais importante do que estar certo; Eu aprendi... ...que nunca se deve negar um presente a uma criança; Eu aprendi... ...que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma; Eu aprendi... ...que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto; Eu aprendi... ...que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender; Eu aprendi... ...que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos; Eu aprendi... ...que debaixo da casca grossa existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada; Eu aprendi... ...que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa? Eu aprendi... ...que ignorar os fatos não os altera; Eu aprendi... ...que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu; Eu aprendi... ...que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso; Eu aprendi... ...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa; Eu aprendi... ...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda; Eu aprendi... ...que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las; Eu aprendi... ...que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência; Eu aprendi... ...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer. Eu aprendi... ...que eu posso até tentar te esqueçer MEU AMOR, mas não vou conseguir esquecer tudo uque passamos juntos. TE AMO

H√° quem diga que todas as noites s√£o de sonhos. M√°s h√° tamb√©m quem garanta que nem todas, s√≥ as de ver√£o. No fundo, isso n√£o tem import√Ęncia. O que interessa mesmo n√£o √© a noite em si, s√£o os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as √©pocas do ano, dormindo ou acordado.

Mesmo sendo casto como gelo e puro como a neve, ningu√©m est√° livre da cal√ļnia.

O amor só é amor, se não se dobra a obstáculos e não se curva à vicissitudes... é uma marca eterna... que sofre tempestades sem nunca se abalar.

Nunca reveles com facilidade o teu pensamento, nem executes nunca o que bem n√£o tenhas ponderado.

Oh, paixão, que fazes com meus olhos que não enxergam o que vêem?

O amor √© a √ļnica loucura de um s√°bio e a √ļnica sabedoria de um tolo.

Quando a boca não consegue dizer o que o coração sente o melhor é deixar a boca sentir o que o coração diz.

Sem saber amar n√£o adianta amar profundamente.

Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente.

Até mesmo a bondade, se em demasia, morre do próprio excesso.

Quando o dinheiro vai na frente, todos os caminhos se abrem.

Existem mais coisas entre o céu e a terra do que sonha a nossa vã filosofia.

Quem por própria vontade se desprende e separa de sua seiva substancial, acaba murchando forçosamente e servindo para uso mortal.

Não te amo com os olhos que te percebem mil defeitos, mas com o coração que apesar do que vê adora se apaixonar!

N√£o amam que n√£o mostram seu amor.

Guarda teu amigo sob a chave de tua própria vida.

QUEM TEM MAIS CULPA ? O TENTADO OU O TENTADOR?

``Se voc√™ se sente s√≥, √© porque ergueu muros em vez de pontes¬ī¬ī

M aior A ventura C onquistada O nde N enhum H omem A cabou vivo!

O débil, acovardado, indeciso e servil não conhece, nem pode conhecer o generoso impulso que guia aquele que confia em si mesmo, e cujo prazer não é de ter conseguido a vitória, se não de sentir capaz de conquistá-la.

Soneto 17 ~ Se te comparo a um dia de ver√£o √Čs por certo mais belo e mais ameno O vento espalha as folhas pelo ch√£o E o tempo do ver√£o √© bem pequeno. √Ās vezes brilha o Sol em demasia Outras vezes desmaia com frieza; O que √© belo declina num s√≥ dia, Na terna muta√ß√£o da natureza. Mas em ti o ver√£o ser√° eterno, E a beleza que tens n√£o perder√°s; Nem chegar√°s da morte ao triste inverno: Nestas linhas com o tempo crescer√°s. E enquanto nesta terra houver um ser, Meus versos vivos te far√£o viver.

Eu aprendi¬Ö ¬Öque eu n√£o posso exigir o amor de ningu√©m. Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim e ter paci√™ncia para que a vida fa√ßa o resto; ¬Öque n√£o importa o quanto certas coisas s√£o importantes para mim, tem gente que n√£o d√° a m√≠nima e jamais conseguirei convenc√™-las; ¬Öque posso passar anos construindo uma verdade e destru√≠-la em apenas alguns segundos. Eu aprendi¬Ö ¬Öque posso usar meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando; ¬Öque posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida; ¬Öque por mais que voc√™ corte um p√£o em fatias, esse p√£o continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo que cortamos de nosso caminho. Eu aprendi¬Ö ¬Öque vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser e devo ter paci√™ncia; ¬Öque posso ir al√©m dos limites que eu pr√≥prio me coloquei; ¬Öque eu preciso escolher entre controlar meu pensamento ou ser controlado por ele. Eu aprendi¬Ö ¬Öque os her√≥is s√£o pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem; ¬Öque perdoar exige muita pr√°tica; ¬Öque h√° muita gente que gosta de mim, mas n√£o consegue expressar isso. Eu aprendi¬Ö ¬Öque nos momentos mais dif√≠ceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar minha vida; Eu aprendi¬Ö ¬Öque eu posso ficar furioso, tendo o direito de me irritar, mas n√£o tenho o direito de ser cruel. Eu aprendi¬Ö ¬Öque a palavra ¬ďAMOR¬Ē perde o sentido, quando usada sem crit√©rio; ¬Öque certas pessoas v√£o embora de qualquer maneira; ¬Öque √© dif√≠cil tra√ßar uma linha entre ser gentil, n√£o ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas que eu acredito. Se aprendessemos algumas coisas, tudo seria mais f√°cil¬Öcertas coisas realmente eu j√° aprendi¬Öoutras¬Öainda n√£o¬Öestou tentando¬Öo que vale √© a inten√ß√£o...

Sonhos H√° quem diga que todas as noites s√£o de sonhos. Mas h√° tamb√©m quem diga nem todas, s√≥ as de ver√£o. Mas no fundo isso n√£o tem muita import√Ęncia. O que interessa mesmo n√£o s√£o as noites em si, s√£o os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre. Em todos os lugares, em todas as √©pocas do ano, dormindo ou acordado. Sonhos de Uma noite de Ver√£o

EU APRENDI que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais velha; EU APRENDI que ser gentil é mais importante do que estar certo; EU APRENDI que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma; EU APRENDI que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto; EU APRENDI que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender; EU APRENDI que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos; EU APRENDI que dinheiro não compra classe; EU APRENDI que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular; EU APRENDI que debaixo da casca grossa existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada; EU APRENDI que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa? EU APRENDI que ignorar os fatos não os altera; EU APRENDI que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas; EU APRENDI que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso; EU APRENDI que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa; EU APRENDI que a vida é dura, mas eu sou mais ainda; EU APRENDI que as oportunidades nunca são perdidas; alguém vai aproveitar as que você perdeu. EU APRENDI que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar; EU APRENDI que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engolí-las; EU APRENDI que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência; EU APRENDI que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a; EU APRENDI Que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.

H√° quem diga que todas as noites s√£o de sonhos... Mas h√° tamb√©m quem diga que nem todas... S√≥ as de ver√£o... Mas no fundo isso n√£o tem muita import√Ęncia... O que interessa mesmo n√£o s√£o as noites em si... Mas sim os sonhos... Sonhos que o homem sonha sempre... Em todos os lugares, em todas as √©pocas do ano... Dormindo ou acordado...

um dia a gente descobre que realmente a vida tem valor e que voce tem valor diante da vida Nossas duvidas sao traidoras e nos fazem perder o bem que poderiamos conquistar se nao fosse o medo de tentar...

O amor acrescenta uma preciosa vis√£o aos olhos

Lembrar é fácil para quem tem memória. Esquecer é difícil para quem tem coração.

Atiramos o passado ao abismo, mas n√£o nos inclinamos para ver se est√° bem morto.

Se você se sente só, é porque ergueu muros em vez de pontes.

A sabedoria e a ignor√Ęncia se transmitem como doen√ßas; da√≠ a nescessidade de se saber escolher as companhias.

Os solteiros ricos deveriam pagar mais impostos. Não é justo que algumas pessoas sejam mais felizes que outras.

Tudo vai bem quando termina bem

Se eu pudesse descrever a beleza dos teus olhos e enumerar teus atributos em épocas vindouras... diriam: o poeta mente! A Terra jamais foi acariciada por tal toque divino.

Duvida que o sol seja claridade; Duvida que as estrelas sejam chama; Suspeita da mentira na verdade; Mas n√£o duvida deste que te ama!

Por favor,fala. A falsidade não pode vir de ti, pois tu pareces Modesta como a Justiça, e pareces um palácio Para onde morar a Verdade coroada.

Raz√Ķes fortes originam a√ß√Ķes fortes.

Se a m√ļsica √© o alimento do amor,toque

When we are born, we cry, that we are come To this great stage of fools.

Words are easy, like the wind; Faithful friends are hard to find.

Se a m√ļsica √© o alimento do amor n√£o parem de tocar. D√™em-me m√ļsica em excesso; tanta que, depois de saciar, mate de n√°usea o apetite.

O ci√ļme √© um monstro que zomba da carne que consome.

Nestas linhas com o tempo crescer√°s. E enquanto nesta terra houver um ser, Meus versos vivos te far√£o viver.

Nunca salte de um trampolim quebrado.

Herege não é aquele que arde na fogueira e sim aquele que a acende.

Amor quando é amor não definha E até o final das eras há de aumentar. Mas se o que eu digo for erro E o meu engano for provado Então eu nunca terei escrito Ou nunca ninguém terá amado.

O meu amor eu guardo para os mais especiais. Não sigo todas as regras da sociedade e às vezes ajo por impulso. Erro, admito. aprendo, ensino. Todos erram um dia: por descuido, inocência ou maldade. conservar algo que faça eu recordar de ti seria o mesmo que admitir que eu pudesse esquecer-te.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida.

H√° certas horas, em que n√£o precisamos de um Amor... N√£o precisamos da paix√£o desmedida... N√£o queremos beijo na boca... E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama... H√° certas horas, que s√≥ queremos a m√£o no ombro, o abra√ßo apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado... Sem nada dizer... H√° certas horas, quando sentimos que estamos pra chorar, que desejamos uma presen√ßa amiga, a nos ouvir paciente, a brincar com a gente, a nos fazer sorrir... Algu√©m que ria de nossas piadas sem gra√ßa... Que ache nossas tristezas as maiores do mundo... Que nos te√ßa elogios sem fim... E que apesar de todas essas mentiras √ļteis, nos seja de uma sinceridade inquestion√°vel... Que nos mande calar a boca ou nos evite um gesto impensado... Algu√©m que nos possa dizer: Acho que voc√™ est√° errado, mas estou do seu lado... Ou algu√©m que apenas diga: Sou seu amor! E estou Aqui!

Hamlet Autor: Willian Shakespeare Hamlet √© uma das pe√ßas de teatro mais famosas de Shakespeare. Foi escrita entre 1600 e 1602 e impressa pela primeira vez em 1603. Para Hamlet a exist√™ncia tornara-se insuport√°vel desde que o espectro do seu pai recentemente morto apareceu-lhe numa noite assombrada no alto da torre do castelo. O fantasma, t√©trico, reclamava desforra. Contou ao filho que um crime ignominioso o vitimara. Seu pr√≥prio irm√£o, o rei Cl√°udio, o matara. Atordoou-se o pr√≠ncipe. Seu lar abrigava a trai√ß√£o e a maldade! A serpente acoitara-se na sua pr√≥pria fam√≠lia. O mundo era injusto. O assassino, seu tio, n√£o s√≥ usurpara o trono como arrastara sua m√£e, a rainha Gertrudes, para um casamento feito √†s pressas, onde, suprema ignomia, serviram-se ;-os manjares; que, um pouco antes, ainda mal esfriados, tinham sido oferecidos -;na refei√ß√£o f√ļnebre. Algo deveria ser feito. Faltava por√©m a Hamlet o talento para a a√ß√£o. O m√°ximo que conseguiu de imediato, al√©m de aferrar-se ao luto e ao mau humor, foi entregar-se especulativamente √† vingan√ßa. A Mais bem sucedida da Hist√≥ria Hamlet √© certamente a mais bem-sucedida hist√≥ria de vingan√ßa levada aos palcos. Ela, desde o in√≠cio, coloca o p√ļblico ao lado do jovem pr√≠ncipe porque o ato da vingan√ßa, que Francis Bacon definiu como uma - forma selvagem de fazer justi√ßa, sempre seduziu o a todos. Hamlet sente-se pois um reparador de uma injusti√ßa, um homem com uma miss√£o. A ela ir√° dedicar todos os momentos da sua vida, mesmo que tenha que sacrificar seu amor por Of√©lia e ainda ter que tirar a vida de outras pessoas. Talvez seja essa obsess√£o, essa monomania que toma conta dele desde as primeiras cenas do primeiro ato, que eletrize os espectadores e fa√ßa com que eles literalmente bebam todas as palavras do pr√≠ncipe vingador -; Hamlet √© o personagem que mais fala na obra de Shakespeare, recita 1.507 linhas.

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo que pode , pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar isso.

O orgulho devora a si mesmo

Um pensamento: Nos olhos se concentra a turba dos sentidos.

A premência do tempo ajeita muitas coisas a seus desígnios, decidindo, por vezes, no momento mais grave, o que um processo interminável não pudera fazê-lo.

Nossas dádivas são traidoras, e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.

Algumas palavras podem esconder outras.

¬ďSe eu precisar de alguma coisa material para lembrar de voc√™ √© porque eu estou admitindo a hip√≥tese de que, em algum momento, eu possa te esquecer¬Ē

Só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama.

Nossas Duvidas S√£o Traidoras e nos fazem perder oque seria nosso pelo simples medo de Tentar

Oh amor poderoso! Que às vezes faz de uma besta um homem, e outras, de um homem uma besta.

O que h√°, pois, em um nome? O que se chama rosa, com outro nome teria o mesmo perfume.

O amor não se ver com os olhos, mais sim com o corção

A verdade é que não te amo com os meus olhos que veêm em ti mil defeitos; Mas com o meu coração que ama o que os olhos desprezam.

Palavras não pagam dívidas.

Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que √†s vezes poder√≠amos ganhar pelo medo de tentar.

Antes amar quem só o mal me deseja a quem, fingindo o bem, só o mal me enseja.

Os bot√Ķes fragrantes √°s vezes d√£o abrigo a lagartas; o amor devorador, de igual maneira, demora nos esp√≠ritos sublimes.

Se você ama alguma coisa ou alguém , deixe que parta. Se voltar é porque é seu , se não é porque jamais seria .

Se sempre contrariados foram todos os amantes sinceros, é que o próprio destino o determina desse modo. Que nos ensine, pois, a ser pacientes a nossa provação, já que é desdita fatal dos namorados, como os sonhos, pensamentos, suspiros, dores, lágrimas, do pobre amor são companheiros certos. (Sonho de uma noite de verão)

Beijos não são contratos(3) Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ame com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços deu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Apreende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

Beijos n√£o s√£o contratos(2) Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa ¬Ė por isso, sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, podem ser a √ļltima vez que a veremos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes, a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai, √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com o tipo de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas, do que quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer que uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel.

O tempo é muito lento para os que esperam muito rápido para os que têm medo, muito longo para os que lamentam muito curto para os que festejam. Mas, para os que amam, o tempo é eternidade.

Se o poderoso cai, somem até favoritos. Se o pobre sobe surgem amigos irrestritos.E até aqui o amor segue a fortuna, eu digo: A quem não precisa, nunca falta um amigo. Mas quem precisado prova um falso amigo, descobre oculto nele um inimigo antigo.

Um dia você aprende que... Não importa em quantos pedaços Seu coração foi partido O mundo não para,para que você o conserte. Aprendi que o tempo Não é algo que posso Voltar pra traz Portanto sua alma ao envez de espera que alguém lhe traga flores Você aprende que realmente pode suportar que realmente é flores e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais E que realmente a vida tem valor diante da vida nossas vidas são traidoras e nos fazem perdoar o bem que poderiamos fazer se não o medo de TENTAR....

A vida não é eterna e tudo tem um prazo, nossas vontades mudam nas viradas do acaso, pois esta é uma questão ainda não resolvida: a vida faz o amor ou o amor que faz a vida? A quem não precisa nunca falta uma amizade, mas quem precisa só experimenta falsidade e descobre oculto no amigo um inimigo antigo.

Aprendi... Aprendi que eu n√£o posso exigir o amor de ningu√©m. Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim e Ter paci√™ncia, para que a vida fa√ßa o resto. Aprendi que n√£o importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que n√£o d√° a m√≠nima e eu jamais conseguirei convenc√™-las.Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destru√≠-la em apenas alguns segundos.Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando.

Estas alegrias violentas, têm fins violentos Falecendo no triunfo, como fogo e pólvora Que num beijo se consomem.

O amor é dos suspiros a fumaça; puro, é fogo que os olhos ameaça; revolto, um mar de lágrimas de amantes... Que mais será? Loucura temperada, fel ingrato, doçura refinada.

Meus olhos viraram pintores, e com isso esboçaram a beleza de tuas formas nas telas do meu coração

Love looks not with the eyes, but with the mind; And therefore is winged Cupid painted blind.

Ficar incomodado implica mexer-se; e ser valente é enfrentar o inimigo, firme, teso, de pé; portanto, se ficas incomodado, não ficas parado e foges.

Fa√ßo tudo o que um homem faz, se fa√ßo mais, deixo de se-l√ī

As pequenas mentiras fazem o grande mentiroso.

Nos teus mais doces l√°bios ficam os meus livres do pecado

A morte que sugou todo o mel do teu doce h√°lito, n√£o teve efeito nenhum sobre tua beleza.

Quando o amor é sincero ele vem com um grande amigo, e quando a amizade é concreta ela é cheia de amor e carinho

A raiva é um veneno que bebemos esperando que os outros morram.

Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

Quem crer√° nos meus versos no futuro, Plenos que est√£o todos de teus altos merecimentos? Apesar de bem o saberem os c√©us, serem s√≥ um t√ļmulo Que oculta mais tua vida, e n√£o revela sequer a metade do que vales. Se transmitir pudesse eu a beleza dos teus olhos, E em n√ļmeros nunca dantes vistos, chegar a enumerar todas as tuas gra√ßas, As √©pocas vindouras diriam por certo, como mente este poeta, Tais coisas celestiais jamais foram propriedades de rostos terrenos Assim os meus pap√©is, amarelados com o tempo, Seriam muito zombados, como belhos mais cheios de l√°bia que verdade; E tudo que te √© devido, chamado de loucura de poeta, E o metro for√ßado de algum del√≠rio antigo Mas se algum filho teu viesse ent√£o Viverias duas vezes; - tanto nele, quanto nos meus versos.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida.

Ser ou n√£o ser, eis a quest√£o: ser√° mais nobre Em nosso esp√≠rito sofrer pedras e setas Com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja, Ou insurgir-nos contra um mar de prova√ß√Ķes E em luta p√īr-lhes fim? Morrer.. dormir: n√£o mais. Dizer que rematamos com um sono a ang√ļstia E as mil pelejas naturais-heran√ßa do homem: Morrer para dormir... √© uma consuma√ß√£o Que bem merece e desejamos com fervor. Dormir... Talvez sonhar: eis onde surge o obst√°culo: Pois quando livres do tumulto da exist√™ncia, No repouso da morte o sonho que tenhamos Devem fazer-nos hesitar: eis a suspeita Que imp√Ķe t√£o longa vida aos nossos infort√ļnios. Quem sofreria os relhos e a irris√£o do mundo, O agravo do opressor, a afronta do orgulhoso, Toda a lancina√ß√£o do mal-prezado amor, A insol√™ncia oficial, as dila√ß√Ķes da lei, Os doestos que dos nulos t√™m de suportar O m√©rito paciente, quem o sofreria, Quando alcan√ßasse a mais perfeita quita√ß√£o Com a ponta de um punhal? Quem levaria fardos, Gemendo e suando sob a vida fatigante, Se o receio de alguma coisa ap√≥s a morte, ¬ĖEssa regi√£o desconhecida cujas raias Jamais viajante algum atravessou de volta ¬Ė N√£o nos pusesse a voar para outros, n√£o sabidos? O pensamento assim nos acovarda, e assim √Č que se cobre a tez normal da decis√£o Com o tom p√°lido e enfermo da melancolia; E desde que nos prendam tais cogita√ß√Ķes, Empresas de alto escopo e que bem alto planam Desviam-se de rumo e cessam at√© mesmo De se chamar a√ß√£o.

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, * a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto,plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

O Menestrel Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa seguran√ßa. Come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e que presentes n√£o s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la... E que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam... Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa... por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas para onde est√° indo... mas, se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer caminho serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos, ou eles o controlar√£o... e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco, ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens... Poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m... Algumas vezes voc√™ tem de aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

N√£o tem olhos solares, meu amor; Mais rubro que seus l√°bios √© o coral; Se neve √© branca, √© escura a sua cor; E a cabeleira ao arame √© igual. Vermelha e branca √© a rosa adamascada Mas tal rosa sua face n√£o iguala; E h√° fragr√Ęncia bem mais delicada Do que a do ar que minha amante exala. Muito gosto de ouvi-la, mesmo quando Na m√ļsica h√° melhor diapas√£o; Nunca vi uma deusa deslizando, Mas minha amada caminha no ch√£o. Mas juro que esse amor me √© mais caro Que qualquer outra √† qual eu a comparo.

Meu Senhor, livrai-me do ci√ļme! √Č um monstro de olhos verdes, que escarnece do pr√≥prio pasto que o alimenta. Felizardo √© o enganado que c√īnscio, n√£o ama a sua infiel! Mas que torturas infernais padece o homem que, amando, duvida, e, suspeitando, adora.

Depois de algum tempo vc aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E vc aprende que amar n√£o significa apoiar-se, q companhia nem sempre significa seguran√ßa, e come√ßa a aprender que beijos √Ī s√£o contratos, e que presentes √Ī s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, c/ a gra√ßa de um adulto e √Ī c/ a tristeza de uma crian√ßa; aprende a construir tdas as suas estradas no hj, pq o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... Aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai fer√≠-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida; aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias, e o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida, e que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve compar√°-los com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde se est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo qualquer lugar serve. Aprende que ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou; aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha; aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens; poucas coisas s√£o t√£o humilhantes... E seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando se est√° com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m; algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s, portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores, e voc√™ aprende que realmente pode suportar... Que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. Descobre que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

O Menestrel Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa seguran√ßa. Come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e que presentes n√£o s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam¬Ö E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la¬Ö E que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam¬Ö Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa¬Ö por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas para onde est√° indo¬Ö mas, se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer caminho serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos, ou eles o controlar√£o¬Ö e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco, ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens¬Ö Poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m¬Ö Algumas vezes voc√™ tem de aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar¬Ö que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

Uma ora√ß√£o pra voc√™ Pedi ao pai para que guiasse seus passos, Que iluminasse sua mente. Uma ben√ß√£o especial de sua gra√ßa, Pedi aos anjos para ficarem todo o tempo Com voc√™,vigiar e poroteger, Em tudo o que voc√™ fizer. Quando eu orei ao pai para que... Lhe enviasse nas asas dos anjos,um toque De amor e bondade. Pedi para que sussurem em seus ouvidos Paz e alegria,can√ß√Ķens de amor e Felicidade em delicada sinfonia Angelia embalando seu sono . Mas... Ainda fiz apenas mais um pedido: Que o pai permitisse que os anjos Que te protegem,lhe proporcionem Serenidade.Assim quando voc√™ sentir Uma leve brisa tocando o seu rosto,n√£o se assuste! Pois s√£o os anjos enviando De Deus,que pe di que Viessem te proteger.

Eu aprendi... ...que dinheiro não compra classe; Eu aprendi... ...que ser gentil é mais importante do que estar certo; Eu aprendi... ...que nunca se deve negar um presente a uma criança; Eu aprendi... ...que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma; Eu aprendi... ...que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto; Eu aprendi... ...que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender; Eu aprendi... ...que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos; Eu aprendi... ...que debaixo da casca grossa existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada; Eu aprendi... ...que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa? Eu aprendi... ...que ignorar os fatos não os altera; Eu aprendi... ...que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu; Eu aprendi... ...que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso; Eu aprendi... ...que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa; Eu aprendi... ...que a vida é dura, mas eu sou mais ainda; Eu aprendi... ...que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las; Eu aprendi... ...que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência; Eu aprendi... ...que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer. Eu aprendi... ...que eu posso até tentar te esqueçer MEU AMOR, mas não vou conseguir esquecer tudo uque passamos juntos. TE AMO

Um Dia Voc√™ Aprende Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam¬Ö E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto,plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar¬Ö que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa... a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destrui-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde indo, qualquer caminho serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Nada é bom ou mau, o pensamento é que faz as coisas assim.

Eu aprendi... que sempre posso fazer uma prece por alguém, quando não tenho forças para ajudá-lo de alguma outra forma.

Você descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Sê para teu melhor amigo aquilo que desejarias ser para ti mesmo.

Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o que, com freq√ľ√™ncia, poder√≠amos ganhar, por simples medo de arriscar.

Eu te amo mais que tudo nessa vida! GEOVANNI FONTINELLI *-* <3 <3 <3

Tem mais do que mostras,fala menos do que sabes.

O maior inimigo do homem é a segurança

O sono √© o pren√ļncio da morte.

S√≥ h√° uma treva: a ignor√Ęncia.

Presta o ouvido a todos, e a poucos a voz. Ouve as censuras dos demais; mas reserva tua própria opinião.

A raz√£o foge de tudo que nos pode causar dano.

E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode curar dores emocionais, Descobre que se leva anos para construir uma confian√ßa, e apenas segundos para destru√≠-la.Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa... por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m... Algumas vezes voc√™ tem de aprender a perdoar a si mesmo. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

voc√™ aprende Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se,e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos, e que presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e os olhos adiante, com gra√ßa de um adulto e n√£o a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair meio em v√£o. Depois de algum tempo, voc√™ aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que, n√£o importam qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo (a) de vez em quando, e voc√™ precisa perdoa-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com que voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m muita influ√™ncia sobre n√≥s, mas que n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ pode ser. Descobre que leva muito tempo para se chegar aonde est√° indo, mas que, se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer,enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes, a pessoa que voc√™ espera que o chute, quando voc√™ cai, √© uma das poucas pessoas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com tipos de experi√™ncias que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais de seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes, e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama mais do jeito que voc√™ quer n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ame com todas as for√ßas, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, e que algumas vezes, voc√™ tem que aprender a perdoar a si mesmo. E que, com a mesma severidade com que julga, ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra, para que voc√™ junte seus cacos. Aprende que o tempo n√£o √© algo que se possa voltar para tr√°s. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende realmente que pode suportar... Que realmente √© forte, e que pode ir mais longe, depois de pensar que n√£o pode mais. E que realmente a vida tem valor diante da vida!

Le pregunt√© a un sabio la diferencia fue entre el amor y la amistad, el me dijo esta verdad ... El amor es m√°s sensible, M√°s seguro de la Amistad. El amor nos da alas, La amistad de la tierra. En el amor es m√°s cuidado, La amistad en la comprensi√≥n. El amor es plantado y amorosamente cultivadas Amistad viene mejilla, y el intercambio de alegr√≠a y tristeza, se convierte en un gran y querido compa√Īero. Pero cuando el amor es sincero viene con un gran amigo, y cuando la amistad es real, Est√° lleno de amor y afecto. Cuando usted tiene un amigo , o una gran pasi√≥n, ambos coexisten sentimientos dentro de su coraz√≥n.

Segredos de Felicidade Depois de algum tempo voc√™ percebe a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar a alma, Voc√™ aprende que amar, n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa, E, come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas; E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida, e aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de algum tempo, voc√™ aprende que o Sol queima se ficar exposto muito tempo, e n√£o importa o quanto voc√™ se importe com algu√©m, porque algumas pessoas simplesmente n√£o se importam com voc√™. Aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando, e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar de vez em quando pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que as verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias; e o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida e sim, quem voc√™ tem na vida, e que bons amigos √© Deus que os colocou em nossos caminhos; Aprende que n√£o temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam e percebe que seu melhor amigo √© voc√™, podendo fazer qualquer coisa ou nada e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida, s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso devemos deixar as pessoas que gostamos, com palavras amorosas, porque pode ser a √ļltima vez em que a vemos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m a influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Aprende que n√£o deve se comparar aos outros, mas ao melhor que voc√™ pode ser, descobre que leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde ir, siga o caminho de Deus. Aprende que, ou voc√™ controla os seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel, n√£o significa ser fraco, ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa o qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois caminhos e dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que a paci√™ncia requer muita pr√°tica e descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cair, √© uma das poucas pessoas que o ajuda a levantar-se. Aprende que a maturidade tem muito mais haver com os tipos de experi√™ncia que se teve, e o que voc√™ aprendeu com elas, do que quantos anivers√°rios voc√™ lembra. Aprende que h√° muito mais de seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha que h√°. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se elas acreditassem nisso. Aprende que quando se est√° com raiva, voc√™ tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer ser amado, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso ou viver. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes, tens que perdoar a si mesmo. Aprende que, com a mesma crueldade com que condenas, voc√™ ser√°, em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos o seu cora√ß√£o foi partido, pois o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo √© algo que n√£o pode voltar a tr√°s; portanto, plante o seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que algu√©m lhe traga flores, e voc√™ aprende que pode suportar e que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe, depois de pensar que n√£o ag√ľenta mais. E, verdadeiramente, a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida. Nossas d√°divas s√£o traidoras, e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar. Se n√£o fosse o medo de tentar.

Aprender Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto,plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Soneto XXIII Tal qual amador no palco, Que com seu medo √© substitu√≠do em sua parte, Ou algo de feroz com seu excesso de raiva, Em sua abund√Ęncia de for√ßa, fraqueja internamente; Assim eu, medroso com falta de confian√ßa, me esque√ßo de dizer A cerim√īnia perfeita do rito amoroso, E na pr√≥pria for√ßa do meu amor pare√ßo decair, Sobrecarregado com o peso do pr√≥prio poder do meu amor. Ah, deixa ent√£o que os meus livros sejam a eloqu√™ncia E mudos press√°gios do meu peito transbordante; Que roga por amor e tenta ser recompensado Mais do que aquela l√≠ngua que mais j√° se expressou. Oh, aprenda a ler o que o amor silente escreveu; Ouvir com os olhos pertence ao fino senso do amor.

Soneto XXVII Cansado de tanta labuta, corro para a cama, O caro repouso para os membros fatigados de tanto viajar; Mas começa então uma viagem mental, Para cansar minha mente, quando já se esgotou o corporal: Pois então meus pensamentos (desde longe onde me quedo) Começam zelosa perigrinação até ti, E mantém minhas pápebras a cair completamente escancaradas, Fitando a escuridão, que os cegos miram: Só que a visão imaginária de minhalma Apresenta a tua imagem ao meu olhar sem visão, A qual, tal qual jóia engastada na noite horrenda, Torna linda a negra noite e sua velha face nova. Assim que, de dia meus membros, de noite minha mente, Para ti e para mim, não encontram descanso.

Soneto XLIII Quanto mais eu pisco, então melhor vejo. Pois durante o dia os olhos vêem coisas que não interessam; Mas, em sonhando, eles te vêem E obscuramente luminosos, no escuro se dirigem sozinhos; Então tu, cuja sombra das sombras torna luminoso, Como faria a forma da tua sombra um espetáculo feliz, Ao dia claro com a tua mais límpida luz, Quando para olhos que não vêem, tua sombra de tal forma brilha! Como (eu digo) ficariam os meus olhos tão felizes, Te fitando debaixo da luz solar, Quando na noite profunda tua sombra somente sugerida, Através do sono pesado em olhos que não vêem, assombram ainda? Todos os dias são noites para se ver, até que eu te veja, E noites, dias brilhantes, quando os sonhos te revelam ante mim.

Soneto XLVI Minha vista e meu coração travam mortal combate, Sobre como dividir a conquista de tua visão: O meu olho barraria do meu coração o retrato de tua visão, Meu coração, ao meu olho a liberdade daquele direito. Meu coração acha que tu nele te quedas, (Um segredo jamais penetrado com olhos penetrantes) Mas o defensor nega a acusação, E diz que nele a tua bela aparição se queda. A decidir a peleja é convocada Uma busca dos pensamentos, que todos ligados ao coração; E com o seu veredito fica determinado A metade do olho límpido, e parte do caro coração: Assim, o devido ao meu olho é tua parte externa, E o direito do meu coração, o teu amor interior de coração.

Soneto XLVII Entre minha vista e meu coração estabeleceu-se um acordo, E agora cada qual faz ao outro um favor: Quando meu olho está faminto por um olhar, Ou o coração almejando amar com suspiros que ele mesmo abafa, Com o retrato do meu amor então a minha visão entra em festa, E ao banquete esboçado convida o coração: Assim, quer seja por teu retrato ou por meu amor, Estás, mesmo longe, presente sempre ainda comigo: Pois não estás mais distante que o alcance dos meus pensamentos, E eu estou unido a eles, e eles contigo; Ou se eles dormem, teu retrato na minha vista Desperta o meu coração para a alegria de vista e coração.

Soneto LXXVI Por que est√° o meu verso t√£o vazio de rompantes novos? T√£o longe de varia√ß√Ķes ou de tempos diferentes? Por que, com o tempo, n√£o vislumbro eu Novos m√©todos e variantes in√©ditas? Por que escrevo eu ainda uno, sempre o mesmo E mantenho a inven√ß√£o em uma regi√£o conhecida, Que cada palavra quase me conhece por nome, Mostrando o seu nascimento e de onde proveio? Ah, saiba, querido amor, eu escrevo sempre de ti, E tu e o amor s√£o ainda meu argumento; Ent√£o todo o meu melhor √© vestir de roupagem nova palavras velhas, Gastando novamente o que gasto j√° foi; Assim como o sol diariamente √© novo e velho, Assim tamb√©m est√° o meu amor a dizer o que √© dito.

Soneto LXXVIII T√£o frequentemente te invoquei como musa, E um apoio t√£o lindo encontrei para o meu verso, Que toda caneta estrangeira pegou minha mania, E sob ti a poesia deles dispersa. Teus olhos, que ensinaram os mudos a cantarem, E a pesada ignor√Ęncia a alto voar, Acrescentou penas √†s asas dos s√°bios, E deu gra√ßa uma dupla majestade. E contudo estejas super orgulhosa daquilo que eu compilo, Cuja influ√™ncia √© tua, e de ti proveio: Nos trabalhos dos outros apenas remendas o estilo E suas artes com tuas doces gra√ßas ficam melhoradas; Mas tu √©s toda minha arte e aumentas, T√£o alto quanto o conhecimento, a minha rude ignor√Ęncia.

Eis minha dama. Oh, sim! √Č o meu amor. Surge, formoso sol, e mata a lua cheia de inveja, que se mostra p√°lida e doente de tristeza, por ter visto que √©s mais formosa que ela!

Enquanto houver um louco, um poeta e um amante haverá sonho, amor e fantasia. E enquanto houver sonho, amor e fantasia, haverá esperança.

Nenhuma herança é tão rica quanto a honestidade.

Ame tudo, confie em alguns, não faça mal a ninguém

H√° quedas que provocam ascens√Ķes maiores.

Que o amor, de olhos vendados, encontre o caminho para a sua vontade

Quem é tão firme que não possa ser seduzido?

Há mais mistérios entre o céu e a terra, do que toda a nossa vã filosofia.

Os grandes sofrimentos maiores ainda se tornam à vista do que poderia aliviá-los.

Não é que você seja diferente, mas é que ninguém consegue ser igual a você.

Sinceramente, não sei porque dou bola pra certas coisas sabendo que eu deveria esquecer. Simples, é porque você ainda se importa.

A oportunidade nunca é perdida... ... Alguém sempre vai aproveitar as que você perdeu.

Os amigos me adulam e me fazem de asno, mas meus inimigos me dizem abertamente que o sou, de forma que com os inimigos (...) aprendo a me conhecer e com os amigos me sinto prejudicado. (Noite de Reis)

Para algumas pessoas eu n√£o mostro nem metade do que realmente sou. N√£o por medo, mas por n√£o valer a pena mesmo.

Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

E voc√™ aprende que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe ¬Ė mesmo ap√≥s ter pensado n√£o ser capaz.

Aprendi... ¬ď Aprendi que eu n√£o posso exigir o amor de ningu√©m. Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim e Ter paci√™ncia, para que a vida fa√ßa o resto. Aprendi que n√£o importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que n√£o d√° a m√≠nima e eu jamais conseguirei convenc√™-las. Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destru√≠-la em apenas alguns segundos. Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando. Eu aprendi...Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida. Que por mais que se corte uma p√£o em fatias, esse p√£o continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho. Aprendi... Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paci√™ncia. Mas, aprendi tamb√©m que posso ir al√©m dos limites que eu pr√≥prio coloquei. Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles. Que os her√≥is s√£o pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sente. Aprendi que perdoar exige muita pr√°tica. Que h√° muita gente que gosta de mim, mas n√£o consegue expressar isso. Aprendi... Que nos momentos mais dif√≠ceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas. Aprendi que posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas n√£o tenho o direito de ser cruel. Que jamais posso dizer a uma crian√ßa que seus sonhos s√£o imposs√≠veis, pois seria uma trag√©dia para o mundo se eu conseguisse convenc√™-la disso. Eu aprendi que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e que eu tenho que me acostumar com isso. Que n√£o √© o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro. Aprendi que, n√£o importa o quanto meu cora√ß√£o esteja sofrendo, o mundo n√£o vai parar por causa disso. Eu aprendi... Que as circunst√Ęncias de minha inf√Ęncia s√£o respons√°veis pelo que eu sou, mas n√£o pelas escolhas que eu fa√ßo quando adulto; Aprendi que numa briga preciso escolher de que lado eu estou, mesmo quando n√£o quero me envolver. Que, quando duas pessoas discutem, n√£o significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas n√£o discutem n√£o significa que elas se amem. Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles v√£o se machucar e eu tamb√©m. Isso faz parte da vida. Aprendi que a minha exist√™ncia pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes. Aprendi tamb√©m que diplomas na parede n√£o me fazem mais respeit√°vel ou mais s√°bio. Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem crit√©rio. E que amigos n√£o s√£o apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que s√£o amigos. Aprendi que certas pessoas v√£o embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos ret√™-las para sempre. Aprendi, afinal, que √© dif√≠cil tra√ßar uma linha entre ser gentil, n√£o ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.¬Ē

Como no palco o ator que √© imperfeito Faz mal o seu papel s√≥ por temor, Ou quem, por ter repleto de √≥dio o peito V√™ o cora√ß√£o quebrar-se num tremor, Em mim, por timidez, fica omitido O rito mais solene da paix√£o; E o meu amor eu vejo enfraquecido, Vergado pela pr√≥pria dimens√£o. Seja meu livro ent√£o minha eloq√ľ√™ncia, Arauto mudo do que diz meu peito, Que implora amor e busca recompensa Mais que a l√≠ngua que mais o tenha feito. Saiba ler o que escreve o amor calado: Ouvir com os olhos √© do amor o fado.

Um dia a gente aprende que... Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

SONETO 18 Deverei comparar-te a um dia de ver√£o? Tu √©s a mais serena e a mais am√°vel Os fortes ventos de maio movimentam os brotos, e o prazo do ver√£o √© sempre inconsol√°vel em um momento muito intenso, brilha o olho estelar, e freq√ľentemente se ofusca a luz do seu semblante, nefasto, o encanto da beleza ir√° renunciar, porventura ou pelo destino inconstante; Mas teu ver√£o √© eterno e jamais morrer√°, n√£o h√° de perder o encanto que possui; E pela sombra da morte n√£o vagar√°s, pois em versos eternos tu e o tempo sois iguais. Equanto o homem possa respirar ou os olhos possam ver, viva este canto dar-te a vida √© o seu dever.

Aprendi que se Aprende Errando Encontrados 705 frases e pensamentos: aprende aprendi errando Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

Com o tempo voc√™ aprende... Aprende que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto ¬Ė e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. Aprende que o que importa n√£o √© o Qu√™ voc√™ tem na vida, mas sim Quem voc√™ tem na vida. E aceita que n√£o importa o qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai fer√≠-lo de vez em quando, e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que com a mesma severidade que julgas, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos o seu cora√ß√£o foi partido, pois o mundo n√£o p√°ra pra que esperar que voc√™ o conserte. E voc√™ aprende que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe ¬Ė mesmo ap√≥s ter pensado n√£o ser capaz. Aprende que a vida realmente tem valor, e que voc√™ tem valor diante da vida.

- Romeu, Romeu. Por que tu Romeu; recusa teu nome e renega a teu pai; ou se preferir abandonarei a minha fam√≠lia para viver eternamente contigo. Mas afinal o que √© um Capuleto? N√£o √© m√£o, nem p√©, nem bra√ßo, nem outra parte do corpo. A lor que chamamos de rosa se outro nome tivesse inda teria o mesmo perfume; assim √© voc√™ Romeu, se outro nome que (n√£o Capuleto) tivesses, ainda assim teria a mesma perfei√ß√£o eu tens agora. - Chama-me somente de amor - diz Romeu ¬Ė e serei novamnte batizado e jamais serei romu outra vez.

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa seguran√ßa, e come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos, e que presentes n√£o s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai fer√≠-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida; aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias, e o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida, e que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar-se com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde se est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo qualquer lugar serve. Aprende que ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou; aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha; aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens; poucas coisas s√£o t√£o humilhantes... e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando se est√° com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m; algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s, portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores, e voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. Descobre que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

¬ďAprendi que eu n√£o posso exigir o amor de ningu√©m. Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim e ter paci√™ncia, para que a vida fa√ßa o resto. Aprendi que n√£o importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que n√£o d√° a m√≠nima e eu jamais conseguirei convenc√™-las. Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destru√≠-la em apenas alguns segundos. Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando. Eu aprendi...Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida. Que por mais que se corte uma p√£o em fatias, esse p√£o continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho. Aprendi... Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paci√™ncia. Mas, aprendi tamb√©m que posso ir al√©m dos limites que eu pr√≥prio coloquei. Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles. Que os her√≥is s√£o pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sente. Aprendi que perdoar exige muita pr√°tica. Que h√° muita gente que gosta de mim, mas n√£o consegue expressar isso. Aprendi... Que nos momentos mais dif√≠ceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas. Aprendi que posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas n√£o tenho o direito de ser cruel. Que jamais posso dizer a uma crian√ßa que seus sonhos s√£o imposs√≠veis, pois seria uma trag√©dia para o mundo se eu conseguisse convenc√™-la disso. Eu aprendi que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e que eu tenho que me acostumar com isso. Que n√£o √© o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro. Aprendi que, n√£o importa o quanto meu cora√ß√£o esteja sofrendo, o mundo n√£o vai parar por causa disso. Eu aprendi... Que as circunst√Ęncias de minha inf√Ęncia s√£o respons√°veis pelo que eu sou, mas n√£o pelas escolhas que eu fa√ßo quando adulto; Aprendi que numa briga preciso escolher de que lado eu estou, mesmo quando n√£o quero me envolver. Que, quando duas pessoas discutem, n√£o significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas n√£o discutem n√£o significa que elas se amem. Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles v√£o se machucar e eu tamb√©m. Isso faz parte da vida. Aprendi que a minha exist√™ncia pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes. Aprendi tamb√©m que diplomas na parede n√£o me fazem mais respeit√°vel ou mais s√°bio. Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem crit√©rio. E que amigos n√£o s√£o apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que s√£o amigos. Aprendi que certas pessoas v√£o embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos ret√™-las para sempre. Aprendi, afinal, que √© dif√≠cil tra√ßar uma linha entre ser gentil, n√£o ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.¬Ē

Pois julguei-o justo e o considerei brilhante, Você que é negro como o inferno e obscuro como a noite.

Duvide do brilho das estrelas Duvide do perfume de uma flor Duvide de todas as verdades Mas nunca duvide do meu amor. [Adaptação Hamlet]

Velo teu coração de qualquer perigo, à semelhança da ama que zela o bebê de um rei.

Eu perturbo a paz dos surdos com meus gritos in√ļteis... ... voc√™ √© como a cotovia que ao romper do dia se levanta da terra sombria.

Se nos picarem, não sangramos? Se nos fizerem cócegas, não rimos? Se nos envenenarem não morremos? E, se nos ultrajarem, não nos vingaremos?

Love all. Trust a few. Do wrong to none.

Ainda bem que sempre existe outro dia. E outros sonhos. E outros risos. E outras coisas. E outras pessoas. E outros amores

Amigos são a família que nos permitiram escolher.

H√° mais coisas entre os c√©us e a terra do que sup√Ķe vossa v√£ filosofia.

Longas amizades continuam a crescer, mesmo a longas distancias.

Nosso destino não está escrito nas estrelas, mas em nós mesmos.

O amor sendo cego, os enamorados n√£o podem ver as loucuras que cometem

N√£o se deixe levar pela dist√Ęncia entre seus sonhos e a realidade. Se voc√™ √© capaz de sonh√°-los, tamb√©m pode realiz√°-los.

O mundo inteiro é um palco E todos os homens e mulheres não passam de meros atores Eles entram e saem de cena E cada um no seu tempo representa diversos papéis.

Aprendi que n√£o posso exigir o amor de ningu√©m... Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim... E ter paci√™ncia para que a vida fa√ßa o resto...

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. .........

Voc√™ diz que ama a chuva, mas voc√™ abre seu guarda-chuva quando chove. Voc√™ diz que ama o sol, mas voc√™ procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Voc√™ diz que ama o vento, mas voc√™ fecha as janelas quando o vento sopra. √Č por isso que eu tenho medo. Voc√™ tamb√©m diz que me ama

Soneto XVII Devo igualar-te a um dia de verão? Mais afável e belo é o teu semblante: O vento esfolha Maio inda em botão, Dura o termo estival um breve instante. Muitas vezes a luz do céu calcina, Mas o áureo tom também perde a clareza: De seu belo a beleza enfim declina, Ao léu ou pelas leis da Natureza. Só teu verão eterno não se acaba Nem a posse de tua formosura; De impor-te a sombra a Morte não se gaba Pois que esta estrofe eterna ao Tempo dura. Enquanto houver viventes nesta lida, Há-de viver meu verso e te dar vida. (Tradução de Ivo Barroso)

Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, A sutil diferen√ßa entre dar uma m√£o e acorrentar uma alma, E voc√™ aprende que amar n√£o √© apoiar-se E que companhia nem sempre significa seguran√ßa, E come√ßa aprender que beijos n√£o s√£o contratos, E presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e os olhos adiante, Com a gra√ßa de um adulto, e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, Porque o terreno de amanh√£ √© incerto demais para os planos, E o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Aprende que falar pode curar dores emocionais Descobre que se leva anos para construir uma confian√ßa E apenas segundos para destru√≠-la. E que voc√™ pode fazer coisas em um instante, Das quais se arrepender√° pelo resto de sua vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer Mesmo a longa dist√Ęncia, E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, Mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos Se compreendermos que os amigos mudam, Percebe que o seu melhor amigo e voc√™ Podem fazer qualquer coisa ou nada E terem bons momentos juntos. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que o ame N√£o significa que esse algu√©m n√£o o ame com tudo que pode Pois existem pessoas que nos amam Mas simplesmente n√£o sabe como demonstrar ou viver com isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m Algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar a si mesmo Aprende que com mesma severidade com que voc√™ julga Voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, O mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte, Aprende que tempo √© algo que n√£o pode voltar para tr√°s, Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, Ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar, que realmente √© forte, E que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que a vida realmente tem valor, E que voc√™ tem valor diante da vida. E voc√™ finalmente aprende que nossas d√ļvidas s√£o traidoras E nos faz perder o bem que poder√≠amos conquistar, Se n√£o fosse o medo de tentar...

’Love is not love which alters when it alteration finds. It is never fixed, marked that looks on tempus and is never shaken up. Love alters not with time’s brief hours and weeks but bares it out leading to the edge of doom’

Voc√™ diz que ama a chuva,mas voc√™ abre seu guarda-chuva quando chove. Voc√™ diz que ama o sol, mas voc√™ procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Voc√™ diz que ama o vento, mas voc√™ fecha as janelas quando o vento sopra. √Č por isso que eu tenho medo. Voc√™ tamb√©m diz que me ama.¬ď

Há certas horas, em que não precisamos de um amor, não precisamos da paixão desmedida, não queremos beijo na boca e nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama. Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado, sem nada dizer...

A longa dist√Ęncia apenas serve para unir o nosso amor. A saudade serve para me dar a absoluta certeza de que ficaremos para sempre unidos... E nesse momento de saudade, quando penso em voc√™, quando tudo est√° machucando o meu cora√ß√£o e acho que n√£o tenho mais for√ßas para continuar; eis que surge tua doce presen√ßa, com o esplendor de um anjo; e me envolvendo como uma suave brisa aconchegante... Tudo isso acontece porque amo e penso em voc√™...

Nada me faz tão feliz quanto possuir um coração que não se esquece de seus amigos.

Escalar colinas difíceis requer um ritmo lento no início.

Os covardes morrem muitas vezes antes de sua morte; os valentes morrem uma √ļnica vez.

S√£o t√£o doentes aqueles que se saciam demais, como aqueles que passam fome.

Com o passar do tempo, nós odiamos aquilo que frequentemente tememos.

Para algumas pessoas eu n√£o mostro nem metade do que realmente sou. N√£o por medo, mas por n√£o valer a pena mesmo.

(...) Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. (...)

(...) E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam. (...)

(...) E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. (...)

Não te amo com os olhos que te percebem mil defeitos, mas com o coração que apesar do que vê adora se apaixonar!

O tempo é muito lento para os que esperam Muito rápido para os que tem medo Muito longo para os que lamentam Muito curto para os que festejam Mas, para os que amam, o tempo é eterno

Ignorar os fatos n√£o os altera.

Eu aprendi, que ninguem é perfeito, até que voce se apaixone por essa pessoa.

Se tratarmos as pessoas como merecem, nenhuma escapa ao chicote. Trata-os da forma que consideras tua própria medida.

Todos os caminhos estão errados quando você não sabe aonde quer chegar.

Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Soneto 35 N√£o chores mais o erro cometido; Na fonte, h√° lodo; a rosa tem espinho; O sol no eclipse √© sol obscurecido; Na flor tamb√©m o inseto faz seu ninho; Erram todos, eu mesmo errei j√° tanto, Que te sobram raz√Ķes de compensar Com essas faltas minhas tudo quanto N√£o ter√°s tu somente a resgatar; Os sentidos tra√≠ram-te, e meu senso De parte adversa √© mais teu defensor, Se contra mim te recuso, e me conven√ßo Na batalha do √≥dio com o amor: V√≠tima e c√ļmplice do criminoso, Dou-me ao ladr√£o amado e amoroso.

Shall I compare thee to a summers day? Thou art more lovely and more temperate: Rough winds do shake the darling buds of May, And summers lease hath all too short a date: Sometime too hot the eye of heaven shines, And often is his gold complexion dimmed, And every fair from fair sometime declines, By chance, or natures changing course untrimmed: But thy eternal summer shall not fade, Nor lose possession of that fair thou owst, Nor shall death brag thou wandrest in his shade, When in eternal lines to time thou growst, So long as men can breathe or eyes can see, So long lives this, and this gives life to thee.

O Menestrel ¬ďDepois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa seguran√ßa. Come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e que presentes n√£o s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam¬Ö E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la¬Ö E que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam¬Ö Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa¬Ö por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas para onde est√° indo¬Ö mas, se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer caminho serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos, ou eles o controlar√£o¬Ö e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco, ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens¬Ö Poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m¬Ö Algumas vezes voc√™ tem de aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar¬Ö que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.¬Ē

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam¬Ö E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto,plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar¬Ö que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

O Menestrel ¬ďUm dia voc√™ aprende que... Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute, quando voc√™ cai, √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, como tudo que pode pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar, que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

um dia a gente descobre que realmente a vida tem valor e que voce tem valor diante da vida Nossas duvidas sao traidoras e nos fazem perder o bem que poderiamos conquistar se nao fosse o medo de tentar...

UM DIA VOC√ä APRENDE Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam¬Ö E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto,plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar¬Ö que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre da a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßar aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar os amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida, s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as concequ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que alguma vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ ca√≠ √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma serenidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. PORTANTO, PLANTE SEU JARDIM E DECORE SUA ALMA, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

I learned that I can not demand love from anyone ... I can only give good reasons to like me ... And be patient for life to do the rest ... Aprendi que n√£o posso exigir o amor de ningu√©m ... Eu s√≥ posso dar boas raz√Ķes para gostarem de mim ... E ser paciente para que a vida fa√ßa o resto ...

Podes ser pura como a neve, casta como o gelo, mas n√£o escapar√°s da cal√ļnia

Nossas d√ļvidas s√£o trai√ßoeiras e nos fazem perder o que de melhor poder√≠amos ser e ter, por medo de tentar.

N√£o √© merecedor do favo de mel aquele que evita a colm√©ia porque as abelhas t√™m ferr√Ķes.

E um amor arruinado, ao ser reconstruido, cresce muito mais belo, sólido e maior.

Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai ferí-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.

N√£o h√° longa noite que n√£o encontre um dia

Deixei de gostar da matemática,depois que x deixou de ser sinal de multiplicação

(...) E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. (...)

O curso do amor verdadeiro nunca fluiu suavemente.

Tenha paciência. Tudo aquilo que você deseja, se for verdadeiro, e o mais importante: se for para ser seu, acontecerá.

Se você ama algo ou alguém deixa que parta, se for seu voltará, se não é porque jamais seria.

Há mais mistérios entre o céu e a terra do que a vã filosofia dos homens possa imaginar

Um coração leve vive muito.

As palavras sem afeto nunca chegar√£o aos ouvidos de Deus.

Quando a dor cortante o cora√ß√£o maltrata e tristes gemidos ferem nossa alma, apenas a m√ļsica e seus sons de prata, r√°pido nos trazem outra vez a calma!

Se todos somos iguais, a quem amamos?

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa seguran√ßa, e come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos, e que presentes n√£o s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai fer√≠-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida; aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias, e o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida, e que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar-se com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde se est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo qualquer lugar serve. Aprende que ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou; aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha; aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens; poucas coisas s√£o t√£o humilhantes... e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando se est√° com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m; algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s, portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores, e voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. Descobre que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Voc√™ diz que ama a chuva, mas voc√™ abre seu guarda-chuva quando chove. Voc√™ diz que ama o sol, mas voc√™ procura um ponto de sombra quando o sol brilha. Voc√™ diz que ama o vento, mas voc√™ fecha as janelas quando o vento sopra. √Č por isso que eu tenho medo. Voc√™ tamb√©m diz que me ama...

(...) Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. (...)

Há certas horas, em que não precisamos de um Amor... Não precisamos da paixão desmedida... Não queremos beijo na boca... E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama... Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado... Sem nada dizer...

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar a alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos, e que presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e os olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair meio em v√£o. Depois de algum tempo, voc√™ aprende que o sol queima, se ficar a ele exposto por muito tempo. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que, n√£o importam qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo (a) de vez em quando, e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que leva-se anos para construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° para o resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer, mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que n√£o nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos, se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com que voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso, devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes t√™m muita influ√™ncia sobre n√≥s, mas que n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ pode ser. Descobre que leva muito tempo para se chegar onde est√° indo, mas que, se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica.Descobre que algumas vezes, a pessoa que voc√™ espera que o chute, quando voc√™ cai, √© uma das poucas pessoas que o ajudam a levantar-se. Aprende que a maturidade tem mais a ver com tipos de experi√™ncias que se teve e o que se aprendeu com elas, do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais de seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes, e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva, tem direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama mais do jeito que voc√™ quer n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ame com todas as for√ßas, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, e que algumas vezes, voc√™ tem que aprender a perdoar a si mesmo. E que, com a mesma severidade com que julga, ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra, para que voc√™ junte seus cacos. Aprende que o tempo n√£o √© algo que se possa voltar para tr√°s. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende realmente que pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir mais longe, depois de pensar que n√£o pode mais. E que realmente a vida tem valor diante de voc√™ e que voc√™ tem valor diante da vida ! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto… Plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

Qualquer um ensina a uma multid√£o o caminho do bem. Poucos conseguem que uma √ļnica dessas pessoas cumpra esse caminho na pr√°tica. H√° sempre um abismo entre as palavras e os atos, entre o gesto e a gra√ßa que lhe faz brilhar. Palavra, palavra, palavras, estou farta de todas elas. A raz√£o pode ter todas as regras e todas as leis, as mais claras e as mais distintas poss√≠veis, para conter a paix√£o. Mas uma paix√£o ardente sempre saber√° pular por cima dos limites e fazer a boca estourar em grito de desespero ou de alegria. N√£o h√° pensamento, por mais s√°bio, que freie a natureza. O instinto √© a √ļnica verdade que existe. Toda vida √© instinto, segur√°-lo √© morrer. S√≥ h√° movimento e desejo, gesto e realiza√ß√£o. Todo o resto s√£o fagulhas e miragens, linguagem vazia, passatempo de quem n√£o sabe nada da vida. O √ļnico objetio da natureza √© transbordar.

¬ďDepois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam. E aceita que n√£o importam. E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri - l√° de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem, em sua vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa, s√£o tomadas de voc√™ muito depressa. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que voc√™ n√£o deve se comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ pode ser. Descobre que voc√™ leva muito tempo para se tornar a pessoa que voc√™ quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade. Depois de algum tempo,voc√™ aprende que a maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncias que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais de seus pais em voc√™ do que voc√™ suponha. Aprende que quando est√° com raiva tem todo o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existe pessoas que amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Depois de algum tempo, voc√™ aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o for partido, o mundo n√£o fica esperando para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa seguran√ßa, e come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos, e que presentes n√£o s√£o promessas. Come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam. Aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa ela vai fer√≠-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la; e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias, e o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida; e que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendermos que eles mudam; percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve compar√°-los com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde se est√° indo; mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo qualquer lugar serve. Aprende que ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se; aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios que voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens; poucas coisas s√£o t√£o humilhantes; e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando se est√° com raiva se tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m; algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s, portanto plante seu jardim e decore sua alma ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar que realmente √© forte e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. Descobre que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida. Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

N√£o importa quantas moedas voc√™ joga na fonte, ou o n√ļmero de dedos que voc√™ cruza, se n√£o √© pra ser n√£o vai ser.

As feridas causadas pela amizade s√£o as mais profundas e dolorosas.

Vamos todos rir das borboletas douradas

¬ē Aprendi que n√£o posso exigir o amor de ningu√©m... Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim... E ter paci√™ncia para que a vida fa√ßa o resto...

Doubt thou the stars are fire, Doubt that the sun doth move, Doubt truth to be a liar, But never doubt I love.

Se a gente cresce com os golpes duros da vida, também podemos crescer com os toques suaves da alma

S√≥ uma treva:a ignor√Ęncia

O mundo é um palco. E todos os homens e mulheres são apenas atores. Representamos muitos papéis na nossa vida ...

Todos erram um dia: por descuido, inocência ou maldade.

Assuma a virtude se você não a tem.

O que é que nos aguarda, o que é que quer dizer tanto suor transformando a noite em companheira de trabalho do dia ? Quem pode me informar?

Pois a natureza não nos faz crescer apenas em forças e tamanho. À medida que este templo se amplia, se amplia dentro dele o espaço reservado pra alma e pra inteligência.

Um dia voc√™ aprende que... Depois de algum tempo voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confian√ßa e apenas segundo para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante, das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer... Mesmo a longas dist√Ęncias.. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ √© na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso devemos deixas as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que a vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprende que n√£o deve comparar com os outros, mas com o melhor que voc√™ mesmo pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o. E que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprende com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o lhe d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o para para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... Que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe, depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√ļvidas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar, se n√£o fosse o medo de tentar.

Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida! Nossas d√°divas s√£o traidoras e nos fazem perder o bem que poder√≠amos conquistar se n√£o fosse o medo de tentar.

N√£o chame o meu amor de Idolatria Nem de √ćdolo realce a quem eu amo, Pois todo o meu cantar a um s√≥ se alia, E de uma s√≥ maneira eu o proclamo. √Č hoje e sempre o meu amor galante, Inalter√°vel, em grande excel√™ncia; Por isso a minha rima √© t√£o constante A uma s√≥ coisa e exclui a diferen√ßa.

Aprendi... Aprendi que eu n√£o posso exigir o amor de ningu√©m. Posso apenas dar boas raz√Ķes para que gostem de mim e Ter paci√™ncia, para que a vida fa√ßa o resto. Aprendi que n√£o importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que n√£o d√° a m√≠nima e eu jamais conseguirei convenc√™-las.Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destru√≠-la em apenas alguns segundos.Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando

E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. E aprende que, n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam¬Ö E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la por isso. Aprende que falar pode curar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir uma confian√ßa, e apenas segundos para destru√≠-la. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa¬Ö por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m¬Ö Algumas vezes voc√™ tem de aprender a perdoar a si mesmo. E voc√™ aprende que realmente pode suportar¬Ö que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida.¬Ē

Ah! querida esposa, por que ainda √©s t√£o formosa? Pensar devo que a morte insubstancial se apaixonasse de ti e que esse monstro magro e horr√≠vel para amante nas trevas te conserve? Com medo disso, ficarei contigo, sem nunca mais deixar os aposentos da tenebrosa noite; aqui desejo permanecer, com os vermes, teus serventes. Aqui, sim, aqui mesmo fixar quero meu eterno repouso, e desta carne lassa do mundo sacudir o jugo das estrelas funestas. Olhos, vede mais uma vez; √© a √ļltima. Um abra√ßo permiti-vos tamb√©m, √≥ bra√ßos! L√°bios, que sois a porta do h√°lito, com um beijo leg√≠timo selai este contrato sempiterno com a morte exorbitante. Vem, condutor amargo! Vem, meu guia de gosto repugnante! √ď tu, piloto desesperado! lan√ßa de um s√≥ golpe contra a rocha escarpada teu barquinho t√£o cansado da viagem trabalhosa. Eis para meu amor. √ď botic√°rio veraz e honesto! tua droga √© r√°pida. Deste modo, com um beijo, deixo a vida.¬Ē

Soneto 15 Quando penso que tudo o quanto cresce Só prende a perfeição por um momento, Que neste palco é sombra o que aparece Velado pelo olhar do firmamento; Que os homens, como as plantas que germinam, Do céu têm o que os freie e o que os ajude; Crescem pujantes e, depois, declinam, Lembrando apenas sua plenitude. Então a idéia dessa instável sina Mais rica ainda te faz ao meu olhar; Vendo o tempo, em debate com a ruína, Teu jovem dia em noite transmutar. Por teu amor com o tempo, então, guerreio, E o que ele toma, a ti eu presenteio.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto... Plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

Amor √© um marco eterno, dominante, Que encara a tempestade com bravura; √Č astro que norteia a vela errante, Cujo valor se ignora, l√° na altura. Amor n√£o teme o tempo, muito embora Seu alfange n√£o poupe a mocidade; Amor n√£o se transforma de hora em hora, Antes se afirma para a eternidade.

Morrestes achando que amava. Matastes pensando que era amor. Dominado pelo egoísmo da paixão, nos fez ver que não te conhecíamos como deveríamos e, por tua atitude, demonstrou que não conhecias o amor. Descansem em paz.

Perguntei a um s√°bio a diferen√ßa foi entre amor e amizade, Eu disse isso realmente ... O amor √© mais sens√≠vel Mais seguro amizade. O amor nos d√° asas, A amizade da terra. O amor est√° no cuidado, Compreens√£o da Amizade. Amor √© plantado e amorosamente cultivada Amizade vem face e compartilhar a alegria ea tristeza, torna-se uma grande e querida parceiro. Mas quando o amor √© sincero vem com um grande amigo, e quando a amizade √© real, √Č cheio de amor e carinho. Quando voc√™ tem um amigo , Ou uma paix√£o, ambos coexistem sentimentos dentro do seu cora√ß√£o.

Perguntei a um sábio , a diferença que havia entre amor e amizade, ele me disse essa verdade... O Amor é mais sensível, a Amizade mais segura. O Amor nos dá asas , a Amizade o chão. No Amor há mais carinho, na Amizade compreensão. O Amor é plantado e com carinho cultivado, a Amizade vem faceira, e com troca de alegria e tristeza, torna-se uma grande e querida companheira. Mas quando o Amor é sincero ele vem com um grande amigo, e quando a Amizade é concreta, ela é cheia de amor e carinho. Quando se tem um amigo ou uma grande paixão, ambos sentimentos coexistem dentro do seu coração.

Depois de algum tempo, voc√™ aprende a diferen√ßa, a sutil diferen√ßa, entre dar a m√£o e acorrentar uma alma. E voc√™ aprende que amar n√£o significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa seguran√ßa. E come√ßa a aprender que beijos n√£o s√£o contratos e presentes n√£o s√£o promessas. E come√ßa a aceitar suas derrotas com a cabe√ßa erguida e olhos adiante, com a gra√ßa de um adulto e n√£o com a tristeza de uma crian√ßa. E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanh√£ √© incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao v√£o. Depois de um tempo voc√™ aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que n√£o importa o quanto voc√™ se importe, algumas pessoas simplesmente n√£o se importam... E aceita que n√£o importa qu√£o boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e voc√™ precisa perdo√°-la, por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se levam anos para se construir confian√ßa e apenas segundos para destru√≠-la, e que voc√™ pode fazer coisas em um instante das quais se arrepender√° pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas dist√Ęncias. E o que importa n√£o √© o que voc√™ tem na vida, mas quem voc√™ tem na vida. E que bons amigos s√£o a fam√≠lia que nos permitiram escolher. Aprende que n√£o temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e voc√™ podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem voc√™ mais se importa na vida s√£o tomadas de voc√™ muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a √ļltima vez que as vejamos. Aprende que as circunst√Ęncias e os ambientes tem influ√™ncia sobre n√≥s, mas n√≥s somos respons√°veis por n√≥s mesmos. Come√ßa a aprender que n√£o se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo √© curto. Aprende que n√£o importa onde j√° chegou, mas onde est√° indo, mas se voc√™ n√£o sabe para onde est√° indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou voc√™ controla seus atos ou eles o controlar√£o, e que ser flex√≠vel n√£o significa ser fraco ou n√£o ter personalidade, pois n√£o importa qu√£o delicada e fr√°gil seja uma situa√ß√£o, sempre existem dois lados. Aprende que her√≥is s√£o pessoas que fizeram o que era necess√°rio fazer, enfrentando as conseq√ľ√™ncias. Aprende que paci√™ncia requer muita pr√°tica. Descobre que algumas vezes a pessoa que voc√™ espera que o chute quando voc√™ cai √© uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experi√™ncia que se teve e o que voc√™ aprendeu com elas do que com quantos anivers√°rios voc√™ celebrou. Aprende que h√° mais dos seus pais em voc√™ do que voc√™ supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma crian√ßa que sonhos s√£o bobagens, poucas coisas s√£o t√£o humilhantes e seria uma trag√©dia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando est√° com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso n√£o te d√° o direito de ser cruel. Descobre que s√≥ porque algu√©m n√£o o ama do jeito que voc√™ quer que ame, n√£o significa que esse algu√©m n√£o o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente n√£o sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre √© suficiente ser perdoado por algu√©m, algumas vezes voc√™ tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, voc√™ ser√° em algum momento condenado. Aprende que n√£o importa em quantos peda√ßos seu cora√ß√£o foi partido, o mundo n√£o p√°ra para que voc√™ o conserte. Aprende que o tempo n√£o √© algo que possa voltar para tr√°s. Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao inv√©s de esperar que algu√©m lhe traga flores. E voc√™ aprende que realmente pode suportar... que realmente √© forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que n√£o se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que voc√™ tem valor diante da vida!

Pois a natureza não nos faz crescer apenas em forças e tamanho. À medida que este templo se amplia, se amplia dentro dele o espaço reservado pra alma e pra inteligência.

Palavras n√£o s√£o atos.

Eu aprendi que s√£o os pequenos acontecimentos di√°rios que tornam a vida espet√°cular!

O tempo é algo que não volta atrás. Por isso plante seu jardim e decore sua alma, Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. +

Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.

Quando o filho aprende com o pai, ambos d√£o risada. Quando o pai aprende com o filho, ambos choram.

Perguntei a um sábio, a diferença que havia entre o amor e a amizade, ele me disse essa verdade... O amor é mais sensível, a amizade mais segura. O amor nos dá asas, a amizade, o chão. No amor há mais carinho, na amizade compreensão. O amor é plantado e com carinho cultivado, a amizade vem faceira, e com troca de alegria e tristeza, torna - se grande e querida companheira. Mas quando o amor é sincero ele vem com um grande amigo, e quando a amizade é concreta, ela é cheia de amor e carinho. Quando se tem um amigo ou uma grande paixão, ambos sentimentos coexistem dentro do seu coração.

Com o tempo, voc√™ vai percebendo que para ser feliz com outra pessoa, voc√™ precisa, em primeiro lugar, n√£o precisar dela. Percebe tamb√©m que aquele algu√©m que voc√™ ama (ou acha que ama) e que n√£o quer nada com voc√™, definitivamente n√£o √© o algu√©m da sua vida. Voc√™ aprende a gostar de voc√™, a cuidar de voc√™ e, principalmente, a gostar de quem tamb√©m gosta de voc√™. O segredo √© n√£o correr atr√°s das borboletas... √Č cuidar do jardim para que elas venham at√© voc√™. No final das contas, voc√™ vai achar n√£o quem voc√™ estava procurando, mas quem estava procurando voc√™!

H√° quem diga que todas as noites s√£o de sonhos. M√°s h√° tamb√©m quem garanta que nem todas, s√≥ as de ver√£o. No fundo, isso n√£o tem import√Ęncia. O que interessa mesmo n√£o √© a noite em si, s√£o os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as √©pocas do ano, dormindo ou acordado.¬Ē