W. Somerset Maugham foi um escritor francês que escreveu, entre outros livros, "Servidão Humana" e "O fio da navalha", ambos conhecidos internacionalmente.

W. Somerset Maugham foi um escritor francês que escreveu, entre outros livros, "Servidão Humana" e "O fio da navalha", ambos conhecidos internacionalmente.

Frases e Pensamentos

21 frases no total. Página 1/1, de 1-21

    "Sempre me interessei pelas pessoas, mas nunca gostei delas."

        William Maugham

    "A desgraça deste mundo reside no fato de ser muito mais fácil abandonar os bons hábitos do que os maus."

        William Maugham

    "A perfeição tem um grave defeito: tende a ser enfadonha."

        William Maugham

    "O sucesso torna as pessoas modestas, amigáveis e tolerantes; é o fracasso que as faz ásperas e ruins."

        William Maugham

    "Uma mulher bonita e fiel é tão rara como a tradução perfeita de um poema. Geralmente, a tradução não é bonita se é fiel e não é fiel se é bonita."

        William Maugham

    "Amor é o que acontece entre um homem e uma mulher que não se conhecem muito bem."

        William Maugham

    "Aquilo que os princípios têm de cómodo é que podemos sempre sacrificá-los quando é necessário."

        William Maugham

    "Não é verdade que o sofrimento enobreça o espírito; por vezes a felicidade fá-lo, e o sofrimento a maior parte das vezes torna os homens mesquinhos e vingativos."

        William Maugham

    "As pessoas pedem-te uma crítica, mas querem apenas um elogio."

        William Maugham

    "Lamentavelmente, os bons hábitos são muito mais fáceis de serem abandonados do que os maus."

        William Maugham

    "Partida que a natureza nos pregou para assegurarmos a continuação da espécie."

        William Maugham

    "Um excesso de vez em quando é ótimo. Impede a moderação de se tornar um hábito."

        William Maugham

    "Somente a mulher sabe do que a mulher é capaz."

        William Maugham

    "A inconveniência é a alma do humorismo."

        William Maugham

    "Só o amor e a arte tornam a existência tolerável."

        William Maugham

    "Quando um actor finalmente aprende a interpretar todos os tipos de papéis, geralmente já está velho demais para eles, e só pode interpretar alguns poucos."

        William Maugham

    "Apenas os medíocres estão sempre no seu máximo."

        William Maugham

    "O dinheiro assemelha-se a um sexto sentido sem o qual não podemos fazer o uso completo dos outros cinco."

        William Maugham

    "Uma coisa interessante na vida é que se nos recusarmos a aceitar algo que não seja o melhor, na maior parte dos casos conseguimos mesmo esse objetivo."

        William Maugham

    "É, realmente, um grande aborrecimento o fato da sabedoria só poder ser adquirida através de trabalho árduo."

        William Maugham

    "A arte, um dos grandes valores da vida, deve ensinar aos homens: humildade, tolerância, sabedoria e magnanimidade."

        William Maugham

Biografia


William Somerset Maugham nasceu em 1874, em Paris. Ficou órfão ainda muito criança, aos 10 anos. Com a perda dos pais, Somerset foi morar com os tios, na Inglaterra.

Formou-se em Medicina e relatou um pouco de sua experiência como médico no seu primeiro romance, chamado “Liza, a pecadora”, de 1897. O livro obteve pouco sucesso, mas Somerset largou a medicina para se dedicar à literatura.

Viajou pela Itália e Espanha, conseguindo reconhecimento em 1908, com quatro peças teatrais simultaneamente em cartaz em Londres. E algum tempo depois, mais precisamente em 1915, quando lançou “Servidão Humana”, Somerset tornou-se um escritor realmente conhecido e popular. Semi-autobiográfico, o livro é frequentemente aclamado como sua obra-prima.

Por causa de seus conhecimentos de francês e inglês, Somerset foi convidado a se tornar um espião. Sua experiência como agente secreto acabou servindo de inspiração para escrever alguns contos. Alguns deles foram adaptados para o cinema, pelo diretor Alfred Hitchcock, como "Os Quatro Espiões", "The Traitor" e "The Hairless Mexican”.

Somerset ainda publicou, entre outros livros, as “Histórias dos Mares do Sul”, em 1921, “Antes do amanhecer”, de 1942 e seu outro grande sucesso “O fio da navalha”, de 1944.

Após passar um tempo nos EUA, durante a Segunda Guerra, Somerset voltou para a França, para Nice, onde morreu em 1965.

"As coisas muito claras me noturnam."

    Manoel de Barros

"Onde não puderes amar, não te demores..."

    Augusto Branco

"Eu não desisti...apenas não insisto mais."

    Cazuza

"Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho."

    Carlos Drummond de Andrade

"Soltar os demônios pode ser muito educativo em certas ocasiões."

    Deepak Chopra

"Todo o homem é culpado do bem que não fez."

    Voltaire

"O sexo é o alívio da tensão. O amor é a causa"

    Woody Allen

"Os mentirosos estão sempre prontos a jurar."

    Vittorio Alfieri

"Vento

Pastor das nuvens."

    Mario Quintana

"A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque é que é infeliz."

    Fiódor Dostoiévski