Sobre o Autor

Voltaire

Voltaire, pseudónimo de François-Marie Arouet (Paris, 21 de Novembro de 1694 - 30 de Maio de 1778), foi um poeta, ensaísta, dramaturgo, filósofo e historiador iluminista francês. Ele defendia a liberdade de ser e pensar diferente.

Só os trabalhadores é que sabem qual é o preço do tempo; sempre dele se fazem pagar.

Um momento de felicidade vale mais do que mil anos de celebridade.

A primeira lei da natureza é a tolerância - já que temos uma porção de erros e fraquezas.

As paixões são como as ventanias que incham as velas do navio. Algumas vezes o afundam, mas sem elas não se pode navegar.

Posso não concordar com uma só palavra sua, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lá.

Uma coletânea de pensamentos é uma farmácia moral onde podemos encontrar a cura dos mais diversos males.

As paixões são como as ventanias que incham as velas do navio. Algumas vezes o afundam, mas sem elas não se pode navegar.

Julgue um homem pelas suas perguntas, não pelas suas respostas.

O trabalho espanta três males: o vício, a pobreza e o tédio.

Quem revela o segredo dos outros passa por traidor; quem revela o próprio segredo passa por imbecil.

As paixões são como as ventanias que enfunam as velas dos navios: algumas vezes os submergem , mas sem elas não podem navegar.

Senhor, proteja-me dos meus amigos; que dos meus inimigos cuido eu

Quem revela o segredo dos outros passa por traidor; quem revela o próprio segredo passa por imbecil.

Meu ofício é dizer o que penso.

A perfeição da própria conduta consiste em manter cada um a sua dignidade sem prejudicar a liberdade alheia.

Quando o populacho se põe a refletir, tudo está perdido.

Que Deus me defenda dos amigos, que dos inimigos me defendo eu.

Somos todos malucos. Quem não quer ver malucos, deve quebrar os espelhos.

Um pouco de filosofia inclina o homem ao ateísmo. Profunda filosofia faz retornar o homem à religião.

A voz de Deus nos diz constantemente: uma falsa ciência faz um homem ateu, mas uma verdadeira ciência leva o homem a Deus.

Quem não vive a seu tempo, com o espírito da sua idade, / da sua idade tem todo o infortúnio.

Se o homem fosse perfeito, seria Deus.

Julgue um homem pelas suas perguntas, não pelas suas respostas.

Os maus são sempre infelizes: servem para pôr à prova um reduzido número de justos espalhados sobre a terra e não há mal do qual não resulte um bem.

Paixão é uma infinidade de ilusões que serve de analgésico para a alma. As paixões são como ventanias que enfurnam as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens nem aventuras nem novas descobertas.

A falsa ciência cria os ateus, a verdadeira, faz o homem prostrar-se diante da divindade.

Um dia tudo será excelente, eis a nossa esperança; hoje tudo corre pelo melhor, eis a nossa ilusão.

O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si.

Os bons autores não têm espírito além do necessário, não o buscam jamais, pensam com bom senso e exprimem-se com clareza.

Quem serve bem o seu país não precisa de antepassados.