Sobre o Autor

Voltaire

Voltaire, pseudónimo de François-Marie Arouet (Paris, 21 de Novembro de 1694 - 30 de Maio de 1778), foi um poeta, ensaísta, dramaturgo, filósofo e historiador iluminista francês. Ele defendia a liberdade de ser e pensar diferente.

Os sábios falam porque têm alguma coisa para explicar; os tolos, porque gostam de ouvir a própria voz!

Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, este pagou-lhe na mesma moeda

A leitura engrandece a alma.

A pintura é poesia sem palavras.

O homem argumenta, a natureza age.

Quanto mais você pensar em seus infortúnios, mais poder terão eles para magoá-lo.

A originalidade não é mais do que uma imitação criteriosa.

Aquilo a que chamamos acaso não é, não pode deixar de ser, senão a causa ignorada de um efeito conhecido.

Não concordo com o que dizes, mas defendo até a morte o direito de o dizeres.

As paixões são como ventanias que sopram as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens, nem aventuras, nem novas descobertas.

Em latim, adultério que dizer alteração, adulteração, colocar uma coisa em lugar de outra, crime de falsidade, uso de chaves falsas, contrato falso. Daí o nome adultério dado a quem profana o leito conjugal, como chave falsa introduzida em fechadura alheia.

Que ingenuidade, que pobreza de espírito, dizer que os animais são máquinas privadas de conhecimento e sentimento, que procedem sempre da mesma maneira, que nada aprendem, nada aperfeiçoam! Será porque falo que julgas que tenho sentimento, memória, idéias? Pois bem, calo-me. Vês-me entrar em casa aflito, procurar um papel com inquietude, abrir a escrivaninha, onde me lembra tê-lo guardado, encontrá-lo, lê-lo com alegria. Percebes que experimentei os sentimentos de aflição e prazer, que tenho memória e conhecimento.Vê com os mesmos olhos esse cão que perdeu o amo e procura-o por toda parte com ganidos dolorosos, entra em casa agitado, inquieto, desce e sobe e vai de aposento em aposento e enfim encontra no gabinete o ente amado, a quem manifesta sua alegria pela ternura dos ladridos, com saltos e carícias.Bárbaros agarram esse cão, que tão prodigiosamente vence o homem em amizade, pregam-no em cima de uma mesa e dissecam-no vivo para mostrarem-te suas veias mesentéricas. Descobres nele todos os mesmos órgãos de sentimentos de que te gabas. Responde-me maquinista, teria a natureza entrosado nesse animal todos os órgãos do sentimento sem objectivo algum? Terá nervos para ser insensível? Não inquines à natureza tão impertinente contradição.

O essencial é estar bem consigo mesmo.

Os homens nunca sentem remorsos por coisas que estão habituados a fazer.

O acaso é uma palavra sem sentido. Nada pode existir sem causa.

Toda perfeição é um defeito.

Todo aquele que desconfia, convida os outros a traí-lo.

O amor é de todas as paixões a mais forte, pois ataca simultaneamente a cabeça, o coração e os sentidos.

Homem! Deus outorgou-te o entendimento para bem procederes e não para penetrares a essência das cousas por ele criadas

O segredo de aborrecer é dizer tudo.

Tudo de bom acontece a pessoas com disposição alegre.

Otimismo é a mania de sustentar que tudo está bem quando tudo está mal.

Somos todos feitos de fraquezas e de erros; perdoemo-nos reciprocamente nossas tolices; é a primeira lei da natureza.

Uma coletânea de pensamentos deve ser uma farmácia onde se encontrem remédios para todos os males.

“Os preconceitos são a razão dos imbecis.”

Todo homem é culpado por todo bem que ele não fez.

Posso nao concordar com o que você faz, mas lutarei até a morte pelo seu direito de continuar fazendo.

O maravilhoso da guerra é que cada chefe de assassinos faz abençoar suas bandeiras e invoca solenemente a Deus antes de lançar-se a exterminar a seu próximo.

Usamos nossas idéias meramente para racionalizar nosso mal, e a fala meramente para ocultar nossas idéias.

Quando se trata de dinheiro,todos têm a mesma religião.