Quero beber. Quero esquecer a vida. A vida é uma invenção hedionda não sei de quem. Parte-se o pescoço a viver. A vida é uma armação prestes a vir abaixo.

Sobre o Autor

Victor Hugo

Victor Hugo (26 de fevereiro de 1802 - 22 de maio de 1885) foi um escritor francês, autor de Les Miserábles (Os Miseráveis).

Mais frases de Victor Hugo

Do atrito de duas pedras chispam faíscas; das faíscas vem o fogo; do fogo brota a luz.

Não há nada como o sonho para criar o futuro. Utopia hoje, carne e osso amanhã.

Os infelizes são ingratos; isso faz parte da infelicidade deles.

Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas.

Ser bom é fácil. O difícil é ser justo.

A música é o verbo do futuro.

Até que ponto a recordação está próxima do remorso!

A medida do amor é amar sem medida.

Há pensamentos que são orações. Há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos.

Fazes-me falta, estou ausente de mim própria.

Comer é uma necessidade do estômago; beber é uma necessidade da alma.

A vida é um campo de urtigas onde a única rosa é o amor.

Ninguém é mau, e quanto mal foi feito.

A esperança seria a maior das forças humanas, se não existisse o desespero.

A razão do melhor é sempre a mais forte.

Se você quer civilizar um homem, comece pela avó dele.

Quanto a lisonjear a multidão, juro que não posso! O povo está no alto, a multidão está no fosso.

Se um homem é feliz então está triste todos os dias. Cada dia tem o seu quinhão de tristeza ou a sua pequena preocupação..

Ser contestado é ser constatado.

Nunca ninguém conseguirá ir ao fundo de um riso de criança.

O sábio sabe que ignora.

Mais facilmente se julgaria um homem segundo os seus sonhos do que segundo os seus pensamentos.

Nada se assemelha à alma como a abelha. Esta voa de flor para flor, aquela de estrela para estrela. A abelha traz o mel, como a alma traz a luz.

A alma humana é uma vaga que pensa.

Chega sempre a hora em que não basta apenas protestar: após a filosofia, a ação é indispensável.

Eu fiz soprar um vento revolucionário. Pus um barrete vermelho no velho dicionário.

Tudo quanto aumenta a liberdade, aumenta a responsabilidade.

Saber exactamente qual a parte do futuro que pode ser introduzida no presente é o segredo de um bom governo.

Essa divisória que nos separa do mistério das coisas a que chamamos vida.

Iniciativa é fazermos o que está certo sem ser preciso que alguém nos diga para fazermos tal.

Nada é tão poderoso no mundo como uma ideia cuja oportunidade chegou.

Tudo o que está morto como fato, continua vivo como ensino.

Um único instante de amor reabre o éden fechado.

Amadurecer, morrer; é quase a mesma palavra.

A plebe apenas pode fazer tumultos. Para fazer uma revolução, é preciso o povo.

Quão pouco tempo é preciso para mudar todas as coisas! Natureza de fonte serena, com que facilidade te esqueces.

Não permita que lhe façam o bem. Abusarão disso.

Aquele que dá ao pobre empresta a Deus.

O solitário é um diminutivo do selvagem, aceite pela civilização.

Quem não é capaz de ser pobre, não é capaz de ser livre.

A suprema felicidade da vida é ter a convicção de que somos amados.

A poesia é tudo o que há de íntimo em tudo.

Uma vez que o meu coração está morto, vivi mais que o suficiente.

De qualquer palavra profunda todos os homens são discípulos.

A tolerância é a melhor das religiões.

Grandes homens! Quereis ter razão amanhã? Morrei hoje!

Em tempo de revolução, cuidado com a primeira cabeça que rola. Ela abre o apetite ao povo.

As revoluções, como os vulcões, têm os seus dias de chamas e os seus anos de fumaça.

Os velhos têm tanta necessidade de afecto como de sol.

A arte é uma ferramenta; os espíritos são os operários.

O que caracteriza as pessoas que exibem exageradamente a sua virtude é que, quanto menos ameaçada está a fortaleza, mais guardas lhe põem.

O paciente é o mais forte.

Não ter nada para fazer é a felicidade das crianças e a infelicidade dos anciãos.

Há pessoas que observam as regras de honra como se vêem as estrelas: de longe.

Há pessoas que têm uma biblioteca como os eunucos um harém.

A primeira igualdade, é a justiça.

Amar é metade de crer.

A religião não é senão a sombra projectada do universo sobre a inteligência humana.

E se apenas restar um, esse serei eu.

Admiremos os grandes mestres, mas não os imitemos.

Deus abençoa o homem, não por o ter encontrado, mas por havê-lo buscado.

A palavra é o Verbo, e o Verbo é Deus.

O odioso é a porta de saída do ridículo.

A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace.

Toda a doutrina social que visa destruir a família é má, e para mais inaplicável. Quando se decompõe uma sociedade, o que se acha como resíduo final não é o indivíduo mas sim a família.

A miséria de uma criança interessa a uma mãe, a miséria de um rapaz interessa a uma rapariga, a miséria de um velho não interessa a ninguém.

Os grandes erros são muitas vezes feitos, como as cordas, de uma quantidade de fios.

É triste pensar que a natureza fala e que o género humano não a ouve.

Um grande artista é um grande homem numa grande criança.

A riqueza e a pobreza são convenções.

Dêem, ricos! A esmola é irmã da prece.

É inútil obter por piedade aquilo que desejamos por amor.

No fundo, Deus quer que o homem desobedeça. Desobedecer é procurar.

A alma é um olho sem pálpebra.

Todo o grande artista amolda a arte à sua imagem.

É pela ironia que começa a liberdade.

Raspai o juiz, encontrareis o carrasco.

Em literatura, o meio mais seguro de ter razão é estar morto.

A carne é cinza, a alma é chama.

Amigo, oculta a tua vida e espalha o teu espírito.

Os infelizes são ingratos: isso faz parte da sua infelicidade.

As ilusões sustentam a alma como as asas sustentam o pássaro.

A razão é a inteligência em exercício; a imaginação é a inteligência em erecção.

O espírito enriquece-se com o que recebe; o coração com o que dá.

O trabalho é a melhor das regularidades e a pior das intermitências.

Nada há como começar para ver como é árduo concluir.

O destino é severo. Sejamos nós indulgentes. O que é preto talvez não seja escuro.

O tempo não só cura, mas também reconcilia.

Todo o inferno está contido nesta única palavra: solidão.

Passamos metade da vida à espera daqueles que amamos e a outra metade a deixar os que amamos.

E cada homem é um livro onde o próprio Deus escreve.

A música está em tudo. Do mundo sai um hino.

O amor é vida quando não é morte; é berço e também sepultura.

Os mortos são uns invisíveis, e não uns ausentes.

Os tempos primitivos são líricos, os tempos antigos são épicos, os tempos modernos são dramáticos.

A oração é a irmã trémula do amor.

O mal é como as mulas: teimoso e estéril.

Tudo quanto é belo manifesta o verdadeiro.

O poeta deve ter um só modelo, a Natureza; um só guia, a verdade.

Quando somos jovens, temos manhãs triunfantes.

Ninguém guarda melhor um segredo que uma criança.

A força dos povos bárbaros reside na sua juventude.

Não fazer nada é a felicidade das crianças e a infelicidade dos velhos.

Tanto nos tornaríamos sábios conservando no pensamento os diversos resíduos de todas as filosofias humanas, como teríamos saúde engolindo todos os fundos de garrafa de uma farmácia antiga.

Julgar-se-ia bem mais corretamente um homem por aquilo que ele sonha do que por aquilo que ele pensa.

A vida já é curta, mas nós tornamo-la ainda mais curta, desperdiçando tempo.

O cão é a virtude que, não podendo fazer-se homem, se fez animal.

As nossas quimeras são o que se parece mais conosco.

O homem honesto procura tornar-se útil, o intrigante tenta ser necessário.

Não imites nada nem ninguém. Um leão que copia um leão torna-se um macaco.

Escritores, meditem muito e corrijam pouco. Fazei as vossas rasuras no vosso próprio cérebro.

Tudo se rende ao sucesso, até a gramática.

E cintila a chama nos olhos da gente nova, mas nos olhar dos velhos, divisa-se a luz.

Quase ninguém está tão isento de pecados que não mereça um castigo.

Eu caminho vivo no meu sonho estrelado.

A melancolia é a felicidade de se ser triste.

O progresso roda constantemente sobre duas engrenagens. Faz andar uma coisa esmagando sempre alguém.

A metade de um amigo é a metade de um traidor.

Deus apenas fez a água, mas o homem fez o vinho.

As palavras têm a leveza do vento e a força da tempestade.

O homem semeia hoje a causa, Deus amanhã amadurece o efeito.

A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.

Vós, que sofreis, porque amais, amai ainda mais. Morrer de amor é viver dele.

Quando não somos inteligíveis é porque não somos inteligentes.

Não se compõe uma sabedoria introduzindo no pensamento os resíduos diversos de todas as filosofias humanas, tal como não se fica com saúde engolindo o conteúdo de todos os frascos de uma velha farmácia.

A música é o barulho que pensa.

Porque a vida passou antes que pudéssemos viver.

O homem é uma prisão em que a alma permanece livre.

O futuro tem muitos nomes. Para os fracos é o inalcansável. para os temerosos, o desconhecido. Para os valentes é a oportunidade.

A redução do Universo a uma única criatura, a dilatação de um único ser até Deus, eis o amor...

Deus ao criar o rato disse: já fiz asneira! e tratou de criar o gato, logo o gato é uma errata do rato.

Um poeta é um mundo encerrado num homem.

O futuro têm muitos nomes. Para os incapazes o inalcançável, para os medrosos o desconhecido, para os valentes a oportunidade.

Somente pela fraternidade a liberdade será preservada.

O futuro têm muitos nomes. Para os incapazes o inalcansável, para os medrosos o desconhecido, para os valentes a oportunidade.

Quando a boca diz: sim; o olhar diz: Talvez.

A maior felicidade é a certeza de sermos amados apesar de ser como somos

O inverno cobre minha cabeça, mas uma eterna primavera vive em meu coração.

Mude suas opiniões, mantenha seus princípios. Troque suas folhas, mantenha suas raízes.

Quem abre uma escola fecha uma prisão.

Fé: eis aquilo de que os homens precisam. Infeliz dos que nada crêem.

A suprema felicidade da vida é a convicção de ser amado por aquilo que você é, ou melhor, apesar daquilo que você é.

Trabalhou para viver; depois, ainda para viver, porque o coração também necessita de alimento, amou.

Há um modo de fugir que se assemelha a procurar.

Os braços de uma mãe são feitos de ternura e os filhos dormem profundamente neles.

Morrer é quase nada,horrivel é viver

O Homem e A Mulher O homem é a mais elevada das criaturas; A mulher é o mais sublime dos ideais. O homem é o cérebro; A mulher é o coração. O cérebro fabrica a luz; O coração, o AMOR. A luz fecunda, o amor ressuscita. O homem é forte pela razão; A mulher é invencível pelas lágrimas. A razão convence, as lágrimas comovem. O homem é capaz de todos os heroísmos; A mulher, de todos os martírios. O heroísmo enobrece, o martírio sublima. O homem é um código; A mulher é um evangelho. O código corrige; o evangelho aperfeiçoa. O homem é um templo; a mulher é o sacrário. Ante o templo nos descobrimos; Ante o sacrário nos ajoelhamos. O homem pensa; a mulher sonha. Pensar é ter , no crânio, uma larva; Sonhar é ter , na fronte, uma auréola. O homem é um oceano; a mulher é um lago. O oceano tem a pérola que adorna; O lago, a poesia que deslumbra. O homem é a águia que voa; A mulher é o rouxinol que canta. Voar é dominar o espaço; Cantar é conquistar a alma. Enfim, o homem está colocado onde termina a terra; A mulher, onde começa o céu.

O homem pensa. A mulher sonha. Pensar é ter cérebro. Sonhar é ter na fronte uma auréola. O homem é um oceano. A mulher é um lago. O oceano tem a pérola que embeleza. O lago tem a poesia que deslumbra. O homem é a águia que voa. A mulher, o rouxinol que canta. Voar é dominar o espaço. Cantar é conquistar a alma. O homem tem um farol: a consciência. A mulher tem uma estrela: a esperança. O farol guia. A esperança salva. Enfim, o homem está colocado onde termina a terra. A mulher, onde começa o céu!!!

O homem é a mais elevada das criaturas. A mulher o mais sublime dos ideais. Deus fez para o homem um trono, para a mulher um altar. O trono exalta; o altar santifica. O homem é o cérebro; a mulher o coração. O cérebro produz luz; o coração o amor. A luz fecunda. O amor ressuscita. O homem é um gênio; a mulher um anjo. O gênio é imensurável; o anjo indefinível. A aspiração do homem é a suprema glória; a aspiração da mulher a virtude extrema. A glória traduz grandeza; a virtude traduz divindade. O homem tem a supremacia; a mulher a preferência. A supremacia representa força; a preferência o direito. O homem é forte pela razão; a mulher invencível pela lágrima. A razão convence; a lágrima comove. O homem é capaz de todos os heroísmos; a mulher de todos os martírios. O heroísmo enobrece; o martírio sublima. O homem é o código; a mulher o evangelho. O código corrige; o evangelho aperfeiçoa. O homem é um templo; a mulher um sacrário. Ante o templo, nós nos descobrimos; ante o sacrário, ajoelhamo-nos. O homem pensa; a mulher sonha. Pensar é ter cérebro; sonhar é ter na fronte uma auréola. O homem é um oceano; a mulher um lago. O oceano tem pérola que o embeleza; o lago tem a poesia que o deslumbra. O homem é uma águia que voa; a mulher um rouxinol que canta. Voar é dominar os espaços; cantar é conquistar a alma. O homem tem um farol: a consciência. A mulher tem uma estrela: a esperança. O farol guia e a esperança salva. Enfim, o homem está colocado onde termina a terra. A mulher onde começa o Céu.

Vivendo e aprendendo Na vida temos muitas surpresas, boas, ruins, inesperadas... Temos que estar preparados para reagir a cada uma delas. Chore, ria, faça careta, pule, dançe, cante, corra, viva. Não tenha medo de Viver e ser feliz! Existem momentos na vida, que podem parecer bobos, que possam parecer comuns para você no enquanto, mas um dia você pode olhar pra traz e diz: esse foi o dia mais feliz de minha vida. até agora. Por isso, aprecie cada momento na vida, como se fosse único, e especial, com uma pessoa especial. Não busque a felicidade muito longe, ela pode estar mais perto do que você imagina! Tente apenas ser feliz, faça o que der vontade, não se importe com o que os outros dizem sobre você, porem, tente não dizer nada sobre os outros. Não faça com o próximo o que não quer para si mesmo.

A música expressa o que não pode ser dito em palavras mas não pode permanecer em silêncio.

Je sui une force qui va! Eu sou uma força que avança

Toda a minha alma lhe pertence. Se minha inteira existência não fosse sua, a harmonia do meu ser ter-se-ia perdido e eu teria morrido.

Mentir é maldade absoluta. Não é possivel mentir pouco ou muito; quem mente, mente. A mentira é a própria face do demônio.

Nada é mais poderoso do que uma idéia que chegou no tempo certo.

A suprema felicidade consiste em sermos amados por nós mesmos; melhor ainda, consiste em sermos amados, apesar de nós mesmos.

A mente se enriquece com aquilo que recebe, o coração com aquilo que dá.

Tudo que está sobre a terra condensa-se num único grito para afirmar a existência de Deus.

O futuro tem muitos nomes.Para os fracos é inatingível.Para os temerosos, o desconhecido. Para os valentes é a oportunidade.

A religião é a sombra do Universo projetada sobre a inteligência humana.

A maior felicidade da nossa vida é a convicção de que somos amados - amados por nós mesmos, ou melhor, amados apesar de nós mesmos

“O homem é forte pela razão; a mulher invencível pela lágrima. A razão convence; a lágrima comove.”

Pensamos que a saudade foi feita pra machucar, mas os dias se passam e vemos que ela é a mais certa de quanto gostamos de alguém!...

Há momentos em que qualquer que seja a posição do corpo, a alma está de joelhos.

A felicidade suprema na vida é a convicção se sermos amados .

Onde o conhecimento está apenas num homem, a monarquia se impõe. Onde está num grupo de homens, deve fazer lugar à aristocracia. E quando todos têm acesso às luzes do saber, então vem o tempo da democracia.

O olho do homem é feito de modo que se lhe vê por ele a virtude. A nossa pupíla diz que quantidade de homens há dentro de nós. Afirmamo-nos pela luz que fica debaixo da sombrancelha. As pequenas consciências piscam o olho, as grandes lançam raios. Se não há nada que brilhe debaixo da pálpebra, é que não há nada que pense no cérebro, é que não há nada que ame no coração.

Já perscrutamos bastante as profundezas dessa consciência e é chegado o momento de continuarmos a examiná-la. Não o fazemos sem emoção ou estremecimento. Nada existe mais terrível que esse tipo de contemplação. Os olhos do espírito não podem encontrar em nenhum lugar nada mais ofuscante, nada mais tenebroso que o homem; não poderão fixar-se em nada mais temível, mais complicado, mais misterioso e mais infinito. Existe uma coisa maior que o mar: o céu. Existe um espetáculo maior que o céu: é o interior de uma alma.

O homem e a mulher O homem é capaz de todos os heroísmos,a mulher de todos os matírios O homem é código, a mulher o evangelho O código corrige, o evangelho aperfeiçoa! O homem é o templo, a mulher o sacrário Ante o templo nós descobrimos; ante o sacrário ajoelhamo-nos! O homem pensa, a mulher sonha Pensar é ter cérebro, sonhar é ter na frente uma auréola! O homem é um oceano, a mulher um lago O oceano tem a pérola que o embeleza, o lago tem a poesia que o deslumbra! O homem é a águia que voa, a mulher o rouxinol que canta! Voar é dominar o espaço, cantar é conquistar a alma! O homem tem um farol: a experiência, a mulher tem uma estrela: a esperança O farol guia, a esperança salva! Enfim,o homem está colocado onde termina a terra, a mulher onde começa o céu!

O sol está dentro de cada um. Sorrir e acreditar em sí é o caminho para alcançar a luz e o brilho que irradia da própria existência e acalenta a crença em nós mesmos. Acreditemos no próprio sol, ele mora no “eu” e ilumina o tudo e o todo. A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano.

O futuro pertence ainda mais aos corações do que aos espíritos. Amar é a única coisa que pode ocupar a eternidade. Ao infinito é necessário o inesgotável. Extraído do livro “Os Miseráveis

A beleza basta ser bela para fazer bem. Há criatura que tem consigo a magia de fascinar tudo quanto a rodeia; às vezes nem ela mesmo o sabe, e é quando o prestígio é mais poderoso; a sua presença ilumina, o seu contato aquece; se ela passa, ficas contente; se pára, és feliz; contemplá-la é viver; é a aurora com figura humana.

Ter um sorriso que - ninguém sabe a razão - diminui o peso da cadeia enorme arrastada em comum por todos os viventes, que queres que te diga? É Sublime. Ela tinha esse sorriso. Mais ainda, era o próprio sorriso. Há alguma coisa mais parecida que o nosso rosto, é a nossa fisionomia; e outra coisa mais parecida que a nossa fisionomia, é o nosso sorriso. Ela, risonha, era ELA.

O organismo material humano, sobre o qual pesa uma coluna atmosférica de 15 léguas, chega à noite fatigado, cai em fraqueza, deita-se, repousa; fecham-se os olhos da carne; então, naquela cabeça adormecida, menos inerte do que se crê, abrem-se outros olhos, aparece o Desconhecido; aparece o sublime, aparece Ela...e somente Ela.

não sei porque mais não consigo te dizer o que eu sinto por você. Foi uma ação assim sem querer comecei a gostar de você. Hoje vivo tentando te dizer o que eu sinto por você. Mas com palavras não consigo... dizer o que eu sinto. Por telefone nem te digo... sinto arrepio. Por isso estou escrevendo esse poema ... para te dizer o que eu sinto. Só quero que você saiba... que meu amor por você e indescritível...

A vida é uma frase interrompida

A maior fonte de felicidade que há na vida, é saber que alguém nos ama; que nos ama pelo que somos ou, melhor, que nos ama apesar do que somos.

A água que não corre forma um pântano; a mente que não trabalha forma um tolo.

Há pensamentos que são orações. Há momentos nos quais, seja qual for a posição do corpo, a alma está de joelhos.

Primeiro foi necessário civilizar o homem em relação ao próprio homem. Agora é necessário civilizar o homem em relação a natureza e aos animais.

The supreme happiness of life is the conviction that one is loved; loved for oneself, or better yet, loved despite oneself.

Ler é beber e comer. O espírito que não lê emagrece como o corpo que não come.

O belo é tão útil quanto o útil. Talvez até mais.

Quanto menor é o coração, mais ódio carrega.

Deus é a evidência invisível.

Nada há de mais poderoso do que uma idéia que chegou no tempo certo.

Não há nada tão estúpido como vencer. A verdadeira glória repousa em convencer.

A prudência é a filha mais velha da sabedoria.

A mão que embala o Berço, embala o mundo

Senhor! Pusestes em tudo um negro mistério. Seigneur ! vous avez mis partout un noir mystère.

“Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha”

As realidades da alma, por não serem visíveis e palpáveis, não deixam de ser realidades.

Morte à morte! Guerra à guerra! Viva a vida! Ódio ao ódio. A liberdade é uma cidade imensa da qual todos somos concidadãos

A casa, como o homem, pode tornar-se cadáver, basta que a superstição a mate. Então é terrível.

Vela de feiticeira vale a tocha do diabo.

Não seja feiticeiro, mas se o és, faze teu ofício.

A sobriedade é uma qualidade quando o indivíduo possui outras.

A solidão desprende uma certa quantidade de desvario sublime.

O homem e a mulher O homem é a mais elevada das criaturas. A mulher é o mais sublime dos ideais. Deus fez para o homem um trono; Para a mulher um altar. O trono exalta; o altar santifica. O homem é o cérebro; a mulher o coração, o amor. A luz fecunda; o amor ressuscita. O homem é o gênio; a mulher o anjo. O gênio é imensurável; o anjo indefinível. A aspiração do homem é a suprema glória; A aspiração da mulher, a virtude extrema. A glória traduz grandeza; a virtude traduz divindade. O homem tem a supremacia; a mulher a preferência. A supremacia representa força. A preferência representa o direito. O homem é forte pela razão; a mulher invencível pelas lágrimas. A razão convence; a lágrima comove. O homem é capaz de todos os heroísmos; A mulher de todos os martírios. O heroísmo enobrece; os martírios sublima. O homem é o código; a mulher o evangelho. O código corrige; o evangelho aperfeiçoa. O homem é o templo; a mulher, um sacrário. Ante o templo, nos descobrimos; Ante o sacrário ajoelhamo-nos. O homem pensa; a mulher sonha. Pensar é ter cérebro; Sonhar é ter na fronte uma auréola. O homem é um oceano; a mulher um lago. O oceano tem a pérola que embeleza; O lago tem a poesia que deslumbra. O homem é a águia que voa; a mulher o rouxinol que canta. Voar é dominar o espaço; cantar é conquistar a alma. O homem tem um fanal; a consciência; A mulher tem uma estrela: a esperança. O fanal guia, a esperança salva. Enfim... O homem está colocado onde termina a terra; A mulher onde começa o céu...

A tristeza, dissipando-lhe a pouco e pouco, misturou-se á natureza em redor dele, tornou-se uma espécie de encanto, atraiu-o para perto das coisas e longe dos homens, e almagamou cada vez mais aquela alma e solidão.

Na maioria dos casos o estado visionário abate o homem, e o embrutece.

O mundo noturno é um mundo. A noite, um universo.

O vento é esse morcego invisível; quando não devasta, faz adormecer.

Em certos pontos, em certas horas, contemplar o mar é sorver um veneno. É o que acontece, ás vezes, olhando para um mulher.

Meditava? Não. Gilliatt sonhava. Não se deixava abater pela maré.

Á bordo do mesmo navio distanciam-se duas criaturas.

...Era esboço também, nem por isso deixava de ser uma obra prima. Todo embrião de ciência tem esse duplo aspecto: monstro, como feto, maravilha, como germe.

É erro não distinguir. Não são bons os ódios absolutos.

Nem homem, nem mulher: Padre. (Mess Lethierry)

É fácil acostumar-se ao veneno.

O medo é mudo; os aterrorizados falam pouco, parece que o horror diz: silêncio!

A franqueza não consiste em dizer tudo o que se pensa, mas em pensar em tudo o que se diz.

Não existe país pequeno. Avaliar a grandeza de um povo por seu número é o mesmo que determinar a grandeza de um homem pela sua altura.

Quem não é senhor do próprio pensamento, não é senhor das próprias ações.

O espírito se enriquece com aquilo que recebe; o coração, com aquilo que dá.

Gosto não define caráter, mas se definisse eu seria uma alma muito boa.

As vezes a agonia transborda em nossos sentimentos deixando claro a dor que você sente.

Não podemos acabar com nossa opinião, temos que lutar por ela.Sua auto estima vai melhorar e você terá deus no seu coração sempre, isso se você for esperto e sempre acreditar.

Tratavam-se de esquecer-se no sono, visto que não podiam perder-se na sombra.

São singulares as solidões da água. São o tumulto e o Silêncio.

Quando um bêbado não é senhor de si, tem um esconderijo.

Arrancar a máscara, que livramento!

Que volúpia não é sentir-se sinceramente abominável.

Há certas descidas ao fundo do abismo que retiram um homem do meio dos vivos.

O amor é um grande ato que define como somos trouxas, além de nos iludir fazem agente viver um momento que em algum lugar na sua vida sentiremos saudades da nossas velhas atitudes ou apenas lembraremos como um ato embaraçoso.

O olho do homem é feito de modo que se lhe vê por ele a virtude. A nossa pupila diz que quantidade de homens há dentro de nós.

Quem ama quer, e aquele que quer relampeja e cintila.

A perda das forças não esgota a vontade. Crer é apenas a segunda potência; a primeira é querer, as montanhas proverbiais que a fé transporta nada valem ao lado do que a vontade produz.

É hora da tempestade. O mar espera silencioso.

As quimeras nele e sobre ele, a nuvem noturna, cheia de faces confusas, atravessava-lhe o cérebro.

As suas reflexões não eram pensamentos, o seu sono não era repouso. De dia não era um homem, de noite não era um homem adormecido.

O pesadelo era o descanso do desespero. Passava noites a sonhar e os dias a cismar.

É esse o efeito das existências esvaziadas, a vida é a viagem, a idéia é o itinerário. Sem itinerário, pára-se. Perdido o alvo, morre a força.

Só os grandes espíritos resistem. E ainda assim...

...Mas a sua alegria apagava-se dia-a-dia, e cobria-se de poeira, como a asa de uma borboleta que um alfinete atravessou.

O pesar é nuvem e muda de forma.

Aceita-se a massa do infortúnio, a poeira não.

A lua batia nas árvores, algumas nuvens erravam por entre as estrelas pálidas, o mar falava às coisas da sombra, a meia voz, a cidade dormia, do horizonte subia uma neblina, a melancolia era profunda.

Ela abaixou a fronte, como se o rosto na sombra pusesse na sombra o pensamento.

Não se pode pensar quem está em extase como não se pode nadar quem está numa torrente.

Ser é fato, não ser é o direito.

O homem, carnívoro, também é coveiro. A nossa existência é feita de morte. Tal é a lei terrífica. Somos sepulcro.

Vivamos, seja. Mas façamos com que a morte nos seja progresso. Aspiremos aos mundos menos tenebrosos. Sigamos a consciência que nos leva para lá.

Mas Gilliat vigiava. Espreitado, espreitava.

Desejo que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes, E quando estiverem exaustos e sorridentes, Ainda haja amor para recomeçar. E se tudo isso acontecer, Não tenho mais nada a desejar.

... Myriel teve que resignar-se à sorte de todas as pessoas que chegam a uma cidade pequena, onde é maior o número de bocas que falam do que cabeças que pensam.

A verdade é como o Sol. Ela permite-nos ver tudo, mas não deixa que a olhemos.

O que falta às pessoas não é força, e sim, vontade.

Enfrentei o terror da morte e, transpondo-o, encontrei a flor da vida.

Sou imortal. Nada pode me ferir.

A tristeza é apenas o prelúdio da alegria.

Não temais a derrota de hoje. Concentrai vossos corações e vossas mãos num único alvo: a vitória final!

Rejeito a prece de todas as igrejas... Creio em Deus.

Quarenta anos é velhice para a juventude, e cinqüenta anos é juventude para a velhice.

Amar é metade de crer.

E que fogo interior era esse que fazia brilhar seus olhos?

Essas injúrias passavam despercebidas tanto pelo padre como pelo corcunda. Quasímodo era surdo demais e Cláudio pensador demais.

- Oh! Bom e honrado solo de Paris! Maldita essa escada que cansaria até os anjos!

É que o amor é como árvore. Rebenta por si próprio, penetra profundamente em todo o nosso ser e continua muitas vezes, a verdejar sobre um coração em ruínas.

- Maldição! - Dizia ele. - Eis como é preciso ser! Basta ser belo e nada mais!

Amar é saborear nos braços de um ente querido a porção de céu que Deus depôs na carne.

Vivem somente os que lutam.

A catedral era tão familiar ao corcunda que este se encontrava em todas as partes. Em tudo se via o homem que amava. Ele era a alma do monumento.

De tudo o que a catedral possuía, o que mais o tornava feliz eram os sinos. Acariciava-os, amava-os, falava-lhes e compreendia-os. Tinha ternura por todos eles, embora tivessem tirado sua audição.

O seu prazer era passear pelos campos.

Os livros são amigos frios e seguros.

Um sopro, quase uma respiração, agitava os matagais.

Se no momento em que fôsse esmagar uma formiga, ela unisse suas duas miseráveis patinhas numa prece a mim dirigida, eu me mostraria bondoso com ela. Por que então não há de Deus mostrar-se bondoso comigo?... Suplico-lhe que vos dê a vida eterna... a vós...a mim...a todos.

Desejo, primeiro, que você ame,e que, amando, também seja amado.E que se não for, seja breve em esquecere esquecendo não guarde mágoa.Desejo, pois, que não seja assim, mas se for, saiba ser sem desesperar. Desejo também que você tenha amigosque, mesmo maus e inconseqüentes,sejam corajosos e fiéis,e que pelo menos em um deles você possa confiar sem duvidar. E porque a vida é assim,desejo ainda que você tenha inimigos,nem muitos, nem poucos,mas na medida exata para que, algumas vezes, você se interpele a respeitode suas próprias certezas. E que, entre eles, haja pelo menos um que seja justo, para que você não se sinta demasiado seguro. Desejo, depois, que você seja útil,mas não insubstituível. E que nos maus momentos,quando não restar mais nada, essa utilidade seja suficiente para manter você de pé. Desejo ainda que você seja tolerante,não com os que erram pouco, porque isso é fácil ,mas com os que erram muito e irremediavelmente,e que fazendo bom uso dessa tolerância, você sirva de exemplo aos outros. Desejo que você, sendo jovem,não amadureça depressa demais,e que, sendo maduro, não insista em rejuvenescer,e que, sendo velho, não se dedique ao desespero. Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que eles escorram por entre nós. Desejo por sinal que você seja triste.não o ano todo, mas apenas um dia. Mas que nesse dia descubraque o riso diário é bom,o riso habitual é insosso e o riso constante é insano. Desejo que você descubra,com a máxima urgência,acima e a despeito de tudo, que existem oprimidos, injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta. Desejo ainda que você afague um gato,alimente um cuco e ouça o joão-de-barroerguer triunfante o seu canto matinal, porque, assim, você se sentirá bem por nada. Desejo também que você plante uma semente, por mais minúscula que seja,e acompanhe o seu crescimento, para que você saiba de quantasmuitas vidas é feita uma árvore. Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,porque é preciso ser prático.E que pelo menos uma vez por anocoloque um pouco delena sua frente e diga isso é meu, só para que fique bem claro quem é o dono de quem. Desejo também que nenhum de seus afetos morra,por ele e por você,mas que se morrer, você possa chorar sem se lamentar, sofrer e sem se culpar. Desejo por fim que você, sendo um homem,tenha uma boa mulher,e que, sendo uma mulher,tenha um bom homeme que se amem hoje, amanhã e no dia seguinte,e quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda haja amor para recomeçar.E se tudo isso acontecer, não tenho mais a te desejar.”

Quasímodo sentia mover-se dentro de si uma alma feita à sua imagem. Essa desgraça em que vivia tornou-o mau. Era mau porque era selvagem, era selvagem porque era feio. Mas não nasceu malvado. Desde muito cedo sentira, por parte dos homens, o escárnio, o espezinhamento e a rejeição. Só encontrou ódio ao seu redor.

Visto que só a catedral lhe bastava, voltava o rosto para os homens que o desprezavam. Aquelas figuras de santos, bispos, reis e mesmo as esculturas de monstros não o assustavam. Era com elas, estátuas mudas, que Quasímodo se expandia e ficava horas a conversar.

A noite veio. Ela achou-a tão bela, o luar tão doce, que fez um giro pela galeria que circundava a igreja. Sentiu com isso um grande alívio porque a terra lhe pareceu calma, vista lá de cima da catedral.

Existia entre os personagens grotescos esculpidos na parede um de quem Quasímodo gostava mais e com quem às vezes conversava. Uma ocasião a cigana ouviu-o a dizer: - Oh! Porque não sou de pedra como você!

Quando o viram semear dinheiro, disseram: É um comerciante; Quando o viram ganhar dinheiro, disseram: É um ambicioso; Quando o viram recusar honrarias, disseram: É um aventureiro; Quando o viram recusar a sociedade, disseram: É um bruto.

Com muito pouco trabalho, seria útil; é negligenciada, e por isso torna-se daninha. Então arranca-se. Quantos homens se assemelham À urtiga! (...) Não há nem ervas más nem homens maus. Só há maus cultivadores.

Quando a ouviam falar, diziam: É um policial; Quando a viam beber, comentavam: É um carroceiro; Quando a viam dar ordens a Cosette, garantiam: É um carrasco.

Só deus nesse momento, via o triste espetáculo. E sem dúvida a mãe! Há coisas que fazem abrir os olhos dos mortos nos seus túmulos!

A natureza humana é assim. As outras emoções ternas da juventude, se as houvera, haviam caído num abismo.

As crianças têm seu canto da manhã, como os pássaros.

Cosette já não vestia andrajos, estava de luto. Saía da miséria e entrara na vida.

Os bons pensamentos têm os seus abismos, tal como os maus.

As horas de êxtase nunca são mais do que um minuto.

Um raio de sol horinzontal iluminava o rosto de Cosette, que dormia com a boca ligeiramente aberta, tendo o aspecto de um anjo a beber luz.

Não ser escutado, não é motivo para calar.

Não basta ser bêbedo para ser imortal.

Os cemitérios aceitam o que lhes dão.

O medo é mudo. Além disso, ninguérm guarda melhor segredo do que uma criança.

A felicidade que inspiramos tem algo de encantador que, longe de enfraquecer, como todos os reflexos, volta para nós mais radiosa.

O riso é como o sol; afugenta o Inverno do rosto humano.

Essa criança vivia na ausência de afeição como as ervas daninhas que nascem nas covas.

Quebrar os laços que as unem parece ser instinto de certas famílias miseráveis.

...Era um daqueles homens que se tornam curiosos unicamente em razão da sua longevidade, e que são estranhos porque noutro tempo se pareceram com toda a gente e agora não se parecem com ninguém.

Não ver as pessoas, permite supor-lhes todas as perfeições.

Os encontros temperados com um pouco de missa são os melhores. Não há nada mais mimoso do que uma olhadela que passa por cima de Deus.

A amante era uma sepultura!

O ponteiro que avança no mostrador avança também nas almas. As opiniões atravessam suas fases.

Errar é do homem, passear é do parisiense. No fundo, espírito penetrante, e mais pensador do que parecia.

Nesta idade, os rostos dizem tudo. A palavra é inútil. Há jovens cuja fisionomia diz mais do que a boca. Olha-se para eles e fica-se a conhecê-los.

Estranho desarranjo interior que quase o incomodava.

Tudo o que o rodeava, aquele jardim pacífico, aquelas flores odoríferas, aquelas crianças ruidosamente alegres, aquelas mulheres graves, e simples, aquele claustro silencioso, penetrava-o lentamente, e a pouco e pouco a sua alma compunha-se de silêncio como o claustro, de perfume como as flores, de alegria como as crianças.

Estamos todos condenados à morte, mas com um tipo de adiamento indefinido.

Quero beber. Quero esquecer a vida. A vida é uma invenção hedionda não sei de quem. Parte-se o pescoço a viver. A vida é uma armação prestes a vir abaixo.

Uma amante não deve rir, porque isso nos encoraja a anganá-la. Vendo-a alegre, afugentamos os remorsos, se a vemos triste, volta-nos a consciência.

Há pais que não amam os filhos, mas não existe um só avó que não adore o neto.

As suas mágoas queimavam-lhe a alma como uma fornalha.

As pessoas não carecem de força, carecem de determinação.

O medo nasce da ignorância.

Os velhos necessitam de calor afetivo como do sol.

Nada é mais poderoso do que uma idéia que chega no momento certo.

Marius tinha sempre dois trajes completos; um velho, para todos os dias, outro novo, para as ocasiões extraordinárias. Ambos eram negros. Tinha só três camisas, uma trazia vestida, outra estava na cômoda, e outra na lavanderia. Renovava-as a medida que iam ficando usadas. Mas como estava quase sempre coçadas, abotoava o casaco até o pescoço.

O orgulho dizia sim, mas a velha cabeça, que abanava silenciosamente, respondia tristemente não. Tinha horas de abatimento. Faltava-lhe Marius. Os velhos têm tanta necessidade de afeição como de sol. A afeição aquece.

Sol e Lua O homem pensa. A mulher sonha. Pensar é ter cérebro. Sonhar é ter na fronte uma auréola. O homem é um oceano. A mulher é um lago. O oceano tem a pérola que embeleza. O lago tem a poesia que deslumbra. O homem é a águia que voa. A mulher, o rouxinol que canta. Voar é dominar o espaço. Cantar é conquistar a alma. O homem tem um farol: consciência. A mulher tem uma estrela: esperança. O farol guia. A esperança salva. Enfim, o homem está colocado onde termina a terra. A mulher, onde começa o céu!