Sobre o Autor

Sigmund Freud

Sigismund Schlomo Freud, mais conhecido por Sigmund Freud (6 de maio de 1856 - 23 de setembro de 1939), nasceu em Freiberg, na Áustria. Foi neurologista e fundador da Psicanálise.

Ninguém escreve para ganhar fama, que, de qualquer maneira, é coisa transitória, ou para atingir a imortalidade. Seguramente, escrevemos em primeiro lugar para satisfazer alguma coisa que se acha dentro de nós, não para as outras pessoas. É claro que, quando os outros reconhecem os nossos esforços, a satisfação interior aumenta, mas, mesmo assim, escrevemos primeiramente para nós mesmos, seguindo um impulso que vem de dentro.

Não posso imaginar que uma vida sem trabalho seja capaz de trazer qualquer espécie de conforto. A imaginação criadora e o trabalho para mim andam de mãos dadas; não retiro prazer de nenhuma outra coisa. Esta seria uma receita para a felicidade, se não fosse a idéia terrível de que a produtividade da gente depende inteiramente de nosso modo de sentir. Que há de ser da gente, quando os pensamentos cessarem de aparecer e as palavras adequadas não se apresentarem? Não se pode deixar de tremer diante de tal possibilidade. É por isso que, embora submetendo-me ao destino como um homem honesto, não deixo de fazer secretamente a minha oração: acima de tudo, que não surja nenhuma doença ou qualquer miséria física que me paralise as faculdades da criação. Como dizia o rei Macabeth: Morreremos com as armaduras nos ombros.

A civilização começa com a repressão

A América realmente é grandiosa. Mas é um grandioso equívoco

O sucesso substitui todos os argumentos

Nunca se pode dizer até onde esse caminho nos levará; cede-se primeiro em palavras e depois, pouco a pouco, em substância também.

Ao tomar uma decisão de menor importância, eu descobri que é sempre vantajoso considerar todos os prós e contras. Em assuntos vitais, no entanto, tais como a escolha de um companheiro ou profissão, a decisão deve vir do inconsciente, de algum lugar dentro de nós. Nas decisões importantes da vida pessoal, devemos ser governados, penso eu, pelas profundas necessidades íntimas da nossa natureza.

Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro. É verdade, tenho tido que viver como se fosse de ferro, porém estou muito motivada.. quero começar a caminhar hoje.. tenho esperanças pois já perdi 2 kilos depois que fiz a aposta com uma amiga minha... bom hoje no café às 8h35m da manhã comi meio pão frances com margarina e um copo de 200 ml de café com leite; às 10.30 tomei outro copo de café com leite e às 11h40m comi 5 folhas médias de alface, 2colheres de cenoura cozida em rodelas, uma panqueca recheada com carne moida média no almoço. Quando chegar em casa do trabalho vou caminhar no lago.. Deus me abençoe...

Nunca dominaremos completamente a natureza, e o nosso organismo corporal, ele mesmo parte desta natureza, permanecerá sempre como uma estrutura passageira, com limitada capacidade de realização e adaptação.

“... [a religião é] um sistema de doutrinas e promessas que, por um lado, lhe explicam os enigmas deste mundo com perfeição invejável e que, por outro lado, lhe garantem que uma Providência cuidadosa velará por sua vida e o compensará, numa existência futura, de quaisquer frustrações que tenha experimentado aqui. O homem comum só pode imaginar essa Providência sob a figura de um pai ilimitadamente engrandecido. Apenas um ser desse tipo pode compreender as necessidades dos filhos dos homens, enternecer-se com suas preces e aplacar-se com os sinais de seu remorso. Tudo é tão patentemente infantil, tão estranho à realidade, que, para qualquer pessoa que manifeste uma atitude amistosa em relação à humanidade, é penoso pensar que a grande maioria dos mortais nunca será capaz de superar essa visão da vida. Mais humilhante ainda é descobrir como é vasto o número de pessoas de hoje que não podem deixar de perceber que essa religião é insustentável e, não obstante isso, tentam defendê-la, item por item, numa série de lamentáveis atos retrógrados.”

Precisamos amar para não adoecer.

Estar apaixonado é estar mais próximo da insanidade do que da razão.

A maioria das pessoas não quer realmente a liberdade, pois liberdade envolve responsabilidade, e a maioria das pessoas tem medo de responsabilidade.

A Psicanálise é,em essência,uma cura pelo amor.

Contra os ataques é possível nos defendermos: contra o elogio não se pode fazer nada.

Nós nunca somos tão desamparadamente infelizes como quando perdemos um amor.

Toda anedota, no fundo, encobre uma verdade

Brincadeiras não existem Freud disse isso.

Nos sonhos envergamos a semelhança com aquele homem mais universal, verdadeiro e eterno que habita na escuridão da noite primordial.

Cães amam seus amigos e mordem seus inimigos, bem diferente das pessoas, que são incapazes de sentir amor puro e têm sempre que misturar amor e ódio em suas relações.

Não permito que nenhuma reflexão filosófica me tire a alegria das coisas simples da vida

As pessoas ficam muito loucas quando apaixonadas.

O novo sempre despertou perplexidade e resistência.

Todo tratamento psicanalítico é uma tentativa para libertar o amor recalcado.

O sonho é a estrada real que conduz ao inconsciente.

O pensamento é a ação ensaiando.

Disse Platão que os bons são os que se contentam com sonhar aquilo que os maus fazem na realidade.

As grandes coisas podem ser reveladas através de pequenos indícios

O homem é dono do que cala e escravo do que fala. Quando Pedro me fala sobre Paulo, sei mais de Pedro que de Paulo.

A antítese de brincar não é o que é sério, mas o que é real.