Ovídio foi um célebre poeta latino. Entre suas obras, "Metamorfoses" se destaca como a mais conhecida. Foi condenado ao exílio pelo imperador Augusto, onde permaneceu até sua morte.

Ovídio foi um célebre poeta latino. Entre suas obras, "Metamorfoses" se destaca como a mais conhecida. Foi condenado ao exílio pelo imperador Augusto, onde permaneceu até sua morte.

Frases e Pensamentos

44 frases no total. Página 2/2, de 31-44

    "A mulher tem a arte de apropriar-se do dinheiro do amante apaixonado."

        Ovídio

    "A ociosidade faz nascer o amor e, uma vez desperto, conserva-o. É a causa e o alimento deste mal delicioso."

        Ovídio

    "Tudo em nós é mortal, menos os bens do espírito e da inteligência."

        Ovídio

    "Enquanto fores feliz, terás muitos amigos; Se o céu se toldar, ficarás sozinho."

        Ovídio

    "Se eu pudesse, seria mais sensata; mas uma força nova / arrasta-me contra a minha vontade, e o desejo / atrai-me a uma direção, e a razão, a outra: / vejo e aprovo o melhor, mas sigo o pior."

        Ovídio

    "Muito pouco sabes acerca dos tempos em que vives se pensas que o mel é mais doce do que dinheiro na mão."

        Ovídio

    "Quem aceitou um beijo e não aceita tudo, merece perder aquilo que recebeu."

        Ovídio

    "De noite os defeitos se ocultam."

        Ovídio

    "Não há nenhuma mulher que se considere feia."

        Ovídio

    "E amanhã não seremos o que fomos / nem o que somos."

        Ovídio

    "Sê amável para ser amado."

        Ovídio

    "As frivolidades cativam os espíritos levianos."

        Ovídio

    "Qualquer país é pátria para os fortes, como o é o mar para os peixes."

        Ovídio

    "A consciência tranquila ri-se das mentiras da fama."

        Ovídio

Biografia


O poeta Ovídio nasceu em Sulmona, em 43 a.C. Recebeu sua educação em Roma, onde também descobriu sua vocação para a poesia. Trabalhou em alguns cargos públicos, mas renunciou à carreira para se dedicar à literatura.

Ainda jovem, aos 25 anos, publicou “Amores”, obra que o colocou em evidência na época. Mas também pode ter sido a causa de sua ruína.

Após experimentar o sucesso e ficar entre os poetas mais festejados e disputados, Ovídio foi condenado ao exílio pelo imperador Augusto. Os motivos nunca foram totalmente esclarecidos.

Alguns atribuem ao fato de que “Amores” instigaria o público feminino para a prática do adultério, comportamento censurado pelo imperador. Outros dizem que, na verdade, Ovídio foi punido por se envolver em um escândalo no palácio.

Ovídio, então, partiu para Tomi, uma pequena guarnição romana nas costas do Mar Negro. Durante o período de exílio, Ovídio continuou a escrever, o resultado foram obras como “Tristes” e “Pônticas”.

Sua obra mais conhecida, “Metamorfoses”, é considerada até hoje como uma enciclopédia completa de mitologia clássica.

Ovídio ainda tentou voltar para Roma, mas seu pedido foi negado por Augusto e depois pelo imperador Tibério. O poeta faleceu no exílio, em 17 ou 18 d.C.

"Onde não puderes amar, não te demores..."

    Augusto Branco

"Eu não desisti...apenas não insisto mais."

    Cazuza

"As coisas muito claras me noturnam."

    Manoel de Barros

"Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho."

    Carlos Drummond de Andrade

"Os mentirosos estão sempre prontos a jurar."

    Vittorio Alfieri

"Soltar os demônios pode ser muito educativo em certas ocasiões."

    Deepak Chopra

"O sexo é o alívio da tensão. O amor é a causa"

    Woody Allen

"Todo o homem é culpado do bem que não fez."

    Voltaire

"A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque é que é infeliz."

    Fiódor Dostoiévski

"Vento

Pastor das nuvens."

    Mario Quintana