Todos veêm o que pareces ser, mas poucos realmente sentem o que és.

Sobre o Autor

Maquiavel

Nicolau Maquiavel (Niccolò Machiavelli), (03 de maio de 1469 - 21 de junho de 1527). Filósofo e político italiano (Florença).

Mais frases de Maquiavel

Os fins justificam os meios

Homens ofendem por medo ou por ódio

Pelo que se nota que os homens ou são aliciados ou aniquilados

Um príncipe sábio deve observar modos similares e nunca, em tempo de paz, ficar ocioso

...Pois o homem que queira professar o bem por toda parte é natural que se arruíne entre tantos que não são bons.

Um príncipe sábio deve observar modos similares e nunca, em tempo de paz, ficar ocioso

Homens ofendem por medo ou por ódio

Os fins justificam os meios

...Pois o homem que queira professar o bem por toda parte é natural que se arruíne entre tantos que não são bons.

A primeira imprensão que se tem de um governante e da sua inteligência é dada pelos homens que o cercam.

Os homens prudentes sabem tirar proveito de todas as suas ações,mesmo daquelas a que são obrigados pela necessidade.

Creio que seriam desejáveis ambas as coisas, mas, como é difícil reuní-las, é mais seguro ser temido do que amado.

Quando fizer o bem, faça-o aos poucos. Quando for praticar o mal, fazê-lo de uma vez só.

Todos veêm o que pareces ser, mas poucos realmente sentem o que és.

Quem num mundo cheio de perversos pretende seguir em tudo os ditames da bondade, caminha inevitavelmente para a própria perdição.

Há três espécies de cérebros: uns entendem por si próprios; os outros discernem o que os primeiros entendem; e os terceiros não entendem nem por si próprios nem pelos outros; os primeiros são excelentíssimos; os segundos excelentes; e os terceiros totalmente inúteis.

Nenhum indício melhor se pode ter a respeito de um homem do que a companhia que freqüenta: o que tem companheiros decentes e honestos adquire, merecidamente, bom nome, porque é impossível que não tenha alguma semelhança com eles.

Os homens têm menos escrúpulos em ofender quem se faz amar do que quem se faz temer, pois o amor é mantido por vínculos de gratidão que se rompem quando deixam de ser necessérios, já que os homens são egoístas; mas o temor é mantido pelo medo do castigo, que nunca falha

Não se pode chamar de valor assassinar seus cidadãos, trair seus amigos, faltar a palavra dada, ser desapiedado, não ter religião. Essas atitudes podem levar à conquista de um império, mas não à glória

Assegurar-se contra os inimigos, ganhar amigos, vencer por força ou por fraude, faze-se amar a e temer pelo povo, ser seguido e respeitado pelos soldados, destruir os que podem ou devem causar dano, inovar com propostas novas as instituições antigas, ser severo e agradável, magnânimo e liberal, destruir a milícia infiel e criar uma nova, manter as amizades de reis e príncipes, de modo que lhe devam beneficiar com cortesia ou combater com respeito, não encontrará exemplos mais atuais do que as ações do duque.

Tendo o príncipe necessidade de saber usar bem a natureza do animal, deve escolher a raposa e o leão, pois o leão não sabe se defender das armadilhas e a raposa não sabe se defender da força bruta dos lobos. Portanto é preciso ser raposa, para conhecer as armadilhas e leão, para aterrorizar os lobos.

Tendo o príncipe necessidade de saber usar bem a natureza do animal, deve escolher a raposa e o leão, pois o leão não sabe se defender das armadilhas e a raposa não sabe se defender da força bruta dos lobos. Portanto é preciso ser raposa, para conhecer as armadilhas e leão, para aterrorizar os lobos.

Assegurar-se contra os inimigos, ganhar amigos, vencer por força ou por fraude, faze-se amar a e temer pelo povo, ser seguido e respeitado pelos soldados, destruir os que podem ou devem causar dano, inovar com propostas novas as instituições antigas, ser severo e agradável, magnânimo e liberal, destruir a milícia infiel e criar uma nova, manter as amizades de reis e príncipes, de modo que lhe devam beneficiar com cortesia ou combater com respeito, não encontrará exemplos mais atuais do que as ações do duque.

Não se pode chamar de valor assassinar seus cidadãos, trair seus amigos, faltar a palavra dada, ser desapiedado, não ter religião. Essas atitudes podem levar à conquista de um império, mas não à glória

Há uma dúvida se é melhor sermos amados do que temidos, ou vice-versa. Deve-se responder que gostaríamos de ter ambas as coisas, sendo amados e temidos; mas, como é difícil juntar as duas coisas, se tivermos que renunciar a uma delas, é muito mais seguro sermos temidos do que amados... pois dos homens, em geral, podemos dizer o seguinte: eles são ingratos, volúveis, simuladores, covardes e ambiciosos; eles furtam-se aos perigos e são ávidos de lucrar. Enquanto você fizer o bem para eles, são todos teus, oferecem-te seu próprio sangue, suas posses, suas vidas, seus filhos. Isso tudo até em momentos que você não tem necessidade. Mas, quando você precisar, eles viram-lhe as costas.

Os homens em geral formam suas opiniões guiando se antes pela vista do que pelo tato, pois todos sabem ver mas poucos sentir. Cada qual vê o que parecemos ser, poucos sentem o que realmente somos.

Aqueles que vencem, não importa como vençam, nunca carregam vergonha.

Tudo se degenera, se sucede e se repete fatalmente.

Quero ir para o inferno, não para o céu. No inferno, gozarei da companhia de papas, reis e príncipes. No céu, só terei por companhia mendigos, monges, eremitas e apóstolos.

Competição: Se seu melhor cavalo quebrar a perna abandone-o. Se seu melhor amigo o trair, esqueça.

Porque a todos é concedido ver, mas a poucos é dado perceber. Todos veem o que tu aparentas ser, poucos percebem aquilo que tu és.

É melhor ser temido do que amado. (livro_ Príncipe)

Você não terá piedade diante de seus inimigos. E ao se voltarem contra você, calar-se-ão diante de sua grandeza de alma.

Não se evita uma guerra, ela é apenas adiada para sua própria desvantagem

Quando fizer o bem,faça-o aos poucos,quando fizer o mal,faça-o de uma só vez

A sorte é mulher, e querendo dominá-la, é necessário bater nela e forçá-la

Mesmo as leis bem ordenadas sao impotentes diante dos costumes.

Todos podem ver, mas poucos são os que sabem sentir... Todos vêem o que tu pareces, mas poucos o que realmente és

É muito facil um homem esquecer da morte do pai do que a perda da fortuna.

O desejo de consquistar é coisa verdadeiramente natural e ordinário e os homens que podem fazê-lo serão sempre louvados e não censurados. Mas se não podem e querem fazê-lo, de qualquer modo, é que estão em erro, e são merecedores de censura.