Sobre o Autor

Lao-Tsé

Lao-Tsé foi um importante filósofo da China antiga. Conhecido como o autor do "Tao Te Ching", a obra basilar da filosofia taoísta.

O sábio não entesoura. Quanto mais dá aos outros, tanto mais tem.

Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.

O motivo pelo qual não é fácil para as pessoas viverem em paz / está no fato de saberem demais.

Não há culpa maior / do que entregar-se às vontades / não há mal maior / do que aquele de não saber contentar-se / não há dano maior / do que nutrir o desejo de conquista.

A natureza não é benévola, e é com determinada indiferença que de tudo se vale para os seus fins.

Para comandar os homens, marcha atrás deles.

Quando o líder efectivo dá o seu trabalho por terminado, as pessoas dizem que tudo aconteceu naturalmente.

O povo é rebelde porque os seus governantes são demasiado arrojados.

Quem fica na ponta dos pés, tem pouca firmeza.

Uma longa viagem de mil milhas inicia-se com o movimento de um pé.

O homem sábio / rejeita o excesso / rejeita a prodigalidade / rejeita a grandeza.

O homem realmente culto não se envergonha de fazer perguntas também aos menos instruídos.

Aquele que sabe quando tem bastante, não cairá no ridículo. E aquele quando deve parar, não correrá perigos.

Aquele que não tem confiança nos outros, não lhes pode ganhar a confiança.

Nada é impossível a quem pratica a contemplação. Com ela, tornamo-nos senhores do mundo.

Quando o governante é indulgente, o povo é virtuoso. Quando o governante é rigoroso, o povo prevarica.

O coração do homem pode estar deprimido ou excitado. Em qualquer dos dois casos o resultado será fatal.

Aquele que sabe não fala; aquele que fala não sabe.

Aquele que tudo julga fácil, encontrará muitas dificuldades.

A alma não tem segredo que o comportamento não revele.

A felicidade nasce da infelicidade; a infelicidade está escondida no seio da felicidade.

Aquele que se eleva nas pontas dos pés não está seguro.

Governa-se um grande Estado assim como se frita um pequeno peixe.

Com o bom sou bom, / mas mesmo com quem não é bom sou bom / pois boa é a virtude.

A libertação do desejo conduz à paz interior.

Quando a obra dos melhores chefes fica concluída, o povo diz: fomos nós que a fizemos.

O sábio não se exibe e vejam como é notado. Renuncia a si mesmo e jamais é esquecido.

Lança o saber e não terás tristeza.

Uma longa viagem começa com um único passo.

Quem conhece a sua ignorância revela a mais profunda sapiência. Quem ignora a sua ignorância vive na mais profunda ilusão.