Sobre o Autor

Jorge Luis Borges

Jorge Luis Borges foi um célebre escritor, poeta e ensaísta argentino. Publicou poemas e contos que ficaram famosos no mundo todo.

Desde aquele dia não movi as peças no tabuleiro.

Longe um trinado. O rouxinol não sabe que te consola.

A vasta noite não é agora outra coisa se não fragrância.

No deserto acontece a aurora. Alguém o sabe.

A lua nova. Ela também a olha de outra porta.

É um império essa luz que se apaga ou um vaga-lume?

A velha mão segue traçando versos para o esquecimento.

Sob o alpendre o espelho copia somente a lua.

Sob a lua a sombra que se alonga é uma só.

Não odeies o teu inimigo, porque, se o fazes, és de algum modo o seu escravo. O teu ódio nunca será melhor do que a tua paz.

O casamento é um destino pobre para uma mulher.

em vão espero as desintegrações e os símbolos que precedem ao sonho

Hoje não me alegram as amendoeiras do horto. Me lembro de ti.

Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria.

A esperança é o mais sórdido dos sentimentos.

Parece-me fácil viver sem ódio, coisa que nunca senti, mas viver sem amor acho impossível.