Sobre o Autor

Johann Goethe

Johann Wolfgang von Goethe (28 de Agosto de 1749 em Frankfurt am Main – 22 de Março de 1832 em Weimar). Escritor, cientista e filósofo alemão.

Posso parecer ser sincero, mas não imparcial.

Queres viver alegremente? Caminha com dois sacos, um para dares, outro para receberes.

Um nobre exemplo torna fáceis as ações difíceis.

Diz-se da melhor companhia: a sua conversa é instrutiva, o seu silêncio, formativo.

O amor não se deve somente queimar, mas também aquecer.

Onde me devo abster da moral, deixo de ter poder.

Aprender a dominar é fácil, mas a governar é difícil.

Em toda a parte só se aprende com quem se gosta.

Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.

Mas onde se deve procurar a liberdade é nos sentimentos. Esses é que são a essência viva da alma.

O dever: gostar daquilo que prescrevemos a nós próprios.

Os jovens e as mulheres querem a excepção, os velhos querem a regra.

Ah, que diferença entre o juízo que fazemos de nós e o que fazemos dos outros!

O verdadeiro amor é aquele que permanece sempre, se a ele damos tudo ou se lhe recusamos tudo.

Quem tem bastante no seu interior, pouco precisa de fora.

Uma atividade sem limites acaba em bancarrota.

A maior necessidade de um Estado é a de governantes corajosos.

Não digas que darás, mas dá! Nunca satisfarás a esperança!

Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor.

O amor e o desejo são as asas do espírito das grandes façanhas.