Jane Austen (16 de Dezembro de 1775 - 28 de Julho de 1817) foi uma escritora inglesa, considerada como a segunda figura mais importante da literatura inglesa depois de Shakespeare.

Jane Austen (16 de Dezembro de 1775 - 28 de Julho de 1817) foi uma escritora inglesa, considerada como a segunda figura mais importante da literatura inglesa depois de Shakespeare.

Frases e Pensamentos

27 frases no total. Página 1/1, de 1-27

    "Sr. Darcy : Por que fez essa pergunta ?
    Ms.Elizabeth: Para analisar o seu carater
    Sr. Darcy : E o que descobriu ?
    Ms.Elizabeth: Muito pouco.As várias versoes que ouvi a seu respeito me intrigaram.
    Sr. Darcy : Espero esclarece-las melhor no futuro...

    orgulho e preconceito"

        Jane Austen

    "Darcy: - Em criança ensinaram-me o que era certo,mas não me ensinaram a corrigir meu gênio.

    (Orgulho e preconceito)"

        Jane Austen

    "Lizzie: Eu me pergunto quem descobriu o poder da poesia para espantar o amor.
    Darcy: Achei que fosse o alimento do amor
    Lizzie: Do amor belo e vigoroso. Mas se é apenas uma vaga inclinação, um pobre soneto o liquidará.
    Darcy: Então o que recomenda para despertar a afeição?
    Lizzie: Dançar. Mesmo que o par seja apenas tolerável.

    Orgulho e preconceito"

        Jane Austen

    "Sei que é generosa de mais para fazer pouco de mim. Se os seus sentimentos são ainda os mesmos que manifestou em Abril passado, diga-mo imediatamente. O meu amor e os meus desejos permanecem inalterados; mas basta uma única palavra sua para silenciar-me para sempre.

    Orgulho e Preconceito"

        Jane Austen

    "... não tenho medo de mostrar meus sentimentos
    e de fazer coisas imprudentes,
    pois acredito que o que não se mostra, não se sente.
    Coisa que talvez surpreenda muito a você,
    pois os seus sentimentos são tão guardados
    que parecem não existir realmente..

    Trecho de razão e sensibilidade"

        Jane Austen

    "Elizabeth: Eu me pergunto quem descobriu o poder da poesia para espantar o amor.
    Darcy: Achei que fosse o alimento do amor.
    Elizabeth: Do amor belo e vigoroso. Mas se é apenas uma vaga inclinação, um pobre soneto o liquidará.

    Orgulho e Preconceito"

        Jane Austen

    "A vaidade e o orgulho são coisas diferentes, embora as palavras sejam frequentemente usadas como sinónimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. O orgulho relaciona-se mais com a opinião que temos de nós mesmos, e a vaidade, com o que desejaríamos que os outros pensassem de nós."

        Jane Austen

    "Jane: [...] Grande parte das vezes é a nossa própria vaidade que nos ilude. Para as mulheres, a admiração que elas crêem no objeto significa mais do que aquilo de fato se trata.

    Elizabeth: E são os homens que se encarregam de as convencer.

    Jane: Se é propositalmente que o fazem, não têm desculpa; mas não creio que no mundo haja tanta duplicidade, como a maioria das pessoas pretende fazer acreditar.

    Elizabeth: Estou longe de atribuir à duplicidade alguma faceta do comportamento de Mr. Bingley; mas o que certo é que, mesmo sem se planejar fazer o mal ou tornar os outros infelizes, podem-se criar situação de equívoco e sofrimento. Refiro-me à inconsistência, à falta de atenção para com os sentimentos dos outros e à falta de poder de resolução.

    (Orgulho e Preconceito)"

        Jane Austen

    "Não caçoarei do senhor por isto, o que é uma pena pois eu adoro rir...

    Orgulho e Preconceito"

        Jane Austen

    "Tudo isso me faz acreditar que o Sr. seria o último dos homens do mundo com quem eu me casaria.

    Orgulho e Preconceito"

        Jane Austen

    "You have bewitched my body and soul.I love you, I love you, I love you! (voce enfentiçou meu corpo e minha alma, eu te amo, te amo, te amo)

    Orgulho e Preconceito"

        Jane Austen

    "Em vão tenho lutado comigo mesmo; nada consegui. Meus sentimentos não podem ser reprimidos e preciso que me permita dizer-lhe que eu a admiro e a amo ardentemente.

    Orgulho e Preconceito"

        Jane Austen

    "Quando, finalmente, estiver segura do amor dele, terá todo o vagar para, por sua vez, se apaixonar como ela bem o entender."

        Jane Austen

    "Tempo ou oportunidade não determinam a intimidade, apenas a disposição."

        Jane Austen

    "Ela queria saber o que naquele momento estava passando em sua mente, de que maneira ele pensava nela. e se, ao arrepio de tudo, ela ainda era querida por ele."

        Jane Austen

    "Devo manter meu próprio estilo e ir no meu próprio caminho. E embora eu nunca possa ter sucesso de novo em que, estou convencido de que eu deveria deixar totalmente em qualquer outro."

        Jane Austen

    "The more I know of the world, the more I am convinced that I shall never see a man whom I can really love."

        Jane Austen

    "I must keep to my own style and go on in my own way. And though I may never succeed again in that, I am convinced that I should totally fail in any other."

        Jane Austen

    "devo ater-me a meu próprio estilo e seguir meu próprio
    caminho. E apesar de eu poder nunca mais ter sucesso deste modo, estou convencida de que falharia totalmente de
    qualquer outro."

        Jane Austen

    "Seus olhos erravam por aqui, por lá, por toda a parte, maravilhados. Ela viera para ser feliz, e já se sentia feliz."

        Jane Austen

    "A imaginação de uma senhora é muito rápida; pula da admiração para o amor, e do amor para o matrimônio em um segundo."

        Jane Austen

    "Muitas vezes perdemos a possibilidade de felicidade de tanto nos prepararmos para recebê-la. Por que então não agarrá-la toda de uma vez?"

        Jane Austen

    "O negócio pode trazer dinheiro, mas a amizade raramente o faz."

        Jane Austen

    "Não quero que as pessoas sejam muito gentis; pois tal poupa-me o trabalho de gostar muito delas."

        Jane Austen

    "Receio bem que a agradibilidade de uma ocupação nem sempre revele a sua propriedade."

        Jane Austen

    "Como bom cristão, tendes de perdoá-los, mas jamais deveis admiti-los na vossa presença, ou permitir que os seus nomes sejam mencionados diante de vós."

        Jane Austen

    "Metade do mundo não consegue compreender os prazeres na outra metade."

        Jane Austen

Biografia


Romancista britânica nascida em Steventon, Hampshire, cuja obra literária deu ao romance inglês o primeiro impulso para a modernidade, ao tratar do cotidiano de pessoas comuns com aguda percepção psicológica e um estilo de uma ironia sutil, dissimulada pela leveza da narrativa. Filha de um pastor anglicano, toda a sua vida transcorreu no seio de um pequeno grupo social, formado pela aristocracia rural inglesa. Aos 17 anos, escreveu seu primeiro romance, Lady Susan, uma paródia do estilo sentimental de Samuel Richardson.

Seu segundo livro, Pride and Prejudice (1797), tornou-se sua obra mais conhecida, embora, inicialmente, tenha sido malvisto pelos editores, o que levou por algum tempo ser descriminada no meio editorial. Depois conseguiu publicar o romance Sense and Sensibility (1811), cujo sucesso levou à publicação, ainda que sob pseudônimo, de obras anteriormente recusadas. Vieram ainda outros grandes sucessos como Mansfield Park (1814) e Emma (1816) em um estilo menos ágil e humorístico, porém ganhando em serenidade e sabedoria, sem perda de sua típica ironia.

Morreu em Winchester, um ano antes de serem publicadas as obras Persuasion e Northanger Abbey, uma deliciosa sátira, escrita na juventude, ao gênero truculento da novela gótica. Seu poder de observação do cotidiano forneceu-lhe material suficiente para dar vida aos personagens de suas obras, e a crítica considerou-a a primeira romancista moderna da literatura inglesa.

"Onde não puderes amar, não te demores..."

    Augusto Branco

"Eu não desisti...apenas não insisto mais."

    Cazuza

"As coisas muito claras me noturnam."

    Manoel de Barros

"Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho."

    Carlos Drummond de Andrade

"Soltar os demônios pode ser muito educativo em certas ocasiões."

    Deepak Chopra

"O sexo é o alívio da tensão. O amor é a causa"

    Woody Allen

"Os mentirosos estão sempre prontos a jurar."

    Vittorio Alfieri

"Todo o homem é culpado do bem que não fez."

    Voltaire

"A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque é que é infeliz."

    Fiódor Dostoiévski

"Vento

Pastor das nuvens."

    Mario Quintana