Clarice Lispector (1920 - 1977), escritora brasileira de origem judia nascida na Ucrânia

Clarice Lispector (1920 - 1977), escritora brasileira de origem judia nascida na Ucrânia

Frases e Pensamentos

1645 frases no total. Página 9/55, de 241-270

    "Fantástico: o mundo por um instante é exatamente o que o meu coração pede."

        Clarice Lispector

    "Fiz tudo certo. Só errei quando coloquei sentimento.."

        Clarice Lispector

    "Jamais perca a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe a alma."

        Clarice Lispector

    "“Quero que todos sejam felizes e me deixem em paz.”"

        Clarice Lispector

    "Tudo me atinge - vejo demais, ouço demais, tudo exige demais de mim."

        Clarice Lispector

    "Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter... calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida."

        Clarice Lispector

    "Ela é assim! Pronto.

    - Mas assim como? Explica!

    - Ela é assim um mix de tudo que se possa imaginar dentro de uma grande capacidade de apenas não ser nada em definitivo. Ela é aquilo que não consegue se encaixar em moldes pré-existentes, parece que ninguém nunca foi antes dela. Ela se incomoda com isso, às vezes, muito. Ela é cheia de sentimentos, parece que suas experiências se manifestam é no dorso do seu colo, e quase sempre, de vez em quando, tudo isso pesa. Mas não tem modo, não existe maneira que a faça ser diferente. E ainda, graças a Deus, ela é diferente. Algo que pesa e que tem o dom da leveza, algo que chora e que se manifesta em sorrisos, algo de forte, mas que se desmancha quando encontra a água."

        Clarice Lispector

    "Segunda-feira é mais difícil porque é sempre a tentativa do começo de vida nova. Façamos cada domingo de noite um reveillon modesto, pois se meia noite de domingo não é começo de Ano Novo é começo de semana nova, o que significa fazer planos e fabricar sonhos."

        Clarice Lispector

    "...Mas tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo. Quero sempre ter a garantia de pelo menos estar pensando que entendo, não sei me entregar à desorientação. Como é que se explica que o meu maior medo seja exatamente em relação a ser? E no entanto não há outro caminho. Como se explica que o meu maior medo seja exatamente o de ir vivendo o que for sendo?..."

        Clarice Lispector

    "Tudo tem que ser bem de leve para
    eu não me assustar e não assustar os
    que amo.
    Pedem-me pouco, pedem-me quase nada.
    O terrível é que eu tenho muito para dar
    e tenho que engolir esse muito e ainda
    por cima dizer com delicadeza : obrigada
    por receberem de mim um pouquinho de mim."

        Clarice Lispector

    "Antes do aparecimento do espelho a pessoa não conhecia o próprio rosto senão refletido nas águas de um lago.Depois de certo tempo cada um é responsável pela cara que tem.Vou olhar agora a minha.É um rosto nu. E quando penso que inexiste um igual ao meu no mundo, fico de susto alegre.Nem nunca haverá.Nunca é o impossível.Gosto de nunca.Também gosto de sempre.Que há entre nunca e sempre que os liga tão indiretamente e intimamente?"

        Clarice Lispector

    " Eu já começara a adivinhar que ele me escolhera para eu sofrer, às vezes adivinho. Mas, adivinhando mesmo, às vezes aceito: como se quem quer me fazer sofrer esteja precisando danadamente que eu sofra. "

        Clarice Lispector

    "Minha força está na solidão. Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas, pois eu também sou o escuro da noite."

        Clarice Lispector

    "— pois olhe – declarou de repente uma velha fechando o jornal com decisão – pois olhe, eu só lhe digo uma coisa: Deus sabe o que faz."

        Clarice Lispector

    "Eu sou tímida e ousada ao mesmo tempo."

        Clarice Lispector

    "Eu sei gargalhar com os olhos, e sorrir com o corpo todo."

        Clarice Lispector

    "Eu vivo me completando... mas falta um bocado."

        Clarice Lispector

    "Ah! que vontade de alegria."

        Clarice Lispector

    "É preciso coragem. Uma coragem danada. Muita coragem é o que eu preciso. Sinto-me tão desamparada, preciso tanto de proteção...porque parece que sou portadora de uma coisa muito pesada."

        Clarice Lispector

    "Desculpa, mas não entendo. Eu quero tudo e mais ainda. Amor tem que encher o coração, a casa, a alma. Pouco ou metades nunca me completaram."

        Clarice Lispector

    "Desculpa, mas não entendo. Eu quero tudo e mais ainda. Amor tem que encher o coração, a casa, a alma. Pouco ou metades nunca me completaram."

        Clarice Lispector

    "Mas a nostalgia do presente. O aprendizado da paciência, o juramento da espera. Do qual talvez não soubesse jamais se livrar."

        Clarice Lispector

    "Mas nem sempre é necessário tornar-se forte. Temos que respirar nossas fraquezas."

        Clarice Lispector

    "Sou vulnerável às menores bobagens, às mínimas palavras ditas, a olhares até, e sobretudo, a imaginações."

        Clarice Lispector

    "A gente tem o direito de deixar o barco correr. As coisas se arranjam, não é preciso empurrar com tanta força."

        Clarice Lispector

    "Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz."

        Clarice Lispector

    "Ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca."

        Clarice Lispector

    "Viver ultrapassa qualquer entendimento."

        Clarice Lispector

    "Mas tenho medo do que é novo e tenho medo de viver o que não entendo."

        Clarice Lispector

    "No meu temperamento tem um pouco de pimenta: não é todo mundo que gosta… Nem todo mundo que aguenta…"

        Clarice Lispector

Biografia


Clarice Lispector (Tchetchelnik Ucrânia 1925 - Rio de Janeiro RJ 1977) passou a infância em Recife e em 1937 mudou-se para o Rio de Janeiro, onde se formou em direito. Estreou na literatura ainda muito jovem com o romance Perto do Coração Selvagem (1943), que teve calorosa acolhida da crítica e recebeu o Prêmio Graça Aranha.

Em 1944, recém-casada com um diplomata, viajou para Nápoles, onde serviu num hospital durante os últimos meses da Segunda Guerra. Depois de uma longa estada na Suíça e Estados Unidos, voltou a morar no Rio de Janeiro. Entre suas obras mais importantes estão as reuniões de contos A Legião Estrangeira (1964) e Laços de Família (1972) e os romances A Paixão Segundo G.H. (1964) e A Hora da Estrela (1977).

Clarice Lispector começou a colaborar na imprensa em 1942 e, ao longo de toda a vida, nunca se desvinculou totalmente do jornalismo. Trabalhou na Agência Nacional e nos jornais A Noite e Diário da Noite. Foi colunista do Correio da Manhã e realizou diversas entrevistas para a revista Manchete. A autora também foi cronista do Jornal do Brasil. Produzidos entre 1967 e 1973, esses textos estão reunidos no volume A Descoberta do Mundo.

Escreve a crítica francesa Hélène Cixous: "Se Kafka fosse mulher. Se Rilke fosse uma brasileira judia nascida na Ucrânia. Se Rimbaud tivesse sido mãe, se tivesse chegado aos cinqüenta. (...). É nessa ambiência que Clarice Lispector escreve. Lá onde respiram as obras mais exigentes, ela avança. Lá, mais à frente, onde o filósofo perde fôlego, ela continua, mais longe ainda, mais longe do que todo o saber".

"Onde não puderes amar, não te demores..."

    Augusto Branco

"Eu não desisti...apenas não insisto mais."

    Cazuza

"As coisas muito claras me noturnam."

    Manoel de Barros

"Fácil é sonhar todas as noites. Difícil é lutar por um sonho."

    Carlos Drummond de Andrade

"O sexo é o alívio da tensão. O amor é a causa"

    Woody Allen

"Os mentirosos estão sempre prontos a jurar."

    Vittorio Alfieri

"Soltar os demônios pode ser muito educativo em certas ocasiões."

    Deepak Chopra

"Todo o homem é culpado do bem que não fez."

    Voltaire

"A maior felicidade é quando a pessoa sabe porque é que é infeliz."

    Fiódor Dostoiévski

"Vento

Pastor das nuvens."

    Mario Quintana