Sobre o Autor

Cesare Pavese

Cesare Pavese (9 de setembro de 1908, em Santo Stefano Belbo, Cuneo, Itália - 27 de agosto de 1950, em Torino, Itália) foi um escritor e poeta italiano.

Disciplina Antiga Os que bebem não sabem falar às mulheres,se perderam de tudo, e ninguém os aceita. Andam lentos na rua, e as ruas e postes não têm fim. Alguns deles dão giros mais longos, mas não há o que temer:amanhã eles voltam para casa. O que bebe imagina que está com mulheres-como postes à noite são sempre os mesmos, assim as mulheres são sempre as mesmas-; nenhuma o escuta. Mas o bêbado tenta, e as mulheres não o querem. As mulheres, que riem, conhecem de cor suas palavras. Por que riem assim as mulheres ou gritam, se choram? O homem bêbado quer e deseja uma bêbada que o ouvisse calada. Mas elas o atiçam:Para ter esse filho, é preciso contar com a gente. O homem bêbado abraça-se ao bêbado amigo que esta noite é seu filho, nascido sem elas. Como pode umazinha que chora e que grita dar-lhe um filho amigo? Se aquele é um bêbado, não recorda as mulheres no andar inseguro, e esses dois perambulam em paz. O filhinho que conta não nasceu de mulher- pois seria mulher também ele. Caminha com o pai e conversa:toda a noite iluminam-lhe os passos os postes.

Uma mulher, que não seja estúpida, cedo ou tarde encontra um farrapo humano e tenta salvá-lo. Às vezes consegue. Porém, uma mulher, que não seja estúpida, cedo ou tarde encontra um homem são e reduze-o a um farrapo. Sempre consegue.

Il est beau décrire parce que cela réunit les deux joies: parler seul et parler à une foule.

Esperar é ainda uma ocupação. Terrível é não ter nada que esperar.

Os lugares onde foste feliz, tornam-se inabitáveis

A verdadeira solidão, isto é, aquela que faz sofrer, traz consigo o desejo de matar.

Aquele que não tem ciúmes, até mesmo das calcinhas da bem-amada, não está apaixonado.

Toda a arte é um problema de equilíbrio entre dois opostos.

Existe algo mais triste do que envelhecer: permanecer criança.

Os suicídios são homicídios tímidos. Masoquismo em vez de sadismo.

O ócio torna as horas lentas e os anos velozes. A actividade torna as horas rápidas e os anos lentos.

Odeiam-se os outros porque se odeia a si mesmo.

Dêem uma companhia ao solitário e ele falará mais do que qualquer pessoa.

A morte é o repouso, mas o pensamento da morte é o perturbador de todo o repouso.

Uma só criatura ensina mais do que cem.

Porque é desaconselhável perder a cabeça? Porque, então, se é sincero.

Sofrer não serve para nada / Sofrer limita a eficiência espiritual / Sofrer é sempre culpa nossa / Sofrer é uma fraqueza.

O louco tem inimigos. O sonhador tem-se apenas a si próprio.

É estupidez entristecermo-nos pela perda de uma companhia: podíamos nunca ter encontrado essa pessoa, portanto, podemos dispensá-la.

A ofensa mais atroz que se pode fazer a um homem é negar-lhe que sofra.

Não é bom ser criança: bom é, quando somos velhos, pensar em quando éramos crianças.

Não há absolutamente ninguém que faça um sacrifício sem esperar uma compensação. É tudo uma questão de mercado.

O que conta para um artista não é a «experiência», é a experiência interior.

Todas as paixões passam e se apagam, excepto as mais antigas, aquelas da infância.

É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão.

Não conseguimos livrar-nos de uma coisa evitando-a, mas apenas atravessando-a.

A literatura é uma defesa contra as ofensas da vida.

Não existe vingança melhor de que aquela que os outros infligem ao teu inimigo. Tem até o mérito de deixar-te a parte do generoso.

Os erros são sempre iniciais.

Se só a dor nos pode educar, pergunto porque é, filosoficamente, proibido encarniçarmo-nos contra o próximo, educando-o do melhor modo?.