Sobre o Autor

Cazuza

Cazuza, pseudônimo de Agenor de Miranda Araújo Neto (nasceu dia 4 de abril de 1958, no Rio de Janeiro, Brasil - morreu dia 7 de julho de 1990); cantor brasileiro.

Ser marginal foi uma decisão poética

Homem que é homem volta atrás mas não se arrepende de nada

Amar é abanar o rabo, lamber e dar a pata...

As possiblidades de felicidades são egoistas, meu amor Viver a liberdade, amar de verdade Só se for a dois, só dois

Transformam o país inteiro num puteiro, pois assim se ganha mais dinheiro.

Vida louca, vida breve Ja que eu não posso te levar Quero que você me leve (Vida louca vida)

Olhe o mundo com a coragem do cego, entenda as palavras com a atenção do surdo, fale com a mão e com os olhos, como fazem os mudos!

..A vida é bela e cruel despida, Tão desprevenida e exata, que um dia acaba

A vida é tão desconhecida e mágica, dorme às vezes do seu lado...calada

Qualquer droga faz mal. Eu acho que a maconha faz mal, a cocaína faz mal, álcool faz mal, mas eu...não posso causar mal nenhum a não ser a mim mesmo.

Eu sou egoísta demais pra me incomodar com os outros...

Quem vem contudo não cansa...

Eu queria ter uma bomba, um flit paralisante qualquer pra poder me livrar do prático efeito: das tuas frases feitas, das tuas perfeitas!

TANTO QUERO O PÃO E O VINHO A REALIDADE E A FANTAZIA É ISSO QUE NOS MANTEM VIVO.

LEMBRE-SE DE MIM Se você vir um par de sapatos, um para cima outro pra baixo Ou um surfista elegante de sociedade Se você sentir que está ventando demais e não tiver agradável O vento que estava tão bom Então lembre-se de mim Com minha hipocrisia Um amor como o nosso está fadado a acabar E eu já não tenho mais fôlego pra soprar a fogueira Você parece barata tonta, envenenada por Rodox E teu barato já tá muito descoordenado E desse jeito não vai dar Então se você vir um tarado na escada Lembre-se de mim Um vira-lata emocionado Lembre-se de mim Lembre-se de nós e a nuven alaranjada Lembre-se de nosso amor Com as decisões que tomamos juntos Das nossas músicas malucas E esse talento de tomar a cena de assalto Pagamos o preço, por não sermos medíocres Lembre-se disso quando for falar mal de mim Lembre-se da nuven e da luz Alaranjada no lustre do quarto

QUERIDO DIÁRIO (TÓPICOS PARA UMA SEMANA UTÓPICA) Segunda-feira: Criar a partir do feio Enfeitar o feio Até o feio seduzir o belo Terça-feira: Evitar mentiras meigas Enfrentar taras obscuras Amar de pau duro Quarta-feira: Magia acima de tudo Drogas, barbitúricos I Ching Seitas macabras O irracional como aceitação do universo Quinta-feira: Olhar o mundo Com a coragem do cego Ler da tua boca as palavras Com a atenção do surdo Falar com os olhos e as mãos Como fazem os mudos Sexta-feira: Assunto de família: Melhor fazer as malas E procurar uma nova (Só as mães são felizes) Sábado: Não adianta desperdiçar sofrimento Por quem não merece É como escrever poemas no papel higiênico E limpar o cu Com os sentimentos mais nobres Domingo: Não pisar em falso Nem nos formigueiros de domingo Amar ensina a não ser só Só fogos de São João no céu sem lua Mas reparar e não pisar em falso Nem nas moitas dos metrôs nos muros E esquinas sacanas comendo a rua Porque amar ensina a ser só Lamente longe, por favor Chore sem fazer barulho

Amor, amor Madrugada, Azul sem luz, dias de brinquedo linda assim me veio e eu me entreguei Inocentemente, como um selvagem, como um brilho esperto dos olhos de um cão Amor, amor, diz que pode depois morde pelas costas sem querer Amor, amor, assim como um leão caçando o medo Meu caminho nesse mundo eu sei vai ter, um brilho incerto e louco Dos que nunca perdem pouco, nunca levam pouco Mas se um dia eu me der bem, vai ser sem jogo Amor, amor, fiel me trai e me azeda, me adoça e faz viver Amor, amor eu quero só paixão sobre os segredos Amor, amor, diz que pode depois morde pelas costas sem querer Amor, amor, assim como um leão caçando o medo Amor, amor eu quero só paixão fogo e segredos

O amor é o ridiculo da vida,a gente procura nele uma pureza impossivel...que está sempre se pondo,indo embora. A vida veio e me levou com ela...Sorte é se abandonar e aceitar essa ideia de paraiso que nos persegue..bonita e breve,como borboletas que só vivem 24 horas.

Para que mentir fingir que perdoo a emoção acabou que coincidencia é o amor a nossa música nunca mais tocou Para que usar de tanta educação para destilar terceiras intenções desperdiçando o mel devagarzinho, flor e flor entre os meus inimigos,bieja-flor Eu protegi o teu nome por amor em um codinome beija-flor não responda nunca meu amor pra qualquer um na rua beija flor Que só eu que podia dentro da tua orelha fria dizer segredos de liquidificador Você sonhava acordada um jeito de não sentir dor prendia o choro e aguava o bom do amor prendia o choro e aguava a bom do amor

As vezes te odeio por quase um segundo depois te amo mais teus pelos teu gosto teu rosto tudo tudo que não me deixa em paz Quais são as cores e as coisas pra te prender eu tive um sonho ruim e acordei chorando por isso eu te liguei, será que você ainda pensa em mim será que você ainda pensa

Nunca tive medo de me mostrar. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você tá vivo, e essa vida é pra se mostrar. Esse é o meu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.

Preciso Dizer que te amo Quando a gente conversa Contando casos, besteiras Tanta coisa em comum Deixando escapar segredos E eu não sei que hora dizer Me dá um medo, que medo Eu preciso dizer que eu te amo Te ganhar ou perder sem engano E eu preciso dizer que eu te amo Tanto E até o tempo passa arrastado Só pra eu ficar do teu lado Você me chora dores de outro amor Se abre e acaba comigo E nessa novela eu não quero Ser teu amigo É que eu preciso dizer que eu te amo Te ganhar ou perder sem engano Eu preciso dizer que eu te amo, tanto Eu já nem sei se eu tô misturando Eu perco o sono Lembrando cada riso teu Qualquer bandeira Fechando e abrindo a geladeira A noite inteira Eu preciso dizer que eu te amo Te ganhar ou perder sem engano Eu preciso dizer que eu te amo, tanto

Sou ariano. E ariano não pede licença, entra, arromba a porta. Nunca tive medo de me mostrar. Você pode ficar escondido em casa, protegido pelas paredes. Mas você tá vivo, e essa vida é pra se mostrar. Esse é o meu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.

O amor é o ridículo da vida. A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraiso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não doi.

Cantando agente inventa. Inventa um romance, uma saudade, uma mentira... Cantando a gente faz história. Foi gritando que eu aprendi a cantar:sem nenhum pudor, sem pecado. Canto pra espantar os demônios, pra juntar os amigos. Pra sentir o mundo, pra seduzir a vida.

Se você achar que eu tô derrotado Saiba que ainda estão rolando os dados... Porque o tempo, o tempo não pára!!!

Frustrado por não ter saída por ser um homem sem todas as minhas possibilidades Feliz por estar vivo e ter os meus pais Triste pelo mundo triste pela gente triste agora estou puto.

Pra poesia que a gente não vive transformar o tédio em melodia... (Todo amor que houver nessa vida)

Você está vivo: esse é o seu espetáculo! Só quem se mostra se encontra, por mais que se perca no caminho...

Viver é bom, nas curvas da estrada.