Lutamos contra os defeitos que nos fazem sofrer a nós mesmos; e afagamos os defeitos que fazem sofrer os outros.

Sobre o Autor

Carmen Sylva

Carmen Sylva, pseudônimo da princesa Elisabeth Pauline Ottilie Luise zu Wied, (* 29 de dezembro de 1843, em auf Schloß Monrepos bei Neuwied am Rhein; † 2 de março de 1916, em Bucareste, Romênia) foi rainha da Romênia e de Schriftstellerin.

Mais frases de Carmen Sylva

Não será a dúvida que distingue o homem dos brutos?

A alegria é a vida vista atrás de um raio de sol.

Não vos parece que certos pais querem castigar nos filhos a má educação que lhes deram?

Os ciúmes de um namorado são uma homenagem; os de um marido são um insulto.

A felicidade é como um eco; responde, mas não se aproxima.

Uma mulher é apedrejada pela ação que poderia ter sido praticada por um homem perfeito.

Lutamos contra os defeitos que nos fazem sofrer a nós mesmos; e afagamos os defeitos que fazem sofrer os outros.

Uma grande desgraça confere certo decoro mesmo às pessoas mais insignificantes.

Num casamento, as mulheres choram e os homens riem.

A experiência é como uma mulher a quem todos rendem homenagem sem tratar de averiguar se o seu passado é irrepreensível.

A virtude, bem observada, não é mais do que o sentimento e a necessidade do belo na ordem moral.

Dizem que a vingança é doce; à abelha custa-lhe a vida.

O perdão é sinal de indiferença; o verdadeiro amor jamais perdoa.