"Como o nosso começo é diferente do fim! No começo, temos o delírio do desejo e o êxtase do prazer sensual; no fim, a destruição de todos os órgãos e o cheiro do cadáver em decomposição. (...) Não parece que a vida é um tropeço cujas conseqüências aos poucos ficam mais óbvias?"

Arthur Schopenhauer


Arthur Schopenhauer, filósofo alemão do século XIX da corrente irracionalista

Comentários